Apple Silicon deve ser atualizado a cada 18 meses; M2 chega em meados de 2022

Apple Silicon deve ser atualizado a cada 18 meses; M2 chega em meados de 2022

Por Victor Carvalho | Editado por Wallace Moté | 20 de Dezembro de 2021 às 14h40
Apple

Com o lançamento dos chips M1 Pro e M1 Max oferecendo grande avanço em processamento e desempenho gráfico, surgem novas informações a respeito da próxima geração dos chips da Apple, destacando um possível ciclo de atualizações a cada 18 meses.

Segundo o portal chinês Commercial Times, fontes ligadas à indústria revelam que "no futuro o Apple Silicon será atualizado a cada 18 meses", alterando não apenas a nomenclatura dos chips, saltando de M1 para M2, como também o processo de fabricação, de 5 para 4 nanômetros.

Com base neste rumor podemos esperar que o anúncio do M2 — de codinome Staten — aconteça na segunda metade de 2022, deixando o anúncio do M2 Pro e M2 Max — de codinome Rhodes — para a primeira metade de 2023.

Sucessor do chip M1 pode ser apresentado durante segundo semestre de 2022 com grandes avanços (Imagem: Reprodução/Apple)

É esperado que a linha Apple M2 já adote o processo de fabricação de 4 nanômetros, oferecendo consumo ainda menor de energia, maior duração de bateria, inteligência artificial mais veloz e grande poder de CPU e GPU.

Para o M3, que chegaria 18 meses após o lançamento do M2, a Apple prepara a estreia do processo de fabricação de 3 nanômetros, garantindo avanço em todas as áreas citadas acima.

Novo MacBook Air pode demorar um pouco mais

Com aposta em portabilidade e alta eficiência, MacBook Air de 2022 pode ter design inspirado por novos MacBook Pro (Imagem: Reprodução/Apple)

Há meses circulam rumores sobre o lançamento do MacBook Air com chip M2 para o início de 2022, mas novas informações apontam agora para o anúncio durante o segundo semestre do próximo ano.

Com produção prevista para a segunda metade de 2022 e agora informações confiáveis indicando a chegada do chip M2 durante a mesma época do ano, é provável que a Apple esteja planejando estrear o novo processador ao lado do novo MacBook Air.

O notebook deve adotar um design mais fino e mais leve que o MacBook Pro com poderosos chips M1 Pro e M1 Max, oferecendo boa diversidade de cores e retorno do conector MagSafe para carregamento veloz.

M1 Max "Quadra" pode chegar antes do M2

Novo chip teria poder equivalente a quatro Apple M1 Max combinados (Imagem: Reprodução/Apple)

Indícios de que a Apple trabalha em um novo Mac Pro com processador de 40 núcleos surgiram em outubro, logo após o anúncio do chip M1 Max.

No início de dezembro tivemos fortes rumores de que o M1 Max pode ser combinado com outros M1 Max para criar versões monstruosas do processador, resultando em uma versão "Duo" com até 20 núcleos de CPU e uma versão "Quadra" com até 40 núcleos de CPU e 128 núcleos de GPU.

Apple M1 Max é o chip mais potente da marca até então (Imagem: Reprodução/Apple)

Mantendo o processo de fabricação de 5 nanômetros, é extremamente provável que versões poderosas do Mac Pro e do novo iMac sejam anunciadas no primeiro semestre de 2022 para fechar o ciclo de transição dos processadores Intel para Apple Silicon.

Assim, os novos processadores M2 se diferenciariam pela fabricação em 4 nanômetros, garantindo maior eficiência energética, menor consumo de energia e ganhos de desempenho em todas as áreas, equipando então novos Macs, iMacs e MacBooks de entrada no fim do próximo ano.

Fonte: Commercial Times, via MacRumors

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.