Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Apple Vision Pro pode exigir Face ID para compra online

Por| Editado por Wallace Moté | 12 de Janeiro de 2024 às 13h59

Link copiado!

(Imagem: Divulgação/Apple)
(Imagem: Divulgação/Apple)

Uma suposta imagem com o que parece ser um e-mail de pré-venda do Apple Vision Pro indica que os óculos de Realidade Estendida (XR) da gigante de Cupertino podem exigir que os compradores usem o Face ID de iPhones e iPads para concluir o processo de compra. A ideia é que o consumidor receba um apoio e alças personalizados para o tamanho e formato da cabeça, mas a medida pode acabar tornando o acessório ainda mais limitado que o esperado.

Quando foi anunciado, em junho de 2023, as notícias em torno do Vision Pro confirmaram que o "computador espacial" da Maçã apostaria em um encaixe customizado para cada usuário. Desde então, a companhia não confirmou como planejava obter as medidas dos compradores, mas uma publicação do perfil Tailosive Tech indicou o possível caminho que a Apple adotará, com uma notícia um tanto desanimadora.

Continua após a publicidade

Trazendo uma captura de tela que parece pertencer a um e-mail, ou mesmo a alguma página da Apple Store, a postagem indica que interessados nos novos óculos de XR deverão usar o Face ID de um iPhone ou iPad para concluir a compra. A tecnologia de biometria usa um mapa 3D do rosto para realizar o desbloqueio, e assim sendo, é natural que a marca opte por aproveitá-la para coletar as medidas necessárias.

Com isso em mente, caso se confirme, a decisão poderia tornar o ecossistema da Apple ainda mais fechado, além de estender a limitação de disponibilidade do Vision Pro, que será vendido apenas nos EUA em um primeiro momento. Uma saída para esse problema seria disponibilizar em lojas físicas ferramentas ou mesmo unidades de iPhone dedicadas ao escaneamento, o que tornaria obrigatório aos interessados o comparecimento a uma Apple Store, mas já ampliaria o acesso ao público — rumores já haviam apontado para essa possibilidade.

Vai ser preciso aguardar para sabermos se essa será de fato a estratégia da Maçã, que deverá apostar pelo menos em algo parecido se quer atingir o sucesso de vendas que alguns analistas previram. Permitir a donos de iPhone recentes fazer a compra de casa é um caminho bem-vindo, mas impedir que pessoas que não estejam inseridas em seu ecossistema comprem o Vision Pro não seria intuitivo, e poderia até ser negativo para a marca e os cofres da companhia.

Continua após a publicidade

Seja como for, não falta muito para descobrirmos os planos da Apple: os novos óculos de XR entram em pré-venda na próxima sexta-feira, 19 de janeiro, com disponibilidade prevista para 2 de fevereiro e preços sugeridos que partem de salgados US$ 3.499 (~R$ 17 mil). Outras regiões do mundo, como o Brasil, ainda não possuem qualquer previsão de receber o acessório.