Unreal Engine 5 é lançada oficialmente pela Epic Games

Unreal Engine 5 é lançada oficialmente pela Epic Games

Por Felipe Goldenboy | Editado por Bruna Penilhas | 05 de Abril de 2022 às 12h10
Divulgação/Epic Games

A Epic Games anunciou nesta terça-feira (5) que a versão final da Unreal Engine 5 está disponível para download. O novo motor gráfico promete ajudar desenvolvedores a produzirem games maiores e mais detalhados, ao mesmo tempo em que diminui a quantidade de processos e o poder de processamento exigido pelos consoles ou pelo PC.

Anunciada em 2020, a Unreal 5 estava em fase de prévia desde fevereiro deste ano. A nova versão do motor já está sendo utilizada em jogos da casa, como Fortnite, e em alguns outros títulos de estúdios parceiros, como os novos The Witcher e Senua's Saga: Hellblade II. No ano passado, a demo The Matrix Awakens: An Unreal Engine 5 Experience também nos deu um gostinho do que estaria por vir.

Para quem não sabe, uma engine é um software que possibilita a criação de jogos de videogame do zero. A Unreal Engine é um dos programas mais populares da indústria, e estava na sua quarta versão.

A quinta versão traz boas novidades em relação à anterior. A primeira é a Lumen, uma ferramenta de iluminação dinâmica capaz de criar cenas que se adaptam imediatamente às mudanças de ambiente e de luz. De forma semelhante ao ray tracing, a Lumen calculará em tempo real como os raios de luz incidem e refletem em todos os cenários e objetos. Tudo é feito de maneira automática, facilitando a vida do desenvolvedor.

Outra novidade é o Nanite, um sistema de geometria de micropolígono que permite criar detalhes a partir de dezenas e até centenas de bilhões de triângulos e hexágonos. Quanto mais polígonos um objeto tem, mais detalhado (e pesado para carregar) ele é. Por isso, podemos esperar um salto de qualidade na resolução de texturas e de objetos, por exemplo. Há ainda os Virtual Shadow Maps (VSMs ou, em tradução livre, mapas de sombras virtuais), que devem criar sombras mais realistas sem exigir tanto poder de processamento.

Esses recursos foram mostrados pela primeira vez em 2020, em um vídeo de demonstração divulgado junto com o anúncio da Unreal Engine 5. O gameplay foi capturado em um PlayStation 5, e mostra uma quantidade absurda de detalhes e objetos em tempo real, sem quedas de performance. Relembre:

Entretanto, algo que chamou negativamente a atenção dos fãs foi a taxa de 30 quadros por segundo — a nova geração de consoles prometeu jogos a 60 quadros. A Epic Games admitiu o problema na época; agora, eles anunciaram o Temporal Super Resolution (TSR, ou super resolução temporal em tradução livre), um sistema capaz de renderizar o vídeo em uma resolução mais baixa, mas mostrando na tela gráficos “semelhantes aos frames renderizados em uma resolução mais alta”. Ou seja: mais performance e menos poder de processamento.

A Epic afirma ainda que a Unreal Engine 5 facilitará a criação de mundos abertos. O motor deve melhorar o fluxo de trabalho em grupo e a criação de variantes do mesmo mundo — como versões diurnas e noturnas, por exemplo. Na parte de criação de personagens e animações, será possível “animar em contexto, reutilizar animações existentes e adaptar animações para se adequar às condições do jogo em execução”.

Quanto a nós, consumidores, resta esperar pelos próximos lançamentos para conferir o que os desenvolvedores conseguirão criar com a nova ferramenta. Para mais informações sobre a nova Unreal Engine 5, visite a página oficial aqui.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.