Xiaomi está no topo da lista de smartphones que mais emitem radiação

Por Se Hyeon Oh | 27 de Agosto de 2019 às 21h20

Os smartphones se tornaram aparatos tão importantes que hoje em dia eles são partes das nossas vidas e até mesmo podem ser considerados extensões do nosso corpo. As pessoas carregam seus smartphones para tudo quanto é lado, e muitas não desgrudam da telinha mesmo quando estão andando na rua, ou usando o banheiro. Contudo, por mais que os smartphones sejam fundamentais na vida moderna, eles não deixam de ser aparelhos eletrônicos e continuam emitindo radiação em algum nível. Preocupado com essa questão, o Escritório Federal Alemão de Proteção Contra Radiação (Bundesamt für Strahlenschutz) mediu o nível de radiação emitida por smartphones do mercado atual, e divulgou os 16 maiores “vilões” — entre aspas mesmo, pois ainda não se tem a certeza científica de que a radiação desses aparelhos pode mesmo ser prejudicial à saúde.

Conforme as informações , o Xiaomi Mi A1 é o campeão em radioatividade, seguido logo depois pelo Mi Max 3, também da fabricante chinesa. As marcas chinesas, por sinal, dominaram essa lista de 2019, estando em 11 das 16 posições.

O ranking também conta com nomes como a Apple (iPhone 7 em 9º lugar e iPhone 8 em 14º lugar), Google (Pixel 3 XL em 7º lugar e Pixel 3 em 13º lugar) e Sony (Xperia XA2 Plus em 6º lugar e XZ1 Compact em 10º lugar). Para a pesquisa, o site Statista informa que foram avaliados os produtos da Apple, BlackBerry, Fairphone, Goog, Honor, HTC, Huawei, LG, Motorola, Nokia, OnePlus, Samsung, Sony, Xiaomi e ZTE.

Caption

Apesar de não existir um critério no mercado para determinar qual o nível seguro de radiação emitida por smartphones, um estudo publicado pelo periódico Environmental Health Perspectives no ano passado determinou que a radiação emitida pelos dispositivos móveis pode impactar na capacidade de memória das pessoas. Além disso, de acordo com o site Stadista, que organizou e reproduziu o levantamento, a certificação alemã de conformidade ambiental “Der Blaue Engel” só é entregue a smartphones com taxas de absorção inferior a 0,60 watts por quilograma (W/Kg), e todos os produtos presentes na lista do Escritório Federal Alemão de Proteção Contra Radiação apresentam mais que o dobro desse valor.

Como curiosidade, o órgão alemão realizou essa medição no ano passado também, e o Xiaomi Mi A1 conseguiu manter o seu título por dois anos seguidos. Caso esteja interessado em verificar a comparação ano-a-ano dessa lista, segue a tabela abaixo:

2019 2018
1 Xiaomi Mi A1 - 1,75 W/Kg Xiaomi Mi A1 - 1,75 W/Kg
2 Xiaomi Mi Max 3 - 1,58 W/Kg One Plus 5T - 1,68 W/Kg
3 OnePlus 6T - 1,55 W/Kg Huawei Mate 9 - 1,64 W/Kg
4 HTC U12 life - 1,48 Huawei P9 Plus - 1,48 W/Kg
5 Xiaomi Mi Mix 3 - 1,45 Huawei GX8 - 1,44 W/Kg
6 Xperia XA2 Plus - 1,41 Huawei P9 - 1,43 W/Kg
7 Google Pixel 3 XL - 1,39 Huawei Nova Plus - 1,41 W/Kg
8 Xiaomi Mi 9/9 SE - 1,39 OnePlus 5 - 1,39 W/Kg
9 Apple iPhone 7 - 1,38 Huawei P9 Lite - 1,38 W/Kg
10 Xperia XZ1 Compact - 1,36 Apple iPhone 7 - 1,38 W/Kg
11 HTC Desire 12/12+ - 1,34 Sony Xperia XZ1 Compact - 1,36 W/Kg
12 Xiaomi Mi 9T - 1,34 OnePlus 6 - 1,33 W/Kg 
13 Google Pixel 3 - 1,33 Apple iPhone 8 - 1,32 W/Kg
14 Apple iPhone 8 - 1,32 Xiaomi Redmi Note 5 -1,29 W/Kg
15 Xiaomi Redmi Note 5 - 1,29 ZTE AZON 7 mini - 1,29 W/Kg

Fonte: Statista

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.