10 grandes jogos baseados em filmes

Por Douglas Ciriaco | 25 de Julho de 2020 às 22h30
Reprodução

Hollywood não é uma das mais prolíficas indústrias cinematográficas à toa. Ao longo dos anos, o polo de produção de cinema dos Estados Unidos originou alguns clássicos eternos que marcaram época e extrapolaram os limites das telonas e dos televisores domésticos.

Exemplo disso é a quantidade de games inspirados em filmes que temos por aí, e se nem sempre essas adaptações acertam, algumas vezes elas recriam nos consoles ou no PC clássicos tão atemporais quanto suas obras originais.

Relembre (ou conheça) agora 10 ótimos jogos baseados em filmes (os títulos estão em ordem cronológica)

10. Batman: The Video Game

Um beat’em up com tudo que um bom jogo do gênero precisa ter, Batman é inspirado no filme homônimo e do mesmo ano dirigido por Tim Burton e estrelado por Michael Keaton (Birdman), Jack Nicholson (Um Estranho no Ninho) e Kim Basinger (8 Miles - Rua das Ilusões).

Como não poderia deixar de ser, nele você comanda o Homem-Morcego e sai pela Gothan reimaginada por Burton derrubando capangas do Coringa até finalmente desbancar o Palhaço do Crime. Jogá-lo atualmente ainda é uma grande satisfação não apenas pelos controles acessíveis, pelo apelo retrô e pela diversão, mas pela excelente trilha sonora típica de um jogo de 8-bits.

9. GoldenEye 007

Um dos mais celebrados games baseados em filmes de todos os tempos, GoldenEye 007 chegou dois anos depois de 007 contra Goldeneye, o 17º título da série do agente secreto mais famoso do mundo. O filme teve um elenco estrelado, como de praxe na franquia, com destaque para Pierce Brosnan (Mamma Mia!) e Sean Bean (A Sociedade do Anel).

GoldenEye 007 é um jogo de tiro em primeira pessoa no qual você assume o papel de James Bond e enfrenta soldados russos e realiza ações de espionagem em uma trama semelhante à do filme. O título chamou a atenção pelo belo visual para a época e também por ter uma porrada de fan service, como dispositivos de outras aventuras de Bond dando as caras ao longo da jogatina.

Além do ótimo modo história, há um modo multiplayer local que coloca até quatro jogadores em disputas mortais e é igualmente divertido.

8. Blade Runner

Um dos grandes clássicos do cinema de todos os tempos, Blade Runner de Ridley Scott continua em voga até hoje (tanto que ganhou uma bela sequência pelas mãos de Dennis Villeneuve). O filme estrelado por Harrison Ford (Star Wars: O Despertar da Força) foi transformado em um game sensacional, lançado em 1997, e que ganhará versões para a geração atual de consoles ainda em 2020.

O título é um point-and-click de qualidade não apenas visual para um game de 97, mas também de narrativa e jogabilidade. A história segue a vida de Ray McCoy, um caçador de androides novato que se vê sem rumo após ser vítima de uma armação. Nesse esquema, ele é alçado ao submundo da Los Angeles futurista de 2019 e contará com a ajuda de replicantes para se safar.

A trama do jogo se passa paralelamente aos eventos do filme de Scott e consegue oferecer uma profundidade semelhante ao suscitar os dilemas da relação de um caçador com os androides.

7. Enter the Matrix

Inovador como poucas outras obras cinematográficas, Matrix foi um universo multimídia que começou em 1999 com um filme revolucionário criado e dirigido pelas irmãs Wachowski e terminou com um jogo online canônico — The Matrix Online, de 2005. Em 2003, quando a primeira sequência do filme de 99 foi lançada, ela veio acompanhada de Enter the Matrix.

O jogo se passa paralelamente aos eventos de Matrix Reloaded e coloca o jogador na pele de Naiobi (Jada Pinkett Smith) ou de seu parça, Ghost (Anthony Wong). O mais legal aqui é que título expande o universo de Matrix ao deixar o jogador para comandar a dupla em ações que têm efeito na trama vista no cinema.

Para satisfazer ainda mais os fãs da trilogia, o jogo conta com diversas cut scenes filmadas com os atores reais que interpretam os personagens no filme. E, claro, Enter the Matrix oferece muita ação, com troca de tiro, artes marciais, perseguição de carro e "passeio" de nave, tal qual as suas contrapartes cinematográficas.

6. Spider-Man 2

Provavelmente o personagem da Marvel mais bem-sucedido quando se fala em adaptações para games, o Homem-Aranha foi protagonista de um grande jogo lançado em 2004. Spider-Man 2 foi uma adaptação de Homem-Aranha 2, filme de Sam Raimi e estrelado por Tobey Maguire (Pleasantville - A Vida em Preto e Branco), Alfred Molina (Frida) e Kirsten Dunst (Melancolia).

O jogo é excepcional e sem exagero algum é constantemente aclamado como um dos melhores game do Amigão da Vizinhança — mesmo com uma concorrência acirradíssima, especialmente com o Marvel’s Spider-Man, de 2018.

Ao longo da jogatina, você assume o uniforme do Aranha em um mapa de mundo aberto respeitável e deve repetir tudo aquilo que você já sabe: ajudar a vizinhança, combater um supervilão de oito membros e, claro, arrumar tempo para cuidar da vida de Peter Parker.

