"Os brasileiros são nossos preferidos". Os planos do TikTok para o país em 2020

Por Rui Maciel | 21 de Janeiro de 2020 às 15h00
GoadMedia
Tudo sobre

TikTok

Saiba tudo sobre TikTok

Ver mais

Ninguém pode negar que 2019 foi, definitivamente, o ano do TikTok. A rede social de produção e compartilhamento de vídeos. Depois de explodir na Ásia, a plataforma vem ganhando o Ocidente a passos largos.

Prova disso é um relatório da consultoria Sensor Tower, que aponta o TikTok como o aplicativo mais baixado da AppStore (Apple) e o segundo com maior número de downloads na Play Store (Android), atrás apenas do WhatsApp - e batendo ninguém menos que o Facebook e o Facebook Messenger.

Isso significa que o TikTok acumulou espantosos 750 milhões de downloads em apenas um ano. Tal resultado o credencia como o segundo app mais baixado em 2019, atrás apenas do, sempre ele, WhatsApp, que registrou 850 milhões de downloads no mesmo período.

TikTok: segundo app mais baixado em 2019

E com o Oriente já devidamente dominado, a ByteDance - controladora do TikTok - começa a voltar seus olhos a um mercado sempre cobiçado pelas empresas que administram as redes sociais: o Brasil. Afinal, das principais plataformas do gênero, nosso país sempre ocupou posições privilegiadas em rankings com maior número de usuários ativos.

Além disso, na América Latina, somos a nação mais conectada em redes sociais diversas (Facebook, YouTube, Instagram, Twitter, Snapchat e LinkedIn), de acordo com um levantamento da Comscore, divulgada em julho do ano passado. Quase 90% dos brasileiros acessam esse tipo de plataforma, batendo Argentina (83%) e México (80%).

Pensando nisso, é natural que o TikTok comece a mostrar suas garras (no bom sentido) também por aqui. Para falar sobre os planos do aplicativo no Brasil, o Canaltech conversou com Rodrigo Barbosa, community manager da plataforma no país. Confira abaixo como foi o papo:


Canaltech - O TikTok foi um dos apps mais baixados do mundo em 2019, alcançou 1,5 bilhão de downloads em novembro, tem uma penetração muito grande na Ásia e começou a sua atuação há pouco no Brasil. Qual será a estratégia da empresa para conquistar usuários no país?

Rodrigo Barbosa: Estamos muito felizes com a resposta positiva ao TikTok no Brasil. Ainda somos relativamente novos no País e, neste momento, estamos focados em criar a melhor experiência possível para nossos usuários, em criar uma comunidade positiva e gratificante e em dedicar nossos recursos para apoiar os criadores. Queremos fornecer ferramentas fáceis de usar (filtros e ferramentas de edição) e workshops sobre criação de conteúdo ou técnicas de edição para incentivá-los a expressar sua criatividade.


CT - Quais as principais características do usuário brasileiro na hora de interagir com as redes sociais? Como o TikTok pode explorá-las para aumentar a sua base de usuários no país?

R.B.: O TikTok é uma plataforma de conteúdo criativo para experiências divertidas e positivas e há uma diversidade incrível entre nossos usuários brasileiros, seja em idade, sexo, etnia ou carreira. Brasileiros de todas as esferas estão mostrando suas habilidades criativas e sua vida cotidiana de maneira única e particular, inspirando os outros através de suas experiências positivas e alegres. Brasileiros adoram conteúdo de humor e por isso são nossos preferidos − são os mais criativos e divertidos.

Por isso o match do TikTok com o brasileiro foi tão bombástico. Temos o povo mais criativo, dentro de uma plataforma desenhada para o consumo e a criação de conteúdo criativo, e que pode ser feito de maneira rápida e divertida. E ainda por cima todo material pode ser personalizado aos seus gostos pessoais.


CT - Como funciona a estratégia de monetização do TikTok de modo geral? Há alguma estratégia específica para o Brasil ou América Latina?

R.B.: No momento, estamos explorando uma variedade de oportunidades para parceiros de marca, com o foco principal em criar uma ótima experiência para nossa comunidade. Na sua essência, o TikTok é uma plataforma para experiências criativas, divertidas e positivas, e as marcas que vemos mais bem-sucedidas são aquelas que abraçam a criatividade e a autenticidade da comunidade TikTok.

