Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Samsung lança primeira TV Micro LED do Brasil com preço astronômico

Por| Editado por Wallace Moté | 04 de Maio de 2023 às 13h45

Link copiado!

Divulgação/Samsung
Divulgação/Samsung
Tudo sobre Samsung

Em apresentação realizada nesta quinta-feira (4), a Samsung anunciou que trará ao Brasil a primeira TV Micro LED do país. Equipada com o painel cuja tecnologia promete desafiar o OLED, o aparelho com o nome sugestivo de Samsung MICRO LED combina alguns dos recursos mais avançados da gigante sul-coreana a uma estrutura espessa, ainda que praticamente sem bordas, e sistema de som potente, mas cobra um preço extremo pelo conjunto.

O mundo das TVs mais premium atualmente é tomado por duas tecnologias: o Mini LED e o OLED. Evolução dos aparelhos de LED tradicionais, o Mini LED combina um painel LCD para exibição da imagem com uma retroiluminação de lâmpadas até 40 vezes menores que as tradicionais, permitindo criar milhares de pequenos grupos controlados individualmente (as zonas de iluminação), de forma a gerenciar a luz com maior precisão e intensificar o contraste do display, tornando áreas escuras realmente escuras ao desligar alguns desses grupos.

A tecnologia não é perfeita: como cada zona agrupa centenas de pixels, imagens com contraste muito intenso — como uma xícara iluminada em um fundo preto — acabam apresentando o "blooming", efeito em que a luz traseira vaza e gera um contorno ao redor do objeto. A situação se agrava quando os elementos da imagem são menores, como é o caso de estrelas em uma cena de céu noturno.

Continua após a publicidade

TVs OLED resolvem esse problema ao utilizar uma estrutura especial em que cada um dos pixels se acende de forma independente, eliminando ainda a necessidade do uso de retroiluminação, o que torna os dispositivos com esse painel muito finos. Dito isso, também há falhas por aqui: justamente por utilizar material orgânico (o O de OLED vem de orgânico), um composto de carbono, o OLED é suscetível ao burn-in, a temida imagem-fantasma permanente que acontece quando um objeto estático é exibido por muito tempo.

Para amenizar essa característica, o nível máximo de brilho é reduzido, o que pode ser um problema quando a TV está instalada em locais muito iluminados. Tentando encontrar uma saída, a indústria trabalhou nos últimos anos em um novo tipo de painel que reuniria o que o LCD (incluindo o Mini LED) e o OLED têm de melhor: e assim nasceu o Micro LED. Seu funcionamento segue os princípios do LCD comum, tendo uma camada de cristais líquidos para formar a imagem, mas tem como segredo a retroiluminação.

Cada um dos pixels possui um circuito próprio, de forma similar ao OLED, empregando lâmpadas extremamente minúsculas, que acendem de forma individual para cada subpixel (os micropontos vermelho, verde e azul que compõem o pixel). Como é possível de se imaginar, a fabricação do Micro LED é muito complexa, e portanto os televisores com essa tecnologia ainda apresentam tamanhos maiores que o normal, como é o caso da nova Samsung MICRO LED e suas 110 polegadas.

Apresentada originalmente na CES 2023, em janeiro, o modelo é a primeira TV do Brasil a contar com painel Micro LED, e apresenta especificações de tirar o fôlego: a resolução é 4K, mas há 24,9 milhões de micro LEDs compostos de cristais de safira, sendo 3 para cada pixel. Como citado, cada um deles é capaz de acender e apagar de forma independente, oferecendo um contraste extremo próximo ao do OLED, mas sem sacrificar brilho (que chega a inacreditáveis 4.000 nits) nem correr risco de burn-in.

A espessura do televisor é elevada, com pouco menos de 2,5 cm, mas literalmente não há bordas em virtude do painel inédito. Gerenciando o número obsceno de lâmpadas está o novo processador Micro IA 4K, que estaria utilizando "20 redes neurais independentes de Inteligência Artificial", tratando ainda a imagem e realizando o upscaling de conteúdo de baixa resolução para o 4K.

Continua após a publicidade

Sendo um aparelho premium muito espaçoso, a Samsung MICRO LED traz o que a marca têm de melhor em outros pontos: taxa de atualização de 120 Hz — sendo uma opção interessante para o público gamer com dinheiro para gastar — sistema de som de 6.2.2 canais com potência RMS de 100 W e tecnologia Dolby Atmos de áudio espacial, controle remoto SolarCell que recarrega sozinho usando um mini painel solar, bem como sistema Tizen com acesso aos principais apps de streaming de filmes e games, comandos de voz e mais recursos inteligentes.

Preço e disponibilidade

A TV Samsung MICRO LED começa a ser vendida no Brasil nos próximos dias através do site oficial da marca e de varejistas parceiras. O preço sugerido é de astronômicos R$ 999 mil — o número quase milionário seria justificado pela tecnologia inédita e extremamente complexa de ser fabricada, e inclui alguns benefícios, como instalação especializada, 3 anos de garantia, canal de assistência dedicado e pacote de serviços premium. Ainda não há informações sobre a venda em outros tamanhos.