iPhone 12 mini vs. iPhone SE (2020): qual compacto vale mais a pena?

Por Diego Sousa | 14 de Outubro de 2020 às 13h30
Matheus Bigogno/Canaltech
Tudo sobre

Saiba tudo sobre iPhone 12 mini

Ficha técnica

A Apple apresentou os quatro novos modelos do iPhone 12, entre eles o inédito iPhone 12 mini. Como o nome já sugere, ele é o menor e mais acessível smartphone da nova geração, mas conta com todas as principais novidades das versões mais potentes, incluindo suporte a redes 5G, chipset Apple A14 Bionic e câmeras aprimoradas.

Com preço sugerido de US$ 699 (R$ 3,8 mil em conversão direta), o novo iPhone 12 mini é ideal para quem procura um celular com design atualizado e potência da nova geração, mas com tela "pequena", com menos de 6 polegadas. No entanto, a Apple já vende o iPhone SE (2020), que oferece desempenho exemplar e corpo pequeno — e por quase metade do preço do novo aparelho.

Inédito iPhone 12 mini conta com tela de 5,4 polegadas e toda potência do A14 Bionic (Foto: Divulgação/Apple)

Então, qual iPhone compacto escolher? Abaixo, confira as principais diferenças entre o iPhone 12 mini e o iPhone SE (2020) para entender se vale a pena gastar mais no aparelho mais recente ou se o smartphone lançado em abril ainda dá conta das suas necessidades.

Design e construção

Talvez a principal diferença entre o iPhone 12 mini e o iPhone SE (2020) esteja no design. Isso porque a linha SE (sigla para “Special Edition”) tem foco em oferecer configurações de ponta e um visual mais “simples” e a versão de 2020 traz uma aparência idêntica à do iPhone 8, ou seja, com bordas significativamente maiores e o velho Touch ID embutido no botão Home.

Mesmo lançado em 2020, iPhone SE (2020) tem visual do iPhone 8, de 2017 (Foto: Divulgação/Apple)

O iPhone 12 mini, por sua vez, conta com a última inovação da Apple em design: notch em formato de “bigodinho” para abrigar os sensores do Face ID e a câmera frontal, conjunto fotográfico no estilo “peça de dominó” (ou “cooktop”) e pouquíssimas bordas nas laterais. Uma novidade do smartphone é a moldura reta utilizada nos iPhone 4 e 5.

iPhone 12 mini é uma mistura de iPhone 11 com iPhone 5 (Foto: Divulgação/Apple)

Se você procura um iPhone com resistência a respingos, água e poeira, não se preocupe, pois ambos trazem certificação IP. A diferença se encontra nos detalhes: o iPhone 12 mini aguenta até 6 metros embaixo de água doce por até 30 minutos (IP68), enquanto o iPhone SE (2020) é capaz de mergulhar até uma profundidade de um metro, também pela mesma duração (IP67).

Uma vantagem do novo iPhone 12 mini em relação ao seu irmão é a proteção da tela, já que conta com a nova tecnologia Ceramic Shield — segundo a Apple, a promessa é de quatro vezes mais resistência a quedas em relação à geração anterior.

Com relação a design e construção, ambos prometem entregar um aparelho compacto. Embora o iPhone SE (2020) pareça ter dimensões bem menores em comparação com o iPhone 12 mini, não se engane: o modelo mais recente tem corpo semelhante, mas oferece um aproveitamento se tela muito maior.

Somente se você sentir falta do visual mais antigo e não curte notches vale a pena levar o iPhone SE (2020) para casa, porque a versão mini do iPhone 12 ganha em beleza, durabilidade e qualidade de construção.

Tela

  • iPhone 12 mini: tela Super Retina XDR de 5,4 polegadas, resolução de 2.340 x 1080 pixels, tecnologia OLED, 60 Hz de frequência;
  • iPhone SE (2020): tela Retina HD de 4,7 polegadas, resolução de 750 x 1334 pixels, tecnologia IPS LCD, 60 Hz de frequência.

Modelo mais compacto da nova geração, o iPhone 12 mini conta com uma tela de 5,4 polegadas e resolução Full HD (2.340 x 1.080 pixels), tamanho extremamente raro hoje em dia no mercado de smartphones. O iPhone SE (2020) é ainda menor, com 4,7 polegadas, mesma quantidade do iPhone 8, o que agradou muito os usuários que sentiam falta de um celular pequeno.

