Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Linha AMD Ryzen 7000 pode ser lançada antes do previsto

Por| Editado por Wallace Moté | 11 de Fevereiro de 2022 às 12h10

Link copiado!

Divulgação/AMD
Divulgação/AMD
Tudo sobre AMD

Segundo informações do leaker Greymon55, cujo histórico de vazamentos se mostrou confiável nos últimos meses, a família de processadores AMD Ryzen 7000 pode chegar ao mercado antes do esperado. Os chips já foram confirmados para estrear neste ano, trazendo um grande salto de desempenho e diversos novos recursos, e até então estavam sendo aguardados para o último trimestre do ano, mesma janela de estreia dos Ryzen 5000.

Linha Ryzen 7000 pode chegar antes do esperado

O informante publicou no Twitter que os chips Zen 4 da família Ryzen 7000 "Raphael" não seriam mais lançados no quarto trimestre, como especulado anteriormente, e começou a esclarecer a informação com diversos detalhes interessantes. Os processadores não teriam sido adiados, mas sim adiantados, ganhando agora uma janela de estreia para o terceiro trimestre, entre os meses de julho e setembro.

Continua após a publicidade

Mais do que isso, Greymon55 sugere que as placas-mãe da série 600, com o novo soquete AM5, já estariam em estágio bastante avançado de desenvolvimento, com produção em massa prevista para começar no final deste mês, ou no início de março. Com isso, o leaker indica que o anúncio detalhado das novas CPUs pode acontecer já em maio, durante a Computex 2022.

A postagem traz ainda informações sobre outros produtos que poderiam ter sofrido com a mudança de cronograma da AMD, incluindo as versões para desktop dos chips Ryzen 6000 "Rembrandt", munidos de GPU integrada RDNA 2, e das placas de vídeo Radeon RX 7000 com microarquitetura RDNA 3.

Ao que parece, as APUs Rembrandt podem assumir o prazo antes ocupado pelos chips Raphael, chegando entre o terceiro e o quarto trimestre, enquanto as GPUs Radeon teriam o prazo modificado, ainda que não se saiba para quando.

Chips trarão núcleos Zen 4 e RAM DDR5

Reunindo os detalhes já vazados com as informações oficiais divulgadas pela AMD durante a CES 2022, os processadores Ryzen 7000 marcarão uma nova fase para a família de CPUs da companhia, trazendo inúmeras novidades junto à aguardada microarquitetura Zen 4. Além da litografia de 5 nm da TSMC, que deve proporcionar ganhos significativos de eficiência, já se sabe que as CPUs atingirão com facilidade clocks de 5,0 GHz, mesmo em tarefas pesadas como games.

Continua após a publicidade

Também está confirmada a primeira mudança de soquete desde a concepção da linha Ryzen, com a chegada do AM5, que leva os pinos da CPU para a placa-mãe e fornece tecnologias como o suporte a memórias DDR5, com uma nova tecnologia de overclock automático denominada RAMP (Ryzen Accelerated Memory Profile), e novo barramento PCIe 5.0, até então disponível apenas nos chips Alder Lake da Intel.

O segmento de notebooks seria outro beneficiado com as melhorias dos núcleos Zen 4, podendo receber dessa vez modelos vindos diretamente dos desktops em uma série conhecida até o momento como "Raphael-H", munida de soluções com até 16 núcleos e 32 threads. No mais, alguns dos rumores indicam ainda ganhos massivos de 25% em instruções por clock (IPC), e adoção de GPUs integradas RDNA 2 em toda a linha, pontos ainda não confirmados, no entanto.

Fonte: WCCFTech, VideoCardz