Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Twitter segue cheio de nudes falsos de Taylor Swift criados por IA

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 29 de Janeiro de 2024 às 16h24

Link copiado!

Divulgação/Taylor Swift
Divulgação/Taylor Swift
Tudo sobre Twitter

As falsas imagens explícitas da cantora Taylor Swift continuaram a se proliferar pela rede social X, antigo Twitter. Criadas por IA, elas chegaram a atingir os trending topics da rede durante o final de semana, enquanto a mobilização de fãs inundava hashtags com cenas reais (e não eróticas), como forma de esconder os deepfakes.

Enquanto isso, a plataforma de Elon Musk era duramente criticada pela demora em remover tais conteúdos, mesmo após uma suposta enxurrada de denúncias e marcações. De acordo com o site The Verge, uma das publicações mais populares com a mídia irregular chegou a permanecer online por mais de 17 horas, entre a última sexta (26) e sábado (27), antes de ser retirada do ar.

Em uma conta verificada, assinante do X Premium, o conteúdo explícito falsificado chegou a acumular mais de 45 milhões de visualizações, centenas de milhares de curtidas e 24 mil republicações antes de ser removida. O perfil foi banido, mas os deepfakes de Taylor Swift, claro, continuam sendo reproduzidos em centenas de outras contas.

Continua após a publicidade

Os principais assuntos que viraram destaque no final de semana estão inacessíveis, com as pesquisas sobre a cantora sendo restringidas pela rede social, principalmente depois que foram publicadas informações sobre possíveis ações legais da cantora contra  os responsáveis por tais postagens. Entretanto, em uma atitude no mínimo bizarra, a busca apenas por "Taylor Swift" também não é possível

O “mundo real” também ajudou no combate aos nudes criados por inteligência artificial. Neste domingo (28), Swift esteve na partida final da AFC (Conferência Americana de Futebol, na sigla em inglês), onde acompanhou a vitória do Kansas City Chiefs sobre o Baltimore Ravens. O namorado dela, Travis Kelce, é tight end do time vencedor, que garantiu vaga para o Super Bowl.

Continua após a publicidade

As cenas se proliferaram rapidamente pela rede social, com o amor recém-descoberto dos fãs pelo futebol americano ajudando a ocultar ainda mais os deepfakes. No momento em que esta reportagem é escrita, ainda é possível encontrar as imagens falsas, mas elas aparecem esporadicamente em meio às cenas de apresentações de Swift e fotos dela ao lado de Kelce em pleno gramado, após a classificação.

X indicou políticas sobre deepfakes

Enquanto não responde diretamente à imprensa, a rede social X se pronunciou de forma genérica sobre o assunto por meio de um perfil dedicado a questões de segurança. Na publicação, a plataforma diz que a publicação de imagens com nudez não consensual é terminantemente proibida, com os times de moderação agindo para remover postagens e punir as contas responsáveis.

Continua após a publicidade

"A postagem de imagens com nudez não consensual é estritamente proibida no X e temos uma política de tolerância zero com esse tipo de conteúdo. Nossos times estão removendo ativamente todas as imagens identificadas e tomando ações apropriadas contra as contas responsáveis pelas postagems. Estamos monitorando a situação de perto para garantir que qualquer violação futura seja abordada imediatamente, com remoção do conteúdo. Estamos comprometidos na manutenção de um ambiente seguro e respeitoso para todos os usuários."

Desde outubro, o X também está na mira da União Europeia. Após uma carta aberta enviada pelo comissário do bloco, Thierry Breton, a rede social passou a ser investigada sobre a disseminação de fake news e desinformação sobre o conflito entre Israel e o Hamas. As autoridades querem conhecer os protocolos de combate a esse tipo de conteúdo na plataforma, assim como medidas tomadas para conter o problema.