Qualcomm anuncia Snapdragon 870, versão turbinada do Snapdragon 865

Por Rubens Eishima | 19 de Janeiro de 2021 às 14h19
Divulgação/Qualcomm
Tudo sobre

Qualcomm

Saiba tudo sobre Qualcomm

Ver mais

A norte-americana Qualcomm anunciou uma nova versão do processador Snapdragon 865 nesta terça-feira (19), o Snapdragon 870. Assim como o modelo 865+, o novo chip é uma versão turbinada do antigo topo de linha da empresa, com velocidade de processamento de até 3,2 GHz.

Apesar do nome, o Snapdragon 870 poderia muito bem ser batizado como "865++". O novo processador é um segundo refinamento do veterano 865, anunciado em dezembro de 2019 e sucedido um ano depois pelo Snapdragon 888.

O chip traz a mesma estrutura dos antecessores, contando com oito núcleos de processamento divididos em três blocos. A CPU principal é uma ARM Cortex-A77 com os citados 3,2 GHz — contra 3,09 GHz do 865+ e 2,84 GHz do 865 — e as diferenças ficam por aí.

Snapdragon 870 pode se gabar de usar a frequência de CPU mais alta do mercado (Imagem: Canaltech)

As demais CPUs trazem a mesma configuração dos Snapdragons 865 e 865+, com três núcleos Cortex-A77 a 2,42 GHz e quatro CPUs Cortex-A55 a 1,8 GHz. Enquanto o primeiro grupo oferece maior capacidade de processamento, o segundo serve para tarefas mais leves, economizando bateria.

A parte gráfica é herdada do Snapdragon 865+, com a GPU Adreno 650 a uma velocidade de 670 MHz — contra 587 MHz do chip 865. O processamento de imagem continua à cargo da ISP Spectra 480, compatível com até 200 megapixels de imagem.

Voltam ainda o coprocessador Hexagon 698, para tarefas de processamento de sinal e inteligência artificial, o controlador FastConnect 6800 para Wi-Fi 6 e Bluetooth 5.2, além do controlador de memória compatível com os padrões LPDDR5-5500 e LPDDR4x-4266.

Snapdragon 870 é complementado pelo modem X55, para redes 5G (Imagem: divulgação/Qualcomm)

O Snapdragon 870, assim como seus antecessores, não inclui suporte integrado às redes 5G, tarefa que fica a cargo do chip externo Snapdragon X55. O modem inclui suporte às principais frequências da nova tecnologia, incluindo as redes de alta velocidade mmWave (ainda não disponíveis no Brasil).

O novo chip segue fabricado no processo N7P da taiwanesa TSMC, aproveitando as evoluções e melhorias da litografia madura para atingir a frequência de processamento. O uso de um processo já estabelecido com um projeto de 2019 aproveita as linhas de produção da fabricante, enquanto boatos indicam uma capacidade limitada nas linhas de 5 nm tanto da TSMC, quanto da Samsung Foundry — esta última responsável tanto pelo Snapdragon 888 quanto pelo Exynos 2100.

De acordo com a Qualcomm, celulares equipados com o Snapdragon 870 devem ser anunciados ainda no primeiro trimestre de 2021. Apesar de não listar modelos que trarão o chip, a empresa anunciou o apoio de fabricantes como Xiaomi, iQOO, Oppo, OnePlus e Motorola.

Fonte: Qualcomm

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.