Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Como usar o Expert RAW da Samsung

Por| Editado por Wallace Moté | 16 de Abril de 2022 às 15h00

Link copiado!

Samsung
Samsung
Tudo sobre Samsung

No final de 2021, a Samsung disponibilizou de maneira limitada o Expert RAW, app de câmera diferenciado que se destacava pelos controles manuais e o suporte à captura avançada em RAW. Com a estreia da família Galaxy S22, a empresa começou a expandir o alcance da solução para mais de seus celulares em escala global. A novidade é bastante completa, e possibilita o registro de imagens sem compressão com controles avançados em todas as lentes com facilidade.

O que é o Expert RAW?

Antes de começarmos a falar sobre o Expert RAW, é importante relembrar o conceito de RAW — trata-se de um formato de foto que registra exatamente aquilo que o sensor de imagem capta, sem realizar ajustes nem aplicar compressão ou filtros de pós-processamento. Isso permite aos fotógrafos realizar manualmente ajustes mais profundos nas imagens, incluindo exposição, balanço de branco e cores, sem perder definição ou gerar artefatos.

Continua após a publicidade

Muitos smartphones modernos que investem na qualidade das câmeras oferecem modos especiais no app nativo de fotos que possibilitam capturas em RAW, incluindo um número significativo de modelos da Samsung. Essas capturas são normalmente salvas tanto no formato JPEG, o mesmo utilizado em capturas tradicionais, quanto em RAW.

O uso do formato possui alguns poréns, com destaque para a perda de recursos que garantem a captura de um alcance dinâmico maior e melhores detalhes em regiões de sombras, como a junção de informações de múltiplas fotos em uma. É justamente esse ponto que o Expert RAW tenta contornar, ao adotar o chamado Multi-frame RAW.

Tecnologia já adotada pela Apple e algumas outras marcas, o Multi-frame RAW reúne o melhor dos dois mundos ao registrar múltiplas fotos com diferentes níveis de exposição, ISO e outras configurações, as reunindo em uma única imagem no formato RAW. Os usuários também têm acesso a diferentes botões para realizar ajustes manualmente no próprio aplicativo, e podem aplicá-los em qualquer uma das lentes, possibilidade ausente no app de câmera padrão.

Apesar das vantagens, tanto o RAW quanto o Multi-frame RAW apresentam um arquivo final de tamanho bastante avantajado, já que não há compressão para reduzir o espaço ocupado, sendo essencial prestar atenção à quantidade de armazenamento disponível no celular antes de utilizar um dos dois formatos.

Quais celulares são compatíveis com o Expert RAW?

O Expert RAW não é uma exclusividade da família Galaxy S22 — além de já estar disponível para o Galaxy S21 Ultra, o aplicativo mais robusto de câmera profissional da Samsung também será disponibilizado para mais alguns celulares premium da marca, selecionados de acordo com requerimentos de hardware não especificados. A lista completa de compatibilidade, com o período de lançamento da funcionalidade, é a seguinte:

Continua após a publicidade
  • Galaxy S22, S22 Plus e S22 Ultra (app de fábrica)
  • Galaxy S21 Ultra (março de 2022)
  • Galaxy Z Fold 3 (abril de 2022)
  • Galaxy S20 Ultra, Note 20 Ultra e Z Fold 2 (primeiro semestre de 2022)

Como tirar e editar fotos com o Expert RAW?

Enquanto a linha Galaxy S22 sai de fábrica com o Expert RAW, o restante dos celulares compatíveis precisa baixar o aplicativo, disponível exclusivamente na loja de apps da própria Samsung, a Galaxy Store. Ao abri-la, clique na lupa no canto superior direito, digite "Expert RAW" e realize a pesquisa. O recurso conta com o ícone da câmera padrão da empresa, mas com a inscrição "RAW" na região inferior.

Já no aplicativo, é possível registrar as fotos diretamente ou realizar manualmente ajustes de múltiplos aspectos da imagem, incluindo foco, exposição, ISO, balanço de branco e velocidade do obturador, para captar mais ou menos luz. Clicar na engrenagem no canto superior esquerdo dá acesso a configurações adicionais, como aplicação de HDR automático, linhas de grade para facilitar o alinhamento e inserção de dados de localização nas imagens.

Continua após a publicidade

Ao tirar uma foto com o Expert RAW, duas imagens serão geradas: uma em JPEG e outra em RAW, única que possibilitará ajustes finos em aplicativos de edição de imagem por ser salva em Digital Negative (DNG), ou Negativo Digital, um formato RAW especial amplamente adotado pela indústria desenvolvido pela Adobe. Qualquer aplicativo de edição que suporte DNG pode realizar ajustes, ainda que a Samsung incentive o uso do Adobe Lightroom.

A galeria conta com um botão de acesso rápido para o Lightroom e, ao pressioná-lo, a foto será enviada para edição, bastando procurá-la entre os arquivos salvos no app da Adobe. Nele, é possível realizar recortes, aplicar presets de cor, utilizar ferramentas de correção para remoção de objetos indesejados, aplicar ajustes automáticos e ter acesso a controles refinados de brilho, exposição, ruído e mais.

Continua após a publicidade

O Lightroom possui um período de testes gratuito, mas é uma solução paga, com planos de assinatura que chegam aos R$ 43 por mês em versões com o app junto a 1 TB de armazenamento na nuvem, ou em um combo com o Photoshop acompanhados de 20 GB na nuvem. É possível manter seu uso gratuito após o fim dos testes, mas as funcionalidades serão reduzidas drasticamente.

Caso prefira, especialmente pelo acesso a um monitor externo, é possível enviar o arquivo da foto para um editor de imagem em um computador Windows ou Mac, considerando a compatibilidade universal do DNG. Vale reforçar que cada uma das imagens pode chegar ou mesmo ultrapassar os 40 MB de espaço, por não haver compressão.

Capturas em RAW com a câmera nativa

Outros dispositivos Galaxy que não tenham acesso ao Expert RAW, ou mesmo celulares Android em geral, podem tirar proveito da captura em RAW tradicional. A opção de ativar o registro de imagens no formato sem compressão geralmente pode ser encontrada diretamente nas configurações do app de câmera. Assim como no app dedicado, uma foto em JPEG e outra em RAW serão salvas, mas há limitações.

Continua após a publicidade

Além de não haver a junção de múltiplas fotos em uma, como citado anteriormente, não é possível aplicar configurações mais avançadas em todas as lentes. Dito isso, o método para exportação e edição das imagens é semelhante, sendo possível gerenciar os arquivos em um programa compatível com DNG tanto no próprio celular quanto em um computador.

Fonte: The Verge