Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

iPhone 15 Pro: Apple pode fazer sacrifício para reduzir custos do A17 Bionic

Por| Editado por Wallace Moté | 26 de Junho de 2023 às 09h37

Link copiado!

(Imagem: Reprodução/Apple)
(Imagem: Reprodução/Apple)

Produzir smartphones de alto desempenho está ficando cada vez mais caro. Não só pelo alto custo dos materiais utilizados em componentes de primeira linha como câmeras, telas e baterias, mas também pelo processador que alimenta todo o dispositivo. E, para equilibrar o custo de fabricação do futuro iPhone 15 Pro, a Apple pode mudar a tecnologia do chip A17 Bionic visando reduzir custos.

Projetado inicialmente no exclusivo processo N3B da TSMC, a Apple agora cogita usar o processo N3E desenhado e fabricado pela própria TSMC. Apesar de ambos serem em 3 nanômetros, a segunda opção traz complexidade menor, o que reduz seu custo final.

A mudança poderá resultar em menor salto de eficiência energética, mas oferecendo maior desempenho em comparação com o atual A16 Bionic presente na linha iPhone 14 Pro. Originalmente, o plano da Apple era de entregar maior duração de bateria em vez focar em maior processamento.

Continua após a publicidade

Ambos os processos de N3B e N3E são projetados em avançada litografia de 3 nanômetros, o que resultará em um processador mais eficiente e mais veloz que a atual geração graças aos transistores com maior densidade. Apesar disso, o design extremamente compacto atinge os limites da fabricação e pode não entregar o salto de desempenho esperado.

Segundo o MacRumors, o processo N3B foi desenhado como um nó de testes e não é compatível com outros processos como o N3P, N3X e N3S. Com isso, a Apple terá que redesenhar seus futuros processadores para tirar vantagem dos avanços da TSMC.

O chip A17 Bionic é esperado para equipar apenas o iPhone 15 Pro e iPhone 15 Pro Max, enquanto o A16 Bionic fabricado em 4 nanômetros e atualmente exclusivo da dupla iPhone 14 Pro será destinado ao iPhone 15 e iPhone 15 Plus.

Toda a próxima linha de smartphones da Apple é esperada com Dynamic Island, USB-C substituindo o conector Lightning e câmera principal de 48 MP.

Apesar de mais avançados, os aparelhos também estão mais caros para se produzir este ano, e o aumento de até 20% no custo de fabricação pode ser revertido para os consumidores.

Fonte: MacRumors