Hands On: Blackberry Q10 e Z10, aparelho com BB10 que será lançado no Brasil

Por Pedro Cipoli | 21.02.2013 às 17:21 - atualizado em 22.02.2013 às 12:02

Em evento realizado hoje em São Paulo, a Blackberry fez uma demonstração técnica de seu novo sistema operacional para smartphones rodando nos dois aparelhos lançados pela empresa: o Q10 e Z10. Das várias aplicações que foram exibidas, boa parte se tratava das já conhecidas ferramentas corporativas da empresa, como o BBM e Blackberry Hub, que integra todos oa apps sociais, como o Facebook, Twitter e Linkedin.

A diferença do BB10 para as versões mais antigas do sistema móvel da empresa é a proposta de ter um aparelho que seja capaz de executar todas as tarefas de produtividade que estamos acostumados, como enviar e-mails, mensagens e fazer pesquisas, além de também ser capaz de rodar aplicativos sociais e games, como Angry Birds Star Wars e MotoRacing, em um único aparelho. Como era de se esperar, a interface foi completamente remodelada e foge do padrão que vemos no Android e iOS.

Coletiva Blackberry

Sistema é apresentado durante a coletiva

Essa mudança exige uma pequena curva de aprendizagem para usar o sistema, mas depois de poucos minutos ficamos bastante à vontade. Um dos pontos que mais chamou a atenção foi a fluidez das transições de tela, que rodam a 60 frames por segundo e são tão naturais como vemos na linha Nexus do Android e nas versões mais recentes do iPhone. Um detalhe que pode desagradar a muitos usuários é a ausência de botões físicos, onde tudo, inclusive o desbloqueio da tela, é feito pela interface touch.

A qualidade da câmera é um detalhe que nos agradou bastante, assim como o teclado predictivo, que consideramos superior ao padrão do Android e iPhone, chamando a atenção pela precisão do swype e suporte completo à nossa língua. Embora não tenham dado valores exatos de quanto eles custarão no Brasil, deram a entender que ambos custarão cerca dos R$ 2000, sendo mais de 25% mais caros do que o Samsung Galaxy S3 - um valor bastante alto mesmo para os padrões brasileiros.

O BB10 conta atualmente com mais de 90.000 aplicativos em sua loja, suportando apps em HTML5, Adobe Air, C++ (linguagem de programação do sistema operacional) e até aplicativos Android, bastando apenas convertê-lo gratuitamente pela própria BlackBerry. Tanto o Z10 quanto o Q10 ainda não possuem uma data de lançamento oficial para o Brasil, mas tudo indica que será ainda nesse semestre.

O acabamento do Z10, modelo que testamos, surprendeu em primeiro lugar pela qualidade da tela de 4,5 polegadas e resolução 1280x720 (355 ppi), mais definida até do que a do iPhone 5 (326 ppi). A câmera traseira de 8 MP ficou na média, mas se destaca por gravar videos em Full HD e permitir edição de fotos no próprio aparelho logo após a captura. Para videoconferências, a câmera frontal de 2 MP e gravação de vídeos em HD não fez feio e mostrou uma qualidade comparável à do iPhone 5 e Galaxy S3.

Fizemos um hands-on em um modelo Z10 e gostamos bastante do que vimos. O BB10 é um sistema maduro e capaz de competir com o iOS e Android em usabilidade. Porém, o preço e a pequena quantidade de apps comparado com as duas maiores plataformas são os maiores obstáculos para o alavancamento da plataforma, já que tanto Google quanto Apple possuem um sistema conhecido e funcional, onde usuários que já possuem um aparelho dificilmente irão investir tão alto em uma plataforma nova com um mercado de apps ainda pouco atraente.

Usuários que utilizam o smartphone para tudo, desde mandar e-mails no trânsito até agendar reuniões enquanto está assistindo televisão verão o Q10 e o Z10 como excelentes representantes da onda "Bring your own device", uma vez que o sistema Blackberry 10 permite a utilização de 2 perfis de login simultaneamente (um para o universo pessoal e outro para o profissional, inclusive com telas de apps separadas), mas também acreditamos que usuários que não preencham esse perfil dificilmente os verão como uma boa opção, especialmente se já possuem um smartphone mais recente.

E você, usuário? Ansioso para usar o BB10 da Blackberry? Conte-nos nos comentários!