Além da diferença no tamanho, os aspectos técnicos são bem mais superiores no iPhone 12 mini — o que é natural, já que o iPhone SE (2020) é feito para o público “de entrada” da Maçã. Ao contrário do painel LCD, o OLED do novo modelo entrega cores mais vivas e um preto mais profundo. Infelizmente, o novo iPhone não conta com taxa de atualização mais alta, mas traz suporte a HDR e revestimento resistente a impressões digitais e oleosidade.

iPhone 12 mini conta com tela maior, mas oferece o corpo compacto do iPhone SE (2020) (Foto: Divulgação/Apple)

Apesar de teoricamente inferior em todos os sentidos em relação iPhone 12 mini, a tela do iPhone SE (2020) também tem suporte à tecnologia True Tone e HD, além do mesmo revestimento contra oleosidade e digitais.

Vale mencionar também o aproveitamento frontal do iPhone 12 mini, que é muito maior em relação ao iPhone SE (2020). Ou seja, ao optar pelo smartphone mais novo, você ganha mais área de visualização sem comprometer o tamanho do dispositivo, o que é ideal para assistir filmes e séries.

Câmeras

  • iPhone 12 mini: principal de 12 MP + ultra grande-angular de 12 MP + frontal de 12 MP;
  • iPhone SE (2020): principal de 12 MP + frontal de 7 MP.

Típico da linha principal de iPhones, o modelo mais “barato” do iPhone 12 traz duas câmeras traseiras, sendo uma principal de 12 MP e outra ultra grande-angular, também de 12 MP. Segundo a Apple, o modo noturno agora funciona em ambas as lentes, capturando até 27% mais luz em relação ao conjunto fotográfico da geração passada.

iPhone 12 tem duas câmeras traseiras, assim como o iPhone 11 (Foto: Divulgação/Apple)

Além disso, o smartphone conta com o recurso Deep Fusion, que analisa várias exposições para aumentar os detalhes em cenários à meia-luz ou com pouca iluminação, sem contar com o HDR Inteligente 3 e modo retrato. As mesmas tecnologias estão presentes na câmera frontal de 12 MP.

Inédito da linha de iPhones, a gravação de vídeo em 10 bits com resolução 4K e Dolby Vision está disponível no iPhone 12 mini, com possibilidade de edição no Fotos, iMovie ou Clips. Nesse modo, segundo a Apple, o iPhone 12 mini grava em até 30 fps.

O iPhone SE (2020), por sua vez, conta com o mesmo sensor principal de 12 MP do iPhone 8, mas com a promessa de entregar qualidade de imagem equivalente à câmera do iPhone 11, graças ao chipset A13 Bionic. Apesar de contar com apenas um sensor, o smartphone faz imagens no modo retrato, além de pouca luz — esta última combinando várias fotos no pós-processamento.

Câmera do iPhone SE (2020) surpreendeu no segmento (Foto: Divulgação/Apple)

Assim como o iPhone 12 mini, o iPhone SE (2020) é capaz de gravar em 4K a 60 quadros por segundo, mas sem todos os recursos do seu irmão mais novo. Devido ao chip mais inteligente, ele traz estabilização óptica de imagem (OIS), HDR mais inteligente para fotos e foco automático.

Processador e memória

  • iPhone 12 mini: Apple A14 Bionic
  • iPhone SE (2020): Apple A13 Bionic

O iPhone 12 é equipado com o chip A14 Bionic, o primeiro do mundo fabricado no processo de 5 nanômetros (nm). Embora não tenha detalhado as frequências, a Apple afirma que o novo iPhone 12 é 50% mais veloz que o antecessor, além de trazer desempenho gráfico 50% mais rápido e mecanismo neural com velocidade 80% maior.

Apple A14 Bionic é o primeiro chip do mercado fabricado no processo de 5 nanômetros (Foto: Divulgação/Apple)

Apesar de ser naturalmente inferior ao seu sucessor, o iPhone SE (2020) não fica muito atrás e ainda é um dos smartphones mais rápidos do mercado graças ao chip A13 Bionic, o mesmo presente no potente iPhone 11 Pro Max. Na prática, isso quer dizer que, assim como seu irmão mais novo, todos os aplicativos disponíveis na App Store rodarão sem nenhum engasgo, além de possuir mais eficiência em tarefas de inteligência artificial.

Com relação ao armazenamento interno, tanto o iPhone 12 mini quando o iPhone SE (2020) possuem as mesmas opções de capacidades: 64 GB, 128 GB ou 256 GB.

