Moto G9 Plus vs Moto G8 Plus: o que muda de uma geração para outra?

Moto G9 Plus vs Moto G8 Plus: o que muda de uma geração para outra?

Por Felipe Junqueira | 10 de Setembro de 2020 às 12h23
Montagem Canaltech

A Motorola anunciou nesta quinta-feira (10) os primeiros Moto G de nona geração no Brasil, repetindo a estratégia iniciada no ano passado com os modelos Plus e Play antes das versões básica e Power.

Em comparação com o antecessor, o G9 Plus tem bastante mudança, especialmente em relação à potência do hardware. Nos próximos parágrafos, o Canaltech faz um breve comparativo das especificações do modelo de 2019 e o de 2020 para ajudar quem quer entender a evolução do Moto G9 Plus.

Construção e design

Moto G9 Plus tem leitor biométrico de digitais na lateral (Imagem: Divulgação/Motorola)

A Motorola manteve o acabamento plástico no Moto G9 Plus, que voltou ao modelo no ano passado, após duas gerações com traseira em vidro (G6 Plus e G7 Plus). A aparência na parte de trás mudou bastante, com um módulo de câmeras que lembra um pouco o da família Galaxy Note 20, mas em tamanho bem menor e com um flash dual LED bem grande abaixo do quarto sensor — o de profundidade.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Outra coisa está diferente na traseira: nada de leitor de impressão digital no logo da Motorola. O desbloqueio biométrico agora pode ser feito com o reconhecimento facial, que já existia em modelos anteriores, ou em um leitor na lateral, que também é o botão power do dispositivo. O conector P2 continua presente na parte superior.

Moto G8 Plus (Imagem: Divulgação/Motorola)

Na frente, a câmera de selfies fica em um furo na tela, mais ou menos na mesma posição que já vimos nos Moto G8 e G8 Power, na parte superior esquerda do visor. O Moto G9 Plus ainda é consideravelmente maior que o G8 Plus, chegando a dimensões próximas do Galaxy S20 Ultra. Porém, claro, há um bom ganho no tamanho da tela, que é o nosso próximo ponto.

Tela

  • Moto G9 Plus: painel LTPS de 6,8 polegadas, resolução Full HD (1080 x 2400 pixels), HDR10;
  • Moto G8 Plus: painel IPS LCD de 6,3 polegadas, resolução Full HD (1080 x 2280 pixels);

A tela do G9 Plus aumentou 0,5 polegada comparada à do antecessor, o que explica o crescimento considerável em suas dimensões, também. O painel IPS LCD dá lugar ao LTPS, tecnologia superior ao crista líquido convencional. O nome vem da sigla em inglês para polisilício de baixa temperatura e ela oferece maior densidade de pixels e consumo de energia menor que o IPS LCD.

G9 Plus tem tela grande boa para ver vídeos (Imagem: Divulgação/Motorola)

Apesar disso, a Motorola manteve a resolução em Full HD, mas aumentou a proporção da tela, de 19:9 no G8 Plus para 20:9 agora. Ou seja, o G9 Plus é mais “alto” que o antecessor, além de ter tamanho diagonal maior. E mais: agora ele traz certificação HDR10, que permite ver conteúdos preparados para isso com mais detalhes em áreas claras e escuras (algo que funciona principalmente em alguns vídeos de Netflix e YouTube).

Com relação ao áudio, uma má notícia: a Motorola descartou o som estéreo adotado nos modelos anteriores para voltar a oferecer um alto falante apenas no Moto G9 Plus.

Processador

  • Moto G9 Plus: Snapdragon 730G (2x 2,2 GHz Kryo 470 Gold + 6x 1,8 GHz Kryo 470 Silver);
  • Moto G8 Plus: Snapdragon 665 (4x 2,0 GHz Kryo 260 Gold + 4x 1,8 GHz Kryo 260 Silver).

A potência do processador é, talvez, o maior ganho do Moto G9 Plus em relação a seu antecessor. A Motorola saltou de um Snapdragon série 600 para um da série 700 e dotou seu novo celular com o Snapdragon 730G. Este é o mesmo chip utilizado pela Samsung no Galaxy A71, pelo Google no Pixel 4a e pela própria Motorola, no One Fusion+.

