IFA 2021 é cancelada por "falta de perspectivas seguras"

IFA 2021 é cancelada por "falta de perspectivas seguras"

Por Felipe Junqueira | Editado por Wallace Moté | 19 de Maio de 2021 às 11h50
Divulgação/IFA

Enquanto a GSMA insiste em manter a programação da MWC21 para o final de junho, a IFA Berlim, que ocorreria em setembro, teve seu cancelamento anunciado. Os organizadores justificaram que a feira não seria “viável devido à falta de perspectivas seguras” — ou seja, por conta da pandemia de COVID-19 que ainda não está totalmente controlada.

A IFA seria realizada de maneira totalmente presencial entre os dias 3 e 7 de setembro deste ano, mas conversas realizadas com especialistas em saúde pública e acionistas fez com que a organização desistisse. Foi considerado que empresas participantes precisam se programar meses antes do evento, separando orçamento para garantir a presença e ações para atrair consumidores e parceiros. Os organizadores consideraram que não há condições estruturais para isso em meio a uma pandemia.

“Inovações precisam de uma plataforma global. Marcas e fabricantes de todo o setor de tecnologia expressaram sua confiança de que poderiam vir à IFA 2021 em Berlim”, disse Kai Hillebrandt, presidente do Conselho de Supervisão da gfu Consumer & Home Electronics GmbH. “No entanto, existem atualmente muitos imponderáveis, e não devemos planejar o tempo sem responsabilidade”, refletiu.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Martin Ecknig, diretor-executivo da Messe Berlin, ponderou sobre a importância da IFA Berlim, mas considerou que o controle da pandemia não foi feito dentro do tempo esperado e, por isso, foi tomada uma “decisão difícil e decepcionante”.

“A contenção da pandemia, incluindo a introdução de programas de vacinação e a retomada de viagens internacionais, não ocorreu no ritmo esperado. Em vista disso, essa decisão difícil e decepcionante era inevitável”, afirmou.

A feira foi remarcada para ocorrer entre os dias 2 e 6 de setembro de 2022, ou seja, basicamente a edição 2021 foi cancelada para já ficar marcada a do ano que vem, com mais tempo para organizar tudo. No ano passado, a IFA foi realizada de maneira presencial, seguindo protocolos de saúde recomendados para evitar a proliferação do SARS-COV-2, vírus que causa a COVID-19.

Enquanto isso, a MWC21 já tem pelo menos oito grande ausências presenciais na feira, sendo que algumas empresas como Samsung, Nokia, Lenovo e Qualcomm confirmaram que vão realizar apenas eventos online. O evento em Barcelona está marcado para começar em 28 de junho. Isso, claro, se a GSMA não acabar desistindo em cima da hora, como fez no ano passado. Ou até optar pelo evento apenas digital.

Fonte: IFA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.