Pixel 6 e 6 Pro ganham comparativo de tamanho; mais detalhes de desempenho vazam

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 24 de Maio de 2021 às 12h20
Daniel Romero/Unsplash

Ainda não confirmado pela Google, o Pixel 6 tem protagonizado um número crescente de vazamentos nos últimos dias. O aparelho teve seu visual vazado, mostrando mudanças radicais frente às últimas gerações do telefone, com múltiplos rumores indicando que o topo de linha da gigante das buscas pode estrear o primeiro processador proprietário da companhia.

Nesta segunda (24), o YouTuber Jermaine, conhecido por criar os conceitos vazados por grandes leakers como Evan Blass e Steve Hemmerstoffer através do perfil Concept Creator, publicou um comparativo de tamanho entre um mockup do Pixel 6 e outros gigantes, como o Galaxy S21 Ultra e o Mi 11 Ultra. Além disso, o leaker Max Weinbach revelou novos detalhes interessantes sobre o desempenho do futuro celular da Google.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Pixel 6 tem tamanho de Galaxy S21 Ultra

Jermaine utilizou as informações divulgadas por Jon Prosser e por Steve Hemmerstoffer para produzir um modelo impresso em 3D do Pixel 6. O criador então comparou o mockup com o Galaxy S21 Ultra e o Mi 11 Ultra, smartphones premium da Samsung e Xiaomi. Curiosamente, o modelo padrão apresenta tamanho muito similar aos rivais, apesar da tela menor de 6,4 polegadas.

O telefone da Google deve trazer altura ligeiramente menor, enquanto conta com largura e espessura próxima dos concorrentes. Jermaine destaca o visual dos novos Pixel que, apesar de controverso, foge do convencional e dá uma identidade única à linha, trazendo o mesmo impacto causado pela família Galaxy S21.

Com 4 mm de diâmetro, o furo do Pixel 6 pode ser significativamente maior que o de outros smartphones (Imagem: Reprodução/Concept Creator)

Outros pontos importantes citados pelo YouTuber incluem a curvatura da tela, que deve ser uma exclusividade do Pixel 6 Pro, a notável espessura do módulo de câmeras, próxima do implementado pela Xiaomi no Mi 11 Ultra, e o tamanho do furo centralizado para câmera frontal, que conta com 4 mm de diâmetro. A maioria dos celulares modernos trazem furos de 3,5 mm, com alguns contando com dimensões ainda menores.

Google Silicon é superior ao Snapdragon 865

Paralelo a isso, durante participação no podcast Mobile Tech Podcast, o renomado leaker Max Weinbach revelou uma série de detalhes interessantes sobre os novos Pixel. Começando pelo processamento, Weinbach reforçou o investimento da Google em uma solução proprietária, conhecida até então como Google Silicon, com codinome "Whitechapel". A novidade não estaria mirando no Snapdragon 888, mas ainda seria bastante potente.

Apesar de não acompanhar os chips mais potentes do mercado, o Google Silicon ainda seria bastante poderoso, entregando desempenho próximo ao Snapdragon 870 (Imagem: Divulgação/Qualcomm)

O Google Silicon estaria posicionado entre o chip mais potente da Qualcomm e o Snapdragon 865, topo de linha da fabricante do ano passado. Isso o colocaria no patamar do Snapdragon 870, chip bastante poderoso que alimenta celulares robustos como o Poco F3 e o Moto G100. O grande trunfo estaria na integração entre o chip e o software, mesma ferramenta que coloca os iPhones em destaque.

O leaker afirmou ainda que o Pixel 6 e o Pixel 6 Pro seriam lançados em outubro, junto ao já muito especulado Pixel Watch. Weinbach sugere que o modelo menor traria uma tela AMOLED Full HD+ de 120 Hz e bateria de 4.500 mAh, enquanto a versão Pro aumentaria a resolução para Quad HD+ e o tanque de energia para 5.000 mAh.

Para o Pixel 6, a Google estaria realizando investimentos semelhantes às da Samsung com a linha Galaxy S em marketing (Imagem: OnLeaks/Digit)

A informação mais interessante, no entanto, é que a Google estaria investindo pesado nos novos smartphones, dedicando grandes quantias de dinheiro para o marketing. Segundo ele, a gigante das buscas estaria investindo reservas similares às que a Samsung emprega na família Galaxy S, a mais importante da sul-coreana.

Fonte: Concept Creator, Android Headlines

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.