Melhores celulares intermediários para comprar na Black Friday

Melhores celulares intermediários para comprar na Black Friday

Por Felipe Junqueira | Editado por Léo Müller | 29 de Outubro de 2021 às 15h03
Eric Mockaitis/Canaltech

Há uma grande quantidade de opções de smartphones à venda nas lojas brasileiras, e escolher a melhor opção não é fácil. Ver uma lista de melhores celulares intermediários para comprar em 2021 pode ser um ótimo passo inicial, ou até mesmo o final para encerrar esta busca.

O Canaltech selecionou cinco modelos com faixas de preços diferentes, mas que oferecem o melhor conjunto possível dentro das alternativas de cada uma. Tem modelos mais simples com 5G ou sem, e também há algumas opções bastante potentes para quem quer um topo de linha, mas não pode arcar com o alto custo de um smartphone que tem o melhor da tecnologia hoje — e aí pelo menos fica bem próximo disso.

A lista está em ordem de preço, do mais barato para o que tem custo mais alto, mas tenha em mente que isso pode variar e aí um ou outro pode estar posicionado abaixo de outro cujo preço ficou mais elevado. Isso pode acontecer por conta da flutuação causada por fatores como ofertas disponíveis ou estoque indisponível em um lojista que tem preço melhor.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Atenção: fique de olho na data de publicação desta matéria, pois todos os preços estão sujeitos a mudança sem aviso. Os produtos exibidos aqui são selecionados pela nossa equipe, logo, se você comprar algo, o Canaltech talvez receba alguma comissão de venda.

Redmi Note 9T: opção barata com 5G

Redmi Note 9T (Imagem: Ivo/Canaltech)

A lista já começa com uma opção abaixo dos R$ 1.500 com suporte ao 5G. O Redmi Note 9T não tem tela com taxa de atualização aumentada, mas o bom conjunto de especificações pode compensar para quem não faz questão desta característica.

O celular da Xiaomi tem tela IPS LCD de 6,53 polegadas com resolução Full HD (1080 x 2340 pixels) e plataforma Dimensity 800U, da MediaTek. O processador de oito núcleos chega à velocidade máxima de 2,4 GHz, e você pode escolher entre opções de 4/64 GB, 4/128 GB ou 6/128 GB de memória para este modelo. A bateria tem 5.000 mAh e usa carregador de 18 W, que pode preencher cerca de 33% da carga em apenas 30 minutos.

O conjunto de câmeras tem uma principal de 48 MP e mais uma macro e uma de profundidade de 2 MP cada, além das selfies de 13 MP. O preço atual dele gira em torno de R$ 1.300, mas não deve ser difícil encontrar a valor mais baixo que esse no final de 2021, especialmente perto da Black Friday. Porém, tenha em mente que este modelo não desembarcou oficialmente no Brasil, e portanto você não vai encontrá-lo com garantia de 12 meses da fabricante.

Moto G30: celular honesto e equilibrado

A linha Moto G tem uma boa quantidade de opções nas lojas brasileiras atualmente. Mas se você quer pensar em um intermediário com bom hardware e preço não muito elevado, o Moto G30 é a melhor alternativa. É verdade que o Moto G50 tem o 5G e o Moto G60 é mais potente e completo, mas pensando no preço e experiência geral, o mais completo entre os mais baratos é a melhor opção.

As características gerais são bem parecidas com as dos Moto G10 e G20, com tela IPS LCD de 6,5 polegadas e resolução HD (720 x 1600 pixels), e taxa de atualização de 90 Hz, como o Moto G20. A plataforma Snapdragon 662 já é um pouco mais potente e com boa eficiência energética, com seu processador de oito núcleos que chegam à velocidade máxima de 2,0 GHz. A memória RAM é de 4 GB e o armazenamento interno salta para 128 GB, o dobro dos 64 GB dos outros dois modelos.

A bateria de 5.000 mAh também se repete, mas a recarga já salta para 15 W. E aí o conjunto de câmeras também é mais parrudo, com principal de 64 MP, mais uma ultra-wide de 8 MP, uma macro de 2 MP e um sensor de profundidade de 2 MP. As selfies ficam a cargo de uma câmera frontal de 13 MP.

O preço atual do Moto G20 fica em cerca de R$ 1.200, um preço bem interessante pelo conjunto. É possível que você encontre a valor ainda mais baixo durante a Black Friday ou em um pré ou pós evento.

Realme 8 5G: melhor opção barata com 5G

Realme 8 5G (Imagem: Ivo/Canaltech)

Outra opção já preparada para o 5G, o Realme 8 5G é um pouco menos potente que seu antecessor direto, o Realme 7 5G, mas compensa isso com o preço reduzido. E, no fim das contas, o foco está em uma experiência bacana e que não tenha valor elevado, além de trazer bastante memória para turbinar o multitarefas e um bom conjunto de câmeras.

Este modelo tem tela IPS LCD de 6,5 polegadas com resolução Full HD (1080 x 2400 pixels) e taxa de atualização de 90 Hz. A plataforma é o Dimensity 700, que tem processador de oito núcleos e atinge velocidade máxima de 2,2 GHz. Além disso, vem com 8 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento interno.

A bateria tem 5.000 mAh de carga e o aparelho conta com carregador de 18 W. Por fim, o conjunto de câmeras tem uma principal de 48 MP, uma macro de 2 MP e uma de profundidade de 2 MP, além da frontal de 16 MP.

No geral, portanto, é um celular um pouco superior ao Redmi Note 9T, apesar do processador um pouco menos potente. Além disso, o preço de cerca de R$ 1.500 que você encontra atualmente no varejo online nacional inclui a garantia de 12 meses da fabricante, que o modelo da Xiaomi não tem, por não ser vendido oficialmente por aqui.

Galaxy M62: intermediário muito potente

Para quem não faz questão do 5G, pode investir um pouco mais do que gastaria no Realme 8 5G e levar um aparelho consideravelmente mais potente e completo. O Galaxy M62, da Samsung, tem o mesmo processador utilizado na linha Galaxy Note 10, topo de linha lançado apenas dois anos antes do M62.

Este celular tem tela Super AMOLED de 6,7 polegadas com resolução Full HD (1080 x 2400 pixels), porém está limitado à taxa de atualização de 60 Hz. A plataforma Exynos 9825 usa um processador de oito núcleos com velocidade máxima de 2,73 GHz, e o dispositivo vem com 8 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento interno. A bateria tem impressionantes 7.000 mAh, com carregamento de 25 W. Para fechar, o conjunto de câmera é quádruplo, com a principal de 64 MP, enquanto a frontal tem 32 MP.

Você encontra este modelo na faixa dos R$ 1.600 em ofertas, e é fácil encontrá-lo na faixa dos R$ 1.800. Um pouco mais a se investir para um celular consideravelmente mais potente que os outros até agora citados nesta lista. Por tudo o que oferece, é um dos melhores celulares intermediários da atualidade, e só fica devendo o suporte ao 5G.

Poco X3 Pro: quase um topo de linha

O Poco X3 Pro é outra opção com hardware de topo de linha de 2019. O modelo, que é considerado um sucessor do Pocophone F1, tem a plataforma Snapdragon 860, que é uma pequena atualização do Snapdragon 855 oferecida pela Qualcomm. Com isso, a Xiaomi conseguiu utilizar algumas novas tendências do mercado em seu smