Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Bard | Tudo o que sabemos sobre a IA do Google

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 26 de Fevereiro de 2023 às 10h00

Link copiado!

Google/Divulgação
Google/Divulgação
Tudo sobre Google

O Bard é um serviço experimental de inteligência artificial conversacional desenvolvido pelo Google e que promete ser uma nova etapa na forma como fazemos buscas pela internet.

O anúncio do Bard é visto como uma resposta do Google para o sucesso do ChatGPT, software da OpenAI que atraiu milhões de usuários em poucas semanas após seu lançamento e gerou discussões sobre o impacto da IA em rotinas e profissões.

Anunciado no início de fevereiro de 2023, o Bard representa a evolução dos anos de trabalho do Google com inteligência artificial e modelos de linguagem.

Continua após a publicidade

Novo passo da IA conversacional

Segundo o Google, o Bard é alimentado pelo LaMDA (Language Model for Dialogue Applications ou “Modelo de linguagem para aplicações com diálogos” em tradução direta), tecnologia de IA criada pela Big Tech para modelos de linguagens e conversação.

No primeiro momento, o chatbot utiliza uma versão mais leve do LaMDA para realizar uma fase de testes e aperfeiçoamento entre funcionários internos e usuários selecionados. O objetivo do Google é coletar feedbacks sobre o produto e melhorar a sua qualidade e velocidade antes de disponibilizá-lo para o público em geral.

Em comunicado no blog oficial, o Google destaca a preocupação com a qualidade, a segurança e a fundamentação das informações reproduzidas por modelos de linguagem e conversação, como o LaMDA utilizado no Bard. Para a companhia, o desafio da IA é fornecer respostas confiáveis e atualizadas com base nas informações disponíveis na web.

A declaração da Gigante de Mountain View pode parecer uma provocação a outros chatbots do mercado, que têm a confiabilidade e a veracidade de suas respostas questionadas pelos usuários. Não obstante, o próprio Google foi criticado na demonstração do Bard, em fevereiro de 2023, por apresentar um erro factual em relação ao telescópio James Webb.

Bard e o futuro das buscas

Para o Google, o Bard será uma nova maneira de interagir com informações, transformando-as em “conhecimento útil com mais eficiência, tornando mais fácil para as pessoas chegarem ao cerne do que estão procurando e fazerem as coisas.”

Continua após a publicidade

A inteligência artificial poderá reunir respostas complexas organizadas em tópicos e apresentar insights para perguntas mais elaboradas. Os recursos do Bard devem começar a aparecer em breve nas páginas de Busca do Google.

“Em breve, você verá recursos baseados em IA na Busca que transformam informações complexas e várias perspectivas em formatos fáceis de digerir, para que você possa entender rapidamente o panorama geral e aprender mais na web”, informa o blog da companhia.