Já temos parceria com várias marcas, equipes e ligas esportivas, como Guaraná Antarctica, Corinthians e Amaro, entre outros, e elas já possuem perfis oficiais na plataforma.

Testaremos diferentes formatos de monetização mais adiante. Acreditamos que o TikTok oferece muitas oportunidades de negócios em potencial empolgantes para marcas e criadores.

O TikTok tornou-se a plataforma de escolha para marcas e eventos esportivos que querem atingir um público maior de uma maneira divertida e envolvente. Acreditamos que isso atesta nossa plataforma única, que incentiva a diversão, a criatividade e promove um forte senso de comunidade.

Nota da redação: apenas em dezembro de 2019, o TikTok registrou receita de US$ 40 milhões, ficando a frente de apps como Disney+, Youku e Hulu. Segundo levantamento da Sensor Tower, a plataforma pulou da 118° para a 7° posição entre as maiores receitas de aplicativos que não são games

Crescimento de receitas do TikTok ao longo de 2019

CT - Os números mostram que o TikTok é a rede social mais usada pelos jovens. O que a plataforma tem de diferente para atrair esse tipo de público?

R.B.: O TikTok é uma plataforma de conteúdo criativo para várias idades. Embora a geração Z e os Millenials desfrutem especialmente de nossa plataforma, há uma diversidade incrível entre nossos usuários. Há sempre algo para todos. É uma plataforma inclusiva, incrivelmente diversificada em idade, raça e carreira, que abrange de bombeiros a avós. De dicas de culinária a “faça você mesmo”, decoração, esportes e construção, nossa ideia é ser uma plataforma de conteúdo criativo e rápido, mais acolhedora e abrangente.

Além disso, o TikTok é muito fácil de usar, diminuindo a barreira do consumo e da criação de conteúdo. Quem acessa o app tem experiência de visualização fácil, rápida e personalizada.

Tudo o que você precisa fazer é assistir, se engajar com o que gosta, pular o que não gosta e assim encontrar um fluxo interminável de vídeos curtos personalizados. Muito melhor do que receber vídeos no seu feed apenas dos mais populares e famosos da plataforma.

A curadoria de recomendações de vídeo, personalizada para cada usuário, com base em suas preferências particulares de visualização, garante que eles recebam uma experiência de visualização sem esforço, atraente e personalizada. Além disso, esse método ajuda nossos criadores – populares ou não – a serem descobertos por públicos novos e globais.

Leia também

CT - E qual é o recurso mais utilizado pelos usuários do TikTok?

R.B.: O TikTok reduz a dificuldade de criação com suas ferramentas, que são fáceis de usar, seja para edição, seja para captura de vídeo no aplicativo, além de outros recursos.

Entre as funcionalidades mais populares do aplicativo entre os usuários temos a Tela Verde, onde você pode adicionar qualquer foto do seu telefone para usar como plano de fundo no seu vídeo. Outra bastante usada é o Recurso Dueto, que permite aos usuários criar vídeos do TikTok com outros criadores.

O recurso de Dueto do TikTok

CT - Podemos dizer que o TikTok traz como recurso principal os vídeos curtos que Snapchat e o Stories, do Instagram, já traziam. Por que, ainda assim, ele se destaca em cima dessas duas plataformas?

R.B.: A principal característica do TikTok é a autenticidade. As pessoas estão lá para se expressar livremente sobre quem são verdadeiramente, sem cobranças. Pessoas reais, vídeos reais.

Além disso, o TikTok é uma plataforma de conteúdo focada na criatividade. É uma comunidade global de vibe positiva, onde todos apoiam uns aos outros e onde a criatividade prevalece. Um ambiente saudável onde as pessoas podem simplesmente se divertir e compartilhar experiências positivas.

CT - O TikTok foi acusado recentemente de enviar dados de seus usuários para a China. Como lidar com essas e outras questões relacionadas à privacidade?