Bateria

A Apple não costuma divulgar a capacidade exata de seus lançamentos, mas a promessa é de até 15 horas de reprodução de vídeo offline ou 10 horas online no iPhone 12 mini. Espera-se que o consumo de energia do novo smartphone seja consideravelmente menor em relação à geração passada, muito disso graças ao chip A14 Bionic de 5 nanômetros.

Retornando às raízes (negativas) dos antigos iPhones, o iPhone SE (2020) conta com apenas 1.821 mAh de bateria, o que dificilmente aguentarão um dia inteiro de uso. Em números oficiais, o smartphone aguenta até 13 horas de reprodução de vídeo, mas apenas 8 horas se os conteúdos forem online.

Recursos extras

Além da certificação IP68 e dos recursos de câmera já mencionados acima, o iPhone 12 mini se destaca por ser o primeiro smartphone da Apple com suporte a redes 5G. A empresa prometeu compatibilidade às redes mmWave (ondas milimétricas) e sub-6GHz, mas somente em regiões que suportam ambas as faixas — o Brasil, por exemplo, deve ficar com a versão 4G da linha.

O iPhone 12 mini também conta com o desbloqueio facial Face ID com suporte ao Apple Pay, bem como compatibilidade com a Siri. O smartphone já sai de fábrica equipado com o sistema operacional iOS 14 e todas as suas novidades, incluindo os widgets e o modo Picture-in-Picture (PiP) — confira todos os recursos do iOS 14.

Com relação aos recursos de carregamento, o iPhone 12 mini traz suporte a recarga sem fio de até 15 W MagSafe, que recarrega através de um conjunto de ímãs presente no smartphone. Com fio, a Apple garante recarga rápida de 20 W ou superior, embora não tenha dado um número exato.

Carregamento sem fio magnético do iPhone 12 (Foto: Divulgação/Apple)

Como o iPhone SE (2020) tem um chip mais antigo, não há suporte a redes 5G e nem compatibilidade com carregamento sem fio MagSafe. A Apple garante recarga rápida com fio de 18 W ou superior (carregador vendido separadamente), além de recarga sem fio, sem potência especificada.

O desbloqueio do aparelho se dá por meio do sensor biométrico embutido no botão Home que também pode ser usado para pagamentos via Apple Pay. A última geração da Siri e o iOS 14 estão disponíveis no smartphone.

iPhone 12 mini vs. iPhone SE (2020): qual vale mais a pena?

A Apple não economizou em nada na produção do novo iPhone 12 mini e isso fica claro na qualidade de construção e tela, especificações de ponta, câmeras aprimoradas e compatibilidade com 5G. No entanto, todas essas melhorias têm um preço: a partir de US$ 699 (cerca de R$ 3,8 mil em conversão direta). Se ele vale a pena ou não, depende do seu bolso perfil de usuário.

Com exceção do desempenho, que na prática não deve ter muita diferença para quem utiliza o chip A14 Bionic ou o A13, por cerca de US$ 300 a mais você leva um iPhone 12 mini do tamanho do iPhone SE (2020), mas com um aproveitamento de tela significativamente maior, display OLED, câmera ultra grande-angular com todos os recursos da nova geração, bateria maior e carregamento sem fio magnético.

Por outro lado, caso dinheiro seja um empecilho para você, o iPhone SE (2020) continua sendo ótima "porta de entrada" para quem quer se aventurar no ecossistema da Apple. Apesar do visual antigo, tanto o software quanto o hardware não ficarão defasados pelos próximos quatro anos.

Review completo do iPhone SE (2020)

iPhone 12 mini vs. iPhone SE (2020): ficha técnica

iPhone 12 mini iPhone SE (2020)
Tela 5,4'' OLED, Full HD, 60 Hz 4,7'' LCD, HD, 60 Hz
Chipset Apple A14 Bionic, 5 nm Apple A13 Bionic, 7 nm
RAM n/a 3 GB
ROM 64 GB, 128 GB, 256 GB 64 GB, 128 GB, 256 GB
Câmera traseira 12 MP (principal) + 12 MP (ultrawide) 12 MP
Câmera frontal 12 MP 7 MP
Bateria n/a 1.821 mAh
Extras Face ID, IP68, 5G, Bluetooth 5.0, Wi-Fi 6, NFC, wireless charging Touch ID, IP67, 4G, Bluetooth, wireless charging
OS iOS 14 iOS 14

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.