Publicidade

Você lembra como era o Orkut? 5 telas inesquecíveis

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 12 de Fevereiro de 2023 às 10h00

Link copiado!

Reprodução/Orkut
Reprodução/Orkut

Antes de Facebook, Instagram, Twitter e TikTok, a rede social que mais conectava usuários no Brasil era o Orkut. Desenvolvida como um projeto paralelo de Orkut Büyükkökten, engenheiro de software turco que trabalhava no Google, a plataforma social foi lançada em janeiro de 2004 – apenas um mês antes da concorrente de Mark Zuckerberg. No Brasil, o Orkut se tornou bastante popular e ficou conhecido pelas suas comunidades, que engajavam e reuniam as pessoas em torno de tópicos de interesse comum.

Em seus tempos áureos, o Orkut chegou a somar mais de 30 milhões de usuários brasileiros. O sucesso no Brasil foi tamanho que, em agosto de 2008, a operação da rede social deixou a sede na Califórnia e passou a ser administrada pelo Google Brasil, em Belo Horizonte. Além da grande base de usuários brasileiros, a decisão de mudar o local de operação estava relacionada com o aumento de questões legais envolvendo atividades dentro das comunidades.

Ao longo dos anos, a rede social passou por mudanças de layout e adição de novas funcionalidades e recursos, mas não conseguiu acompanhar o crescimento de outras plataformas. Em 2014, o Google anunciou o fim do Orkut, encerrando de vez suas atividades em 30 de setembro daquele ano. Para relembrar um pouco da história dessa saudosa rede social, separamos algumas telas inesquecíveis da plataforma.

Continua após a publicidade

5. Tela de login

Nos primeiros anos de atividade, era preciso receber um convite de algum membro para entrar na rede social. Quando o Orkut virou uma febre entre os brasileiros, era comum receber pedidos de indicação de amigos e familiares que queriam entrar na onda. Na época, havia até venda de convites.

Depois dessa fase inicial, o Orkut passou a aceitar o cadastro de novos perfis com uma conta Google e sem a necessidade de convite. Mas então, a plataforma já estava consolidada e com ampla adesão.

Continua após a publicidade

4. Página de Perfil

Ao personalizar a página de perfil, os usuários escolhiam se as informações pessoais seriam vistas por todos ou apenas pelos amigos da rede. Da mesma forma, era possível restringir a visualização de suas postagens e recados. Quando a plataforma social foi lançada, só era possível incluir 12 fotos no perfil, o que levava muita gente a escolher com critério suas melhores poses.

O Orkut possuía também uma barra de emoções que logo se tornou uma disputa de popularidade na rede. Era possível se declarar fã de alguém através de um contador de estrelas no perfil da pessoa – e quanto mais estrelas, mais popular ela parecia entre os amigos.

Continua após a publicidade

Outro recurso permitia classificar os conhecidos como “confiável”, “legal” e “sexy”, de maneira anônima. No perfil da pessoa, essas informações estavam representadas pelos ícones de cara feliz, pedra de gelo e coração, respectivamente, que ficavam mais cheios quanto mais votos ela recebia em cada categoria. Essas ferramentas mexiam bastante com o ego e a autoestima das pessoas.

3. Recados e depoimentos

O Orkut foi precursor dos formatos de mural e linha do tempo com os recursos de recados e depoimentos. Os usuários podiam acessar os perfis e deixar mensagens na forma de scraps (como eram chamados os recados devido à versão original da plataforma em inglês) ou escrever depoimentos sobre alguém.

Os depoimentos ficavam destacados na página inicial de perfil dos usuários, de maneira semelhante ao que vemos atualmente na rede profissional LinkedIn, por exemplo. Já os recados apareciam em uma aba própria, organizados em ordem cronológica.

Continua após a publicidade

Claro que nem tudo eram flores, e textos embaraçosos — para dizer o mínimo! — eram frequentemente vistos nos perfis. Nos primórdios do Orkut, muita gente caiu naquele golpe do ”clique aqui e veja as fotos” e teve seu computador infectado por vírus e malwares.

2. Comunidades

Uma das razões da popularidade do Orkut entre os brasileiros se deve pelas comunidades. Além de compartilhar gostos, sugestões e dicas, esses espaços se tornaram um celeiro de humor e criatividade — onde surgiram os primeiros memes da era da internet. As comunidades disputavam os nomes e tópicos mais engraçados para atrair os usuários, e ver quais comunidades uma pessoa seguia também servia para saber mais sobre seu perfil. A comunidade “Eu Odeio Acordar Cedo”, por exemplo, contava com mais de 6 milhões de membros.

Continua após a publicidade

Para relembrar as comunidades do Orkut, o acervo está disponível no site Web Archive.

1. Joguinhos

Em seus anos finais, o Orkut testou diferentes formas de reter e engajar os usuários, trazendo jogos e aplicativos para a plataforma. É dessa época o Colheita Feliz, um simulador de fazenda rural, e o BuddyPoke, que criava um avatar de animação para o perfil do usuário.

Continua após a publicidade

Desde o fim do Orkut, em 2014, novas redes sociais surgiram e dominaram os corações dos usuários. Mas você sente falta de algum recurso ou visual da antiga plataforma?