iPhone esquentando é normal? Saiba quando se preocupar

iPhone esquentando é normal? Saiba quando se preocupar

Por Thiago Furquim | Editado por Bruno Salutes | 01 de Julho de 2021 às 20h40
Imagem: Polina Zimmerman/Pexels

Se você está notando seu iPhone aquecer, um dos primeiros sintomas ao utilizar o aparelho é notá-lo com performance bastante abaixo do normal. Os aplicativos travam, demoram para abrir, a câmera não funciona, entre outros motivos. Existem diversas razões pelas quais podem influenciar o aquecimento do seu smartphone, no entanto, você deve ficar atento se isso se trata do uso excessivo de CPU pelo software ou defeito nos componentes internos.

A princípio, a temperatura ambiente pode ser responsável pelo problema, visto que o iPhone fora projetado para funcionar entre 0 e 35 °C. Vale mencionar que temperaturas mais baixas ou altas podem influenciar no aquecimento do aparelho, reduzir a capacidade da bateria e tornar seu desempenho mais lento ou abaixo do aceitável.

Por que está aquecendo?

Em problemas de uso do software, o responsável pelo aquecimento do iPhone é o seu processamento via CPU. Basicamente, este componente é o responsável por traduzir cálculos de programação dos aplicativos para fazê-lo funcionar no dispositivo em forma de imagem na tela.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Logo, abrir muitos apps em segundo plano, utilizar recursos do sistema de GPS e rede, além de sistemas e programas mal otimizados, podem influenciar no trabalho do componente e esquentar o smartphone. Outras razões para senti-lo aquecer demasiadamente são:

  • Atualizar o sistema operacional do iOS.
  • Utilizar o sistema beta do iOS.
  • Configurar o aparelho pela primeira vez.
  • Restaurar um backup.
  • Rodar jogos com gráficos pesados.
  • Transmissão de tela via streaming.
  • Carregamento rápido via Fast Charger.

Basta encerrar tarefas ou aplicações mais pesadas, retirar do carregador (incluindo sem fio) e utilizar a versão mais atual do iOS para o iPhone normalizar a temperatura e funcionar perfeitamente. Isso pode acontecer com dispositivos antigos ou das novas gerações, portanto, não estranhe se o seu iPhone 12 também apresentar aquecimento.

Vale lembrar que nenhum smartphone possui um cooler de resfriamento dedicado, essa tarefa é feita pela estrutura de metal do aparelho, portanto, não o deixe no carro em um ambiente com alta temperatura, assim como à exposição solar por muitas horas.

Quais os sinais de superaquecimento?

O superaquecimento de dispositivos eletrônicos pode ser um indicativo preocupante de indicação para mau funcionamento dos componentes e hardware ou problemas de gerenciamento de energia do software. Embora, a princípio, não represente nenhum risco e existam soluções paliativas, é preciso entender a razão disso e como evitá-lo.

Caso você esteja notando que a temperatura do iPhone está esquentando além do normal, verifique alguns sinais importantes de comportamento que indicam o superaquecimento:

  • O desempenho fica mais lento mesmo com aplicativos em segundo plano fechados.
  • O flash da câmera está desativado.
  • O sinal de rede está baixo.
  • A tela está escurecida ou totalmente preta.

Além desses sinais, o iOS também pode encerrar o sistema e emitir um alerta na tela de "Temperatura: o iPhone precisa esfriar". Nessas condições ainda é possível realizar chamadas de emergência, mas você só conseguira utilizar o aparelho apenas quando esfriar e sair da condição de superaquecimento.

Para isso, deixe-o desligado, fora da capa de proteção, longe do carregador e mantenha-o em um ambiente com temperatura agradável.

Importante: nunca force o resfriamento do aparelho colocando-o na geladeira ou exposto ao ar condicionado. A queda brusca de temperatura pode criar uma condensação interna e danificar permanentemente o iPhone.

Como evitar o superaquecimento?

Verifique as condições em que você está manuseando o seu iPhone para notar se está influenciando no superaquecimento. Entre os motivos mais comuns, utilizar uma capa protetora com muitas camadas de proteção, deixar exposto ao sol e utilizar carregadores de outras marcas ou não homologados pela Anatel.

Apesar de ser pouco improvável que, em condições normais, o iPhone exploda, é preciso também estar atento à saúde da bateria. Se o componente de energia estiver com defeito, é bem provável que o smartphone aqueça além do normal e apresente os problemas apresentados acima.

Consulte periodicamente a a saúde da bateria: abra o aplicativo Ajustes, depois, vá em "Bateria" > "Saúde da Bateria" e verifique se o iOS apresenta diagnóstico de manutenção.

Verifique como está a saúde da bateria do iPhone caso esteja notando aquecimento e demasiada queda de performance - Captura de tela: Thiago Furquim (Canaltech)

O que fazer se continuar superaquecendo?

Caso você esteja identificando o superaquecimento anormal do seu iPhone de forma regular, está na hora de tomar algumas medidas para consertar o problema. Se o problema for de hardware, defeito de componente interno ou identificação do desgaste da bateria, você precisará entrar em contato com a Assistência Técnica da Apple. Você também pode consultar o recall de produtos Apple para saber se o defeito tem a ver com o modelo de fabricação do seu dispositivo e obter reparo gratuito (ainda que esteja fora da garantia).

Se acredita que o problema possa estar relacionado ao sistema operacional, faça um backup pelo iCloud realize uma limpeza de software do iPhone. Consulte nosso artigo sobre como formatar e resetar o seu iPhone pelo iOS.

Como dissemos anteriormente, não é preciso ter grandes preocupações sobre o aquecimento do seu iPhone. Seguindo todas as dicas e recomendações, você deverá manter um bom funcionamento do seu dispositivo Apple e prolongar bastante a sua vida útil.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.