AMD Ryzen 7000H para notebooks pode ter modelo de 16 núcleos Zen 4

AMD Ryzen 7000H para notebooks pode ter modelo de 16 núcleos Zen 4

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 20 de Outubro de 2021 às 08h56
Divulgação/AMD

A competição no mercado de CPUs está prestes a se acirrar com o lançamento de 12ª geração Alder Lake da Intel, primeira da empresa a trazer chips híbridos para todos os segmentos. Do outro lado, a AMD prepara como resposta uma nova linha de processadores, conhecida até o momento pelos codinomes "Warhol" para desktops e "Rembrandt" para notebooks, tendo como destaques o cache empilhado e a adoção de GPUs integradas RDNA 2.

Essas não são as únicas novidades que o time vermelho está preparando, no entanto, como a companhia já confirmou em vídeo que comemora os 5 anos da família Ryzen. A nova microarquitetura Zen 4 e a família "Raphael" estão garantidas para chegar em 2022 prometendo oferecer upgrades significativos em diversos aspectos, como RAM DDR5 e barramento PCI-E 5.0.

Novos rumores sobre a próxima geração de processadores da AMD surgiram nesta semana, indicando que a companhia pode repensar a linha de desktop, para começar a atender também alguns modelos mais encorpados de notebooks.

AMD pode lançar chip de 16 núcleos para notebooks

Ao que se sabe, a linha mobile de CPUs baseadas na microarquitetura Zen 4 será chamada de Phoenix-H, dotada de algumas limitações para melhor adaptação ao formato de notebooks. No entanto, segundo os leakers Greymon55niceming, que já divulgou informações confidenciais válidas no passado, a AMD também estaria preparando uma linha mais poderosa, identificada como "Raphael-H", em referência à família Raphael para desktops.

A série contaria com especificações bem mais robustas, incluindo um modelo com 16 núcleos e 32 threads, algo inédito em laptops. Considerando o calor que essa configuração deve gerar, mesmo com o uso da litografia de 5 nm da TSMC, o chip em questão poderia ser uma exclusividade da categoria de laptops voltada a entusiastas e os chamados "desktop replacements", como é o caso do Area 51M da Alienware.

A informação é apoiada por rumores que indicavam que a linha Raphael mudaria as convenções da família Ryzen ao empregar gráficos integrados em todos os chips — a intenção, na verdade, seria oferecer esses modelos com iGPU para notebooks. A possível razão seria a mudança que a Intel pode fazer com a chegada da 12ª geração Alder Lake.

A linha Raphael-H pode ser a resposta da AMD para a suposta família Intel Alder Lake-S H55, dedicada a notebooks entusiastas mais robustos (Imagem: Reprodução/VideoCardz)

Vazamentos sugerem que a empresa deve estrear uma nova categoria para laptops da série Alder Lake-S, antes exclusiva de desktops, com modelos H55 de 55 W, para o que a empresa chama de "Muscle Notebook". Essas variantes contariam com até 16 núcleos e 24 threads, sendo 8 P-Cores de alto desempenho e 8 E-Cores de baixo consumo.

Linhas Raphael e Phoenix-H chegam em 2022 com arquitetura Zen 4

Reunindo as informações oficiais com rumores, as famílias Ryzen 7000 Raphael e Phoenix-H serão as primeiras da AMD para consumidores a adotar a nova microarquitetura Zen 4. Ainda há poucos detalhes sobre desempenho, mas considerando a adoção dos 5 nm, com os aprimoramentos vistos em gerações passadas, podemos esperar por um salto significativo em comparação aos atuais Ryzen 5000.

Previstos para 2022, os chips Ryzen 7000 estrearão a nova microarquitetura Zen 4 e tecnologias como RAM DDR5 e barramento PCI-E 5.0 (Imagem: Reprodução/AMD)

As novas linhas estreiam ainda o novo soquete AM5, com 1.718 pinos e a estreia de tecnologias como RAM DDR5 e barramento PCI-E 5.0, colocando a empresa em paridade com os rivais Alder Lake da Intel. Os chips ainda não têm data oficial de estreia, mas estão previstos para chegar no final de 2022.

Fonte: VideoCardz, WCCFTech

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.