Huawei P50 terá Harmony OS de fábrica, diz jornal; vídeo mostra o novo sistema

Huawei P50 terá Harmony OS de fábrica, diz jornal; vídeo mostra o novo sistema

Por Rubens Eishima | 17 de Dezembro de 2020 às 14h20
Reprodução/Sina

Declaração de independência da Huawei, o sistema operacional Harmony OS (também conhecido como Hongmeng) está sendo preparado para lançamento já no começo de 2021. É o que publicou o portal chinês Sina, com a notícia de que o próximo celular premium da fabricante já sairá de fábrica com a alternativa caseira ao Android.

O portal antecipou que o P50 seguirá o cronograma atual da fabricante, com lançamento ainda no primeiro trimestre do ano. Os lançamentos seguintes da marca deverão continuar o processo de migração para o Harmony OS, mas sem perder a compatibilidade com os atuais aplicativos de Android.

APKs

Vídeos publicados nas redes sociais chinesas já mostram o novo sistema em funcionamento, após a disponibilização da versão de testes para alguns aparelhos. O Harmony OS tem um visual e modo de uso muito similar à personalização EMUI — que roda sobre o Android —, mas a tela de informações já mostra o uso do software da Huawei.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Sistema já roda em alguns celulares com o processador HiSilicon Kirin 990, caso do Huawei P40 acima (Imagem: reprodução/Sina)

O sistema inclui boa parte dos aplicativos nativos da Huawei para Android — na China, sem os serviços do Google, as fabricantes possuem seus próprios ecossistemas de apps e serviços —, incluindo a loja App Gallery.

O beta para desenvolvedores do Harmony OS permite instalar aplicativos do sistema Android, o que oferece uma transição simplificada para os usuários (pelo menos na China, onde a Play Store não opera), além de aproveitar o esforço da Huawei para atrair desenvolvedores.

Consultada pela reportagem da Sina, representantes da Huawei afirmaram que, por se tratar de uma versão de desenvolvimento, o visual final do sistema deve trazer mudanças.

A compatibilidade nativa com apps do Android deve ajudar o Harmony OS em um primeiro momento, mas resta saber se isso não levará os desenvolvedores a não adotarem seriamente o novo sistema da Huawei.

A estratégia de rodar aplicativos feitos para o sistema do Google já foi usada no passado, por SOs móveis como o BlackBerry 10 e o Sailfish (sucessor do Nokia MeeGo), mas no caso deles a baixa quantidade de usuários afastou os criadores de apps. Ao que tudo indica, o sucesso do Harmony OS nos smartphones vai depender da capacidade da Huawei de calar as previsões pessimistas dos analistas de mercado.

Fonte: SinaWeibo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.