Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Threads tem quase 100 milhões de usuários por mês, diz Zuckerberg

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 26 de Outubro de 2023 às 12h03

Link copiado!

Azamat E/Unsplash
Azamat E/Unsplash

O CEO da Meta, Mark Zuckerberg, apresentou o balanço de resultados do terceiro trimestre de 2023 e revelou que o Threads tem um alcance mensal de quase 100 milhões de usuários ativos. A rede social em formato de microblog foi lançada em julho com o objetivo de competir com o X (antigo Twitter).

Antes mesmo de completar uma semana de seu lançamento, o Threads registrou mais de 100 milhões de cadastros. No entanto, a atividade na rede teve uma forte queda nas semanas seguintes, o que motivou uma série de ações da companhia para melhorar os recursos da plataforma.

Usuários ativos no Threads

Continua após a publicidade

No balanço trimestral da Meta, Zuckerberg comentou o desempenho de seu mais novo produto e no potencial que vê para a rede social. O relatório foi compartilhado pelo CEO em sua conta pessoal no Facebook.

“Quero dar uma atualização rápida sobre o Threads. Já completamos três meses e estou muito feliz com a trajetória. Há pouco menos de 100 milhões de usuários ativos por mês, e agora estamos chegando ao ponto em que vamos nos concentrar em crescer ainda maior a comunidade”, declarou.

Zuckerberg reafirmou ainda o seu desejo de ver a plataforma alcançar a marca de 1 bilhão de usuários: “Há muito tempo que penso que deveria ter um aplicativo de conversas públicas com mais de um bilhão de pessoas que fosse mais positivo, e acredito que se continuarmos nesse caminho por mais alguns nos poderemos alcançar essa visão”.

Melhorias na rede de microblog

Para perseguir esse objetivo, a Meta investe em melhorias e novas funções para atrair e reter as pessoas. Nas últimas semanas, o Threads ganhou um botão para editar mensagens, um modo rápido para alternar entre perfis e um recurso de pesquisa para encontrar posts usando texto.

A plataforma promete ainda outras novidades até o final deste ano, incluindo uma tela de assuntos em alta — similar ao “trending topics” do Twitter — e a possibilidade de excluir a conta sem envolver o Instagram.