R.B.: A privacidade e a segurança de nossos usuários são a principal prioridade do TikTok, e cumprimos as leis e regulamentos locais nos mercados em que operamos. O TikTok não opera na China, nem pretende fazê-lo no futuro. Não somos influenciados por nenhum governo estrangeiro e isso inclui o governo chinês.

CT - A base de usuários do TikTok é, majoritariamente, de jovens. Como manter o interesse deles para que eles não se cansem rapidamente da rede social?

R.B.: Embora o TikTok seja popular entre a geração Z e a millenial, como mencionado, há uma grande variedade de usuários usando nossa plataforma. Há algo para todos, e os usuários sempre recebem experiências novas e positivas que são agradáveis​ ​e surpreendentes.

Continuaremos focando no aprimoramento do TikTok para fornecer aos usuários a melhor experiência de aplicativo.

CT - Como será a estratégia da empresa para atrair influencers de outras redes sociais?

R.B.: Embora a plataforma tenha atraído gradualmente celebridades e influenciadores, o TikTk também nutriu nossas “estrelas do TikTok”. Somos encorajados pelo número crescente de “pessoas comuns” que estão entrando na plataforma e se expressando de forma criativa. De bombeiros a avós, eles usam o TikTok como uma maneira de se conectar com seus amigos e familiares, compartilhar seu dia-a-dia e, o mais importante, se divertir! Isso realmente representa a essência da plataforma.

À medida que mais usuários ingressam na plataforma, eles descobrem que o TikTok é um meio poderoso para criar seus perfis, abrindo-os para um novo e diversificado público global e atraindo ainda mais públicos para nossa plataforma.

Whindersson Nunes: um dos influenciadores mais famosos do YouTube já tem seu canal no TikTok

CT - Que recursos podemos esperar do TikTok no futuro? Vídeos mais longos e realidade aumentada, por exemplo, estão no pipeline da empresa?

R.B.: Estamos super empolgados com as oportunidades potenciais que temos pela frente.

Estamos trabalhando em estreita colaboração com nossos criadores e parceiros e nossas equipes continuarão lançando recursos novos, divertidos e emocionantes, que refletem as necessidades dos usuários, além de fornecer as ferramentas e as funcionalidades para os usuários criarem conteúdo melhor e de alta qualidade.

Temos ainda uma estratégia de localização robusta, em que incentivamos os usuários a criar conteúdo relevante para a sua cultura e tendências locais.

CT - Sendo uma rede social audiovisual, o TikTok pode ser explorado para exibir músicas, filmes e séries, por exemplo. A plataforma tem - ou planeja ter - parcerias com estúdios e serviços de streaming nessas áreas?

R.B.: Estamos sempre procurando novas oportunidades para criar valor para nossos criadores e marcas. Acreditamos que o TikTok oferece muitas oportunidades de negócios em potencial interessantíssimas para marcas e criadores. Informaremos ao nosso público e à imprensa sobre novidades a respeito mais para frente.

CT - O TikTok também é uma rede social acessível para veículos de mídia? Vocês tem cases de sites jornalísticos que já fazem uso da plataforma para divulgar seu conteúdo?

R.B.: Temos o prazer de ver um número crescente de empresas, marcas e publicações se inscreverem na plataforma. Acreditamos que isso atesta o quão única ela é: ela incentiva a diversão, a criatividade e promove um forte senso de comunidade.

Algumas publicações no TikTok incluem ESPN, Vice e Washington Post para citar alguns. Vale a pena checar o perfil do Washington Post, já que se tornou bem popular. O jornal entendeu bem que tipo de conteúdo funciona bem na plataforma. Esperamos receber outras publicações, empresas e marcas da mídia em breve.

CT - O Instagram foi acusado recentemente de plagiar a função de vídeos curtos do TikTok. Como vocês lidam com essa questão de recursos "inspirados" usados em outras plataformas? E é possível aproveitar boas ideias de plataformas concorrentes sem necessariamente copiá-las?

R.B.: O TikTok é o principal destino do mundo para vídeos curtos para celulares. Desde o seu lançamento, obtivemos uma resposta arrebatadora no Brasil e em todo o mundo. Continuaremos focando no aprimoramento do TikTok, na introdução de novos recursos e no fornecimento da melhor experiência ao usuário, além da manutenção de nossa liderança.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.