Chips Apple A16 Bionic, M2 e nova versão do M1 têm detalhes vazados

Chips Apple A16 Bionic, M2 e nova versão do M1 têm detalhes vazados

Por Lupa Charleaux | Editado por Wallace Moté | 30 de Maio de 2022 às 13h12
Reprodução/MacRumors

Supostos detalhes sobre novos processadores da Apple foram divulgados recentemente. Em uma thread no Twitter, o informante ShrimpApplePro apresentou possíveis informações sobre o chipset A16 Bionic do iPhone 14, o futuro M2 e a última variante da linha M1 para os computadores Mac.

A16 Bionic deve ter suporte para memória RAM LPDDR5 e novas CPUs e GPUs (Imagem: Reprodução/Platform Decentral)

A16 Bionic mantém litografia de 5 nm da TSMC

Segundo o informante, uma fonte confiável da indústria indicou que o A16 Bionic ainda usará a litografia de 5 nm da TSMC – o mesmo processo usado no A15 Bionic e no M1 para Macs e iPads. Contudo, outra fonte teria afirmado que o chip pode ser baseado no TSMCFF5, um formato atualizado do nó para semicondutores.

O leaker ainda destaca que o processador da Apple terá suporte para memória RAM LPDDR5, tecnologia mais eficiente e com menor taxa de consumo de energia. Bem como, o chipset será construído com novas e aprimoradas CPUs e GPUs.

Os primeiros rumores sugeriam que o A16 Bionic seria fabricado com a nova litografia de 4 nm da TSMC, conhecida como N4P. No caso, o processo é uma versão aprimorada da terceira geração de nó de semicondutores de 5 nm.

De toda forma, o novo chipset deve ser usado exclusivamente pelo iPhone 14 Pro e iPhone 14 Pro Max. Vazamentos indicam que o iPhone 14 “padrão” e o iPhone 14 Max seriam equipados com uma versão atualizada do A15 Bionic.

Linha M1 ainda pode ganhar mais um processador antes da estreia da série M2 (Imagem: Reprodução/NotebookCheck)

M2 e último chip da linha M1 em desenvolvimento

Na mesma thread no Twitter, ShrimpApplePro cita que o chip M2 pode ser o primeiro modelo a ser fabricado com a litografia de 3 nm da TSMC. Além de pular a formato de 4 nm, ele pode ser o primeiro chip personalizado ARMv9 da Apple.

Entretanto, o informante comenta que não tem certeza se o chipset realmente terá o título “M2”. Apesar de antigas confirmações, a gigante de Cupertino ainda pode mudar o nome antes de lançar o modelo no mercado com os computadores e notebooks.

Em outra publicação, o leaker menciona que a Apple está trabalhando no último SoC da linha M1 com núcleos atualizados. Possivelmente baseada no A15 Bionic, essa variante pode receber o título “M1X” e trazer os novos núcleos de eficiência energética “Blizzard” e de alto desempenho “Avalanche”.

Para uma comparação, os processadores M1, M1 Pro, M1 Max e M1 Ultra são baseados no A14 Bionic. Tal como, eles usam os núcleos de eficiência energética “Icestorm” e de desempenho “Firestorm”.

Próximo Mac Pro pode ser alimentado pelo processador M1X (Imagem: KKPCW/Wikimedia Commons)

Estreia do M1X no Mac Pro ou MacBook Air

Supostamente superior ao M1 Ultra, versão “duplicada” do M1 Max, o M1X pode estrear no Mac Pro. O computador da Apple pode ser lançado ainda este ano e promete um desempenho superior comparado à terceira geração do modelo lançado em 2019.

Ao mesmo tempo, o famoso analista Ming-Chi Kuo sugeriu que o MacBook Air 2022 deve ser lançado com uma versão do chip M1 no lugar do M2. Então, o último chip M1 poderia ser apenas uma edição atualizada do processador de nível básico da Apple.

De toda forma, as recentes informações ainda devem ser tratadas como rumores. Uma recomendação citada pelo próprio leaker ShrimpApplePro.

Fonte: Twitter/ShrimpAppleProGizmoChina, MacRumors

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.