5. The Godfather: The Game

Dirigido por Francis Ford Coppola, O Poderoso Chefão eternizou Marlon Brando (Apocalypse Now) e consagrou nomes como Robert de Niro (Coringa) e Al Pacino (Scarface). O filme dispensa apresentações e, mesmo a contragosto do diretor, ganhou uma ótima versão jogável.

Com mundo aberto e uma jogabilidade estilo GTA, The Godfather: The Game coloca você na pele de um novo personagem chamado Aldo Trapani. Como um bom aspirante dentro da máfia, ele começa por baixo, fazendo serviços de rua para o clã Corleone, e é você quem deve garantir a sua ascensão no mundo do crime.

O jogo se passa durante a história do primeiro filme, de 1972 e isso garante alguns de seus destaques especialmente interessantes para os fãs da obra cinematográfica. Isso porque Trapani (ou seja, do jogador) participa de alguns eventos marcantes da trama — por exemplo, é ele quem pilota o carro que leva Don Vito Corleone (Brando) até o hospital após ele ser baleado.

4. Scarface - The World is Yours

Mais um grande filme de máfia, mais um grande filme com Al Pacino. Scarface tem roteiro de Oliver Stone e direção de Brian de Palma e conta a história de um criminoso cubano que se torna uma espécie de rei do crime na efervescente Miami dos anos 80 na base do sangue e da bala.

O jogo Scarface - The World is Yours o coloca na pele de Tony Montana (Pacino) e começa na icônica cena final de Scarface, quando rivais invadem a casa de Tony para matá-lo. Aqui, porém, o protagonista não morre você deve virar o jogo e reconstruir o império do homem com uma cicatriz no rosto.

Em outro título estilo GTA, aqui o jogador recomeça por baixo, comprando e vendendo pequenas quantidades de drogas e arrumando confusão com bandidos de rua, até que volta a ser um barão do pó. Nesse meio tempo, é possível comprar mobília, carros e muito mais, além de proferir inúmeros palavrões enquanto dizima os seus adversários.

3. X-Men Origins: Wolverine

Único caso da lista em que o jogo é (muito) melhor do que o filme, X-Men Origins: Wolverine é baseado na obra homônima dirigida por Gavin Hood e estrelada por Hugh Jackman (X-Men). Se o filme foi um fracasso de crítica e de público, decepcionando muita gente, o game passou longe disso e recebeu críticas no geral muito positivas.

Nele, você obviamente assume a pele do ensandecido Logan e sai fatiando inimigos por aí. Engana-se, porém, quem acha que o jogo é moleza, pois ele não é: quem se aventura em Wolverine encontra um hack’n’slash clássico, violento e cheio de sangue, mas que exige paciência e agilidade, comibinação capaz de agradar especialmente os fãs de sagas como God of War e Devil May Cry.

O game segue uma história linear e conta com personagens que também deram as caras no filme de 2009, como Dente de Sabre e Wade Wilson.

2. Terra-Média: Sombras de Mordor

Destaque especialmente pela jogabilidade e pela chance de explorar a Terra-Média de maneira relativamente fiel, Terra-Média: Sombras de Mordor é inspirado no universo literário criado por J.R.R. Tolkien, não exatamente nos filmes de Peter Jackson — mas aqui vale uma licença poética, beleza?

O jogador assume o papel de Talion, um capitão de Gondor que morreu e foi amaldiçoado a transitar entre os mundos dos vivos e dos mortos (um resumo bem mais ou menos, mas que capta a essência da coisa). Ele precisa partir em busca de vingança e paz para descansar o seu espírito e conta com você para isso.

O título oferece uma jogabilidade incrivelmente fluída e intuitiva, muita ação, esquemas de progressão bem dinâmicos e um mundo aberto imenso e pronto para ser explorado. Seu grande atrativo, porém, fica por conta do esquema de hierarquia de seus inimigos, pois cada vez que um deles mata o personagem principal, ganha experiência e evolui na cadeia de comando dos orcs. Isso torna a experiência mais interessante e desafiadora.

1. Mad Max

Para fechar a lista, Mad Max. Inspirado no universo criado por George Miller no cinema, o jogo é muito bonito e consegue ser bastante divertido, apesar de repetitivo em alguns momentos. A parte mais legal aqui é como ele capta a essência do absurdo charmoso dos filmes estrelados primeiro por Mel Gibson (Máquina Mortífera) e, recentemente, por Tom Hardy (Venon).

No game, você assume o papel de Max Rockatansky, o protagonista da história, e deve derrubar vilões insanos que comandam o mundo pós-apocalíptico. O mapa é gigantesco, há muita coisa a ser feita, muitas armas, muitos inimigos e diversas modificações disponíveis para o seu possante, como não poderia deixar de ser.

Aventurar-se pela Devastidão é bem divertido e os combates lembram muito o estilo de jogo de games como Sombras de Mordor e série Batman Akrham. Ou seja, prepare-se para enfrentar o fim do mundo como em poucas vezes foi possível antes disso.

Você curte algum game que não entrou nesta lista? Tem algum dos que apareceram aqui e você gosta mais ou odeia? Opiniões e sugestões são bem-vindas na caixa de comentários.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.