Home: O que muda para o Facebook e para você com o novo serviço?

Por Rafael Romer | 04 de Abril de 2013 às 17h28

A maior rede social do mundo apresentou nesta quinta-feira (04) o seu tão esperado "Facebook Phone" e também um app que transforma a maneira de interagir com o smartphone. Chamado simplesmente de "Home", o novo serviço fica longe dos rumores de um novo sistema operacional, mas traz algumas funções bem bacanas que podem aproximar o usuário cada vez mais da rede. "É um bom começo, o Facebook ilustrou sua habilidade de entender as necessidades e experiência do usuário", avalia Paul Amsellem, presidente da empresa de marketing e publicidade móvel Mobile Network Group, em entrevista para o Canaltech.

Ex-presidente da Nokia na França, Amsellem foi um dos primeiros especialistas da área a discutir a possiblidade do lançamento de um "Facebook Phone", ainda em 2011. Na época, Amsellem escreveu que a rede social deveria seguir pelo caminho mobile através de parcerias com outras empresas para aproveitar sua base de usuários móveis, que então chegava a 200 milhões. "O Facebook precisa fazer dinheiro com publicidade móvel, isso é crucial para eles. A ideia também é aplicar e ampliar a sua marca nos celulares, e não ser só mais um aplicativo entre todos os apps na loja de sua concorrência", explicou.

O especialista destaca as funções de atualizações em tempo real na página principal do usuário e a nova solução de mensagem "chat head" como as novidades mais importantes do Home. Segundo ele, elas são essenciais para dar mais dinâmica à rede social e evitar que os usuários acabem se cansando do serviço. Uma pesquisa recente divulgada pelo centro de estudos Pew revelou que alguns usuários já estão começando a ficar cansados do Facebook, sendo que 27% dos usuários afirmam que desejam passar menos tempo na rede social em 2013 do que no ano anterior. "Esperamos agora outras funções para o 'chat head', novos aplicativos para gerenciamento de contatos e, por que não, novas soluções para edição e publicação de vídeo e de imagens?", questiona.

Diferente do que foi dito em rumores anteriores, uma grande quantidade de usuários Android poderá instalar o Home em seus dispositivos, o que deve excluir as supostas mudanças que deveriam ser feitas pelos fabricantes no OS antes dele aceitar o serviço. Com isso, o HTC First enfrentará o mercado de smartphones normalmente, já que seu diferencial de Facebook Phone estará disponível em larga escala através do Google Play. Entre os dispositivos que suportam o Facebook Home logo de cara estão os populares HTC One, One X, Galaxy S3, Galaxy S4 e Galaxy Note II.

Outra pergunta que ainda fica no ar é se o Facebook Home poderá eventualmente chegar aos equipamentos da Apple. Para Amsellem, não se fazer presente no iOS significaria para o Facebook perder "tempo e credibilidade". Ao final do evento, Mark Zuckerberg foi questionado sobre a possibilidade, e respondeu apenas que "nós temos um excelente relacionamento com a Apple", sem indicar se o Home pode ou não chegar ao iPhone. "Mas nesta indústria, nada é estável e seguro, a Apple não estava no setor de telefonia móvel há cinco anos, a Nokia era líder há quatro anos e a Samsung era mais uma marca de refrigeradores do que de celulares", encerra o especialista.

Facebook Phone

Amsellem elogia também a iniciativa do HTC First, que será um aparelho de baixo custo para o mercado já com o Facebook Home pré-instalado. Para ele, o novo smartphone deve fazer sucesso entre usuários mais jovens. O aparelho deverá chegar às lojas norte-americanas no próximo dia 12 de abril pelo preço de US$ 99,99. Não há previsão da chegada do aparelho no Brasil, já que a HTC não tem representação oficial no mercado do país.

Para o executivo, a empresa chinesa é a principal beneficiada com o acordo com o Facebook. "A HTC precisa do Facebook. No mercado existente, o que faz a diferença entre um Android da HTC, da Sony, da ZTE e da Huawei? Nada! Por isso eles precisam encontrar algum diferencial", afirma.

E você, o que achou dos lançamentos? Escreva nos comentários aqui em baixo!

Leia também:

HTC First: conheça o primeiro smartphone com Facebook Home

Facebook Home: Mark Zuckerberg quer que seu smartphone tenha outra cara

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.