Publicidade

Pesadelos estão misteriosamente ligados a doenças autoimunes

Por| Editado por Luciana Zaramela | 22 de Maio de 2024 às 16h15

Link copiado!

twenty20photos/envato
twenty20photos/envato

Muitas pessoas relacionam pesadelos como um sinal de que algo ruim vai acontecer. Este tipo de interpretação é quase impossível de ser comprovada cientificamente, mas isso não significa que os sonhos ruins sejam insignificantes. Inclusive, pesquisadores do Reino Unido descobriram uma relação ainda misteriosa entre a frequência de pesadelos com o surgimento de doenças autoimunes, como lúpus. 

Os cientistas observaram que pessoas tinham pesadelos durante o sono ou alucinações mais frequentemente antes de apresentarem sintomas do lúpus, doença que pode afetar o cérebro. Quando o indivíduo já tinha o diagnóstico da doença autoimune, esses sonhos ruins podiam ser vistos como um indicador de uma provável crise.

"Esta é a primeira evidência de que os pesadelos também podem nos ajudar a monitorar uma doença autoimune tão grave como o lúpus, e é um alerta importante para pacientes e médicos de que os sintomas do sono podem nos informar sobre uma recaída iminente", afirma Guy Leschziner, neurologista do Serviço Nacional de Saúde (NHS) e um dos autores do estudo, em nota.

Continua após a publicidade

Pesadelos e doenças autoimunes

Publicado na revista eClinicalMedicine, o estudo envolve a análise de questionários online enviados por 676 pessoas que vivem com lúpus. Além disso, 69 pacientes participaram de uma entrevista em profundidade para detalhar a sua relação com a doença. Mais de 400 médicos foram ouvidos. 

Segundo os autores, 3 a cada 5 pacientes relataram a ocorrência de pesadelos, sendo que alguns eram angustiantes, períodos antes da crise de lúpus. Alguns pacientes afirmaram sonhar com ataques, armadilhas, esmagamentos ou mesmo quedas. Normalmente, eles eram seguidos por alucinações. 

Continua após a publicidade
O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Interpretando os sonhos de pacientes com lúpus

No caso de um paciente da Irlanda, ele descreve que os sonhos eram “horríveis”. Para o indivíduo, aqueles pesadelos ficavam mais vívidos e ruins conforme o corpo sofria com a doença autoimune.

Falando sobre pesadelos

“É importante que os médicos conversem com seus pacientes sobre esses tipos de sintomas e gastem tempo anotando a progressão individual dos sintomas de cada paciente”, afirma Melanie Sloan, pesquisadora da Universidade de Cambridge e outra autora do estudo.

Continua após a publicidade

De certa forma, os pesadelos noturnos e as alucinações podem servir como um sinal de alerta precoce para a doença autoimune. Por isso, é válido discutir esses temas dentro do consultório, como reforça Sloan.

Apesar desta pesquisa, não é a primeira vez que pesadelos são associados com doenças. Recentemente, outra equipe de pesquisa conectou a ocorrência frequente de sonhos ruins com o risco aumentado para a doença de Parkinson. Em ambos os casos, a ciência ainda não sabe explicar a conexão misteriosa entre os problemas cerebrais com os sonhos. Do lado oposto, uma boa noite de sono pode proteger contra demência.

Fonte: eClinicalMedicine e Universidade de Cambridge