Com 57% mais velocidade e 20% mais eficiência energética, segundo a fabricante, a tendência é que o Moto G9 Plus seja consideravelmente mais poderoso que o G8 Plus e aguente ainda melhor os jogos disponíveis na Google Play Store. Além, claro, de tirar de letra os processos mais simples do dia a dia.

Memória RAM e armazenamento

  • Moto G9 Plus: 4 GB de RAM + 128 GB de armazenamento;
  • Moto G8 Plus: 4 GB de RAM + 64 GB de armazenamento;

Infelizmente, a Motorola manteve os mesmos 4 GB de memória RAM na nona geração da linha Moto G. Pelo menos não é algo que afeta tanto o desempenho geral do dispositivo, mas quem usa muitos aplicativos, especialmente os mais pesados, pode sentir falta de um pouco mais de RAM para aguentar todos os processos importantes.

A boa notícia é que o armazenamento dobrou de tamanho, então você ganha bastante espaço para guardar fotos e arquivos em seu Moto G9 Plus. E, se precisar de mais, ainda pode utilizar um cartão micro SD para expandir o armazenamento.

Câmeras

  • Moto G9 Plus: principal de 64 MP; ultra-wide de 8 MP; macro de 2 MP; profundidade de 2 MP;
  • Moto G8 Plus: principal de 48 MP; ultra-wide de 16 MP; profundidade de 5 MP;

A câmera principal foi a única que aumentou a resolução entre a geração 8 e 9 do Moto G Plus, enquanto as outras diminuíram. Mas a lente ultrawide agora tira fotos, não é mais dedicada somente a vídeo de ação, e tem a companhia de uma macro, inexistente no modelo do ano passado. A Motorola manteve a tecnologia Quad Pixel, além do Night Vision, recurso que deixa mais nítidas as fotos com pouca luz.

Câmera principal tem 64 MP no G9 Plus (Imagem: Divulgação/Motorola)

Na frente, as selfies também são registradas com uma câmera de menor resolução agora, caindo de 25 MP para 16 MP, mas com a adição da tecnologia Quad Pixel, que ainda reduz o resultado final para 4 MP. Bom notar que resolução não é sinônimo de qualidade em fotografia, e mesmo imagens com menos pixels podem ser mais nítidas que imagens com tamanho maior — o que parece ser o caso do G9 Plus.

Para as redes sociais, 4 MP que tira vantagem de juntar quatro pixels em um pode acabar sendo uma vantagem, por entregar uma foto mais nítida e detalhada.

Bateria

  • Moto G9 Plus: 5.000 mAh com carregamento rápido de 30 W com fio;
  • Moto G8 Plus: 4.000 mAh com carregamento rápido de 15 W com fio;

Mais uma vez a Motorola aumentou a capacidade de carga do G Plus, chegando agora a 5.000 mAh e igualando os modelos Power — que, se ainda existirem na nova geração, também devem ter um aumento. A promessa é de ainda mais tempo de uso, especialmente com um processador mais econômico e tecnologia do painel que também deve consumir menos energia.

9ª geração da linha Moto G tem 5.000 mAh de carga (Imagem: Divulgação/Motorola)

E para o celular não se demorar muito ligado à tomada, o carregador padrão agora é de 30 W, o que deve reduzir bastante a recarga. Em cerca de uma hora, você deve ir de 0% para 90% de bateria no seu Moto G9 Plus.

Moto G9 Plus vs G8 Plus: vale a pena o investimento?

Se você já tem um Moto G8 Plus, talvez seja uma boa segurar mais um pouco antes de pensar em trocar de celular. Agora, se está em um modelo inferior, o G9 Plus tem muitas melhorias para justificar uma troca.

Mesmo comparado ao G8 Plus, o modelo novo é mais potente, tem mais bateria, tela bem maior e mais armazenamento. Ele ficou devendo o som estéreo, mas isos pode muito bem ser contornado com um aparelho de som externo, como um fone de ouvido ou caixas de som.

Há, porém, mais um fator importante a se levar em conta: o preço. O G9 Plus chega ao Brasil por R$ 2.500, um valor consideravelmente maior que o G8 Plus pode ser encontrado hoje. Mesmo com tantas melhorias, vendo pelo lado do preço, a aposta na geração passada ainda permanece válida — ao menos até que a nova fique mais em conta no varejo nacional.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.