Arquivo de BIOS da ASRock habilita suporte aos Ryzen 5000 em placa X370 da ASUS

Arquivo de BIOS da ASRock habilita suporte aos Ryzen 5000 em placa X370 da ASUS

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 25 de Agosto de 2021 às 09h31
AMD

Anunciada em outubro do ano passado, a família Ryzen 5000 foi a primeira voltada para o mercado consumidor a adotar a microarquitetura Zen 3. Se não houve mudanças na contagem dos núcleos em comparação à linha Ryzen 3000, os avanços proporcionados pela nova arquitetura foram suficientes para entregar um salto significativo de desempenho, superando com folga a antiga vantagem de desempenho da Intel em praticamente todos os cenários.

Ainda que compreensível, as novidades trouxeram uma má notícia para usuários mais antigos da marca — apesar de manter o soquete AM4 lançado com a primeira geração da família, a linha Ryzen 5000 não contava com suporte às placas-mãe da série 300, preparadas para os Ryzen 2000. Agora, quase um ano depois, usuários do fórum ASUS ROG conseguiram contornar essa limitação de uma maneira mirabolante.

BIOS da ASRock habilita chips Ryzen 5000 em placas da ASUS

Utilizando a BIOS da placa-mãe ASRock B450 PRO4 R2.0, na versão 4.50, os usuários habilitaram o suporte aos chips Ryzen 5000 na placa ASUS ROG Crosshair VI Hero, aparentemente sem maiores problemas. Não há relatos de limitações de recursos até o momento, mas o fato de se tratar de software de outra fabricante pode eventualmente trazer problemas.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Placa-mãe ASUS ROG Crosshair VI Hero (Imagem: Reprodução/ASUS)

Ainda de acordo com os usuários, utilizar a versão 4.80 do firmware já não possibilita o uso dos novos processadores, mas pode habilitar o Smart Access Memory (SAM), que permite o acesso instantâneo dos chips à toda a memória dedicada de placas de vídeo, em CPUs Ryzen 3000. Como descobriu o site WCCFTech, usuários do fórum Overclock.net chegaram a testar arquivos de BIOS de outras fabricantes.

Arquivos BIOS de outras placas foram testados, mas apresentam algumas limitações e problemas (Imagem: Placa-mãe ASUS ROG Crosshair VI Hero)

Os resultados são mistos — software de placas da Gigabyte ou ainda de modelos topo de linha da ASRock não funcionam, ou entregam limitações como ausência do SAM e até perda de suporte ao NVMe. Os arquivos de placas da Biostar apresentam resultados mais positivos, mas ainda apresentam bugs na inicialização e perda de algumas lanes do barramento PCI-E 3.0.

Como realizar o procedimento

Um tutorial chegou a ser divulgado pelos usuários para interessados. O Canaltech não recomenda realizar o procedimento, visto que há riscos por não se tratar de um suporte oficial, além de envolver o uso de software de fabricantes diferentes. Se ainda assim tiver a pretensão de arriscar, prossiga por sua conta e risco.

  1. Vá ao site da ASRock e baixe a BIOS v4.50 da placa ASRock B450 PRO4 R2.0
  2. Utilizando o programa Rufus, crie uma imagem DOS bootável em um pen-drive
  3. Copie a BIOS para o pen-drive bootável
  4. Baixe o AFUDOS, que gerencia a instalação de BIOS, e também o copie para o pen-drive
  5. Use o pen-drive como disco de boot e atualize a BIOS utilizando o comando "afudos nameofrom.rom /gan", substituindo o trecho "nameofrom" pelo nome do arquivo da ROM

Caso queira apenas habilitar o SAM em CPUs Ryzen 3000, basta seguir os mesmos passos, substituindo a BIOS v4.50 pela BIOS v4.80.

Fonte: WCCFTech, Tom's Hardware

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.