PS5: Sony deixa de ter prejuízo com venda do novo console

PS5: Sony deixa de ter prejuízo com venda do novo console

Por Lucas Arraz | Editado por Bruna Penilhas | 04 de Agosto de 2021 às 15h51
Divulgação/ Platestation

A Sony não está mais vendendo consoles PlayStation 5 com prejuízo. Segundo o diretor financeiro da empresa, Hiroki Totoki, o PS5 com unidade de disco já é vendido por um preço superior aos custos de produção.

O prejuízo gerado pela venda do PS5 Digital Edition a US$ 399 também deve ser compensado em breve com vendas de acessórios e consoles PlayStation 4, segundo o executivo.

Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech

A revelação aconteceu após a Sony informar que bateu a marca de 10 milhões de PS5 vendidos em todo o mundo. O mais recente relatório fiscal da empresa ainda mostrou que o PS4 continua vendendo e possui mais de meio milhão de unidades comercializadas no último trimestre fiscal.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Com os números, o console da geração passada já soma 116,4 milhões de unidades vendidas.

Diferente do que está acontecendo com o PS5, um histórico levantado pelo site The Verge mostrou que a Sony demorou anos para parar de perder dinheiro nas vendas do PS3. Em comparação, o PS4 deixou de ser vendido com prejuízo cerca de seis meses após sua estreia em 2013.

O PS5 demorou um pouco mais que o PS4 para reverter as vendas com prejuízos devido ao elevado preço das peças do console, como o SSD, e a crise de abastecimento de semicondutores em todo mundo, que gera a falta de estoques de consoles da nova geração.

A empresa, assim como suas concorrentes, costumam vender consoles abaixo do custo de produção para garantir um preço competitivo para o consumidor. A estratégia aposta na venda de jogos e acessórios em grande escala para reverter as perdas com a venda de hardware.

No lado verde da força, a Microsoft revelou no início deste ano que vende seus consoles Xbox com prejuízo e não tem lucro apenas com hardware. O processo entre Epic Games e Apple revelou que a Microsoft obtém lucro com as vendas de jogos e assinaturas de serviços online, como o Game Pass. A divisão de games não divulga o número de vendas de hardware desde o início da vida do Xbox One.

Ao retomar os lucros, a Sony agora mira em recuperar o fôlego nos próximos meses.

Nesta quarta-feira (4), a empresa divulgou o relatório fiscal do primeiro trimestre de 2021 apontando para uma queda de 40% na receita da divisão de jogos e serviços online. A redução dos lucros se deve à diminuição das vendas do PS4 e a parcela de prejuízo gerada pelo preço final do PS5.

Fonte: SonyThe Verge, BloombergMeuPlayStation

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.