Publicidade

Starlink mostra primeiras mensagens enviadas com conexões móveis por satélite

Por| Editado por Wallace Moté | 11 de Janeiro de 2024 às 15h05

Link copiado!

Divulgação/SpaceX
Divulgação/SpaceX
Tudo sobre SpaceX

Após ter anunciado o lançamento de foguetes com satélites para viabilizar redes móveis por satélite, a SpaceX demonstrou as primeiras mensagens enviadas por meio do serviço da Starlink. A ideia da empresa é eliminar as zonas mortas pelo planeta, especialmente em áreas mais isoladas. 

Continua após a publicidade

Não foram divulgadas muitas informações sobre o envio das mensagens, como a taxa de sucesso ou o tempo que demorou até que os conteúdos fossem enviados. Mesmo assim, a foto publicada indica que já é possível mandar e receber mensagens curtas, e até mesmo alguns emojis. 

A presença de textos como “Beam 2” em apenas um dos dois celulares indica que provavelmente algumas mensagens técnicas foram deletadas para dar a impressão de uma conversa mais informal. 

Esse é exatamente o objetivo inicial do projeto, já que o suporte para envio de voz, mídia ou outros arquivos mais pesados deve ficar apenas para 2025. Além disso, a velocidade de conexão deve ficar em cerca de 5 a 7 Mbps, que representa apenas uma fração do que é registrado em redes móveis 4G ou 5G. 

Dados móveis por satélite prometem revolução

Continua após a publicidade

A novidade mostrada pela SpaceX promete ampliar significativamente a disponibilidade das redes móveis, o que pode ser útil especialmente em emergências ou outras situações de sinal menos favorável. 

É possível afirmar que se trata de um projeto para universalizar recursos como a comunicação por satélite vista em aparelhos como os iPhones mais recentes, ou modelos da Huawei. Além desses celulares específicos, são raros os modelos capazes de trocar informações via satélite. 

No caso dos aparelhos da Apple, a função é limitada a mensagens urgentes de SOS ou similares,  com contato direto a serviços de assistência locais como hospitais e afins. 

Continua após a publicidade

Contudo, a nova tecnologia ainda precisa passar por algumas etapas extras até ser disponibilizada para os consumidores. Ela ainda não recebeu o aval de agências reguladoras, como o FCC nos Estados Unidos.

Mesmo assim, várias operadoras já possuem interesse em utilizar essa infraestrutura, incluindo a T-Mobile que tem operação nos EUA. Na América Latina, uma empresa parceira é a Entel, que atua no Chile e Peru. 

De acordo com o cronograma oficial divulgado pela Starlink, o envio de textos já poderá ser feito por consumidores em 2024. Já em 2025, será possível mandar conteúdos em voz e dados, além de controlar dispositivos IoT