Publicidade

Huawei MatePad Pro 11 2024 chega com comunicação por satélite e Kirin 9000s

Por| Editado por Wallace Moté | 28 de Novembro de 2023 às 09h06

Link copiado!

Divulgação/Huawei
Divulgação/Huawei
Tudo sobre Huawei

A Huawei acaba de atualizar a sua série de tablets com o modelo MatePad Pro 11 2024, seu novo tablet topo de linha. Além de trazer o chip Kirin 9000s desenvolvido pela própria empresa como principal componente de desempenho, o produto também tem o suporte para comunicação via satélite como um de seus principais recursos.

Por meio do sistema Beidou, o produto é capaz de se conectar com satélites de alta órbita a mais de 36 mil quilômetros de distância. Para isso, a Huawei dispensou o uso de antenas extras, e em vez disso usa algoritmos de alto ganho em conjunto com protocolos avançados de comunicação.

Continua após a publicidade

Na prática, isso significa que o tablet pode enviar e receber mensagens mesmo quando não há uma conexão móvel ou Wi-Fi disponível. Isso pode ser especialmente útil em locais remotos ou emergências, por exemplo.

A comunicação via satélite tem sido uma função recorrente nos dispositivos premium da Huawei, incluindo a linha Mate 60 de celulares que estreou no mês de agosto deste ano.

MatePad Pro 11 tem chip Kirin 9000s

Continua após a publicidade
O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

A ficha técnica do tablet traz o mesmo chip Kirin 9000s que trouxe bastante repercussão após ter sido anunciado com a linha Mate 60. Afinal, o componente traria um nível de avanço tecnológico que teoricamente não seria possível com as sanções aplicadas contra a Huawei.

Por isso, a chegada do processador foi o gatilho para uma série de investigações, em que autoridades dos EUA chegaram a indicar que o componente é “incrivelmente perturbador”.

No que diz respeito à performance do chip, é possível esperar que ele seja capaz de realizar grande parte das tarefas de produtividade que se espera de um tablet avançado. Porém, o componente opera em frequências ligeiramente mais baixas em comparação com o processador visto no Mate 60.

Continua após a publicidade

As versões disponíveis para o MatePad Pro 11 incluem opções com 256 ou 512 GB de armazenamento interno, enquanto a RAM fica sempre em 12 GB. Portanto, são configurações parecidas com o que é visto no Galaxy Tab S9, por exemplo.

Tablet traz estrutura fina

Outro destaque do produto está em sua construção, que foi definido pela própria Huawei como o “tablet de 11 polegadas mais fino do mercado”. Para isso, ele traz uma espessura de 5,9 mm, que é exatamente a mesma do Galaxy Tab S9.

Já seu peso é de 449 gramas, contra 498 gramas do potencial rival da Samsung. O Xiaomi Pad 6, outro concorrente chinês, também é um pouco mais pesado com 490 gramas.

Continua após a publicidade

Outras especificações do MatePad Pro 11 ainda incluem

  • Tela OLED de 11 polegadas com resolução WQXGA de 2560 x 1600 pixels e cobertura de 92% do painel frontal
  • Bateria de 8.200 mAh com suporte para recargas de 66 W
  • Câmera principal de 13 MP, ultrawide de 8 MP e frontal de 16 MP
  • Sistema operacional HarmonyOS 4, sem aplicativos ou serviços da Google Play Store
  • Bluetooth 5.2, GPS, USB 3.1 Gen1
  • Opções de cores em verde, azul, branco e preto

Preço e disponibilidade

Continua após a publicidade

O novo tablet da Huawei foi anunciado na China, e ainda não há previsão em relação a quando ele pode ser vendido em outros mercados. O preço inicial do produto é de 4.299 yuan (cerca de R$ 2.966 em conversão direta) para o modelo com 12+256 GB, mas chega a 4.799 yuan (~R$ 3.311) para a versão com 12+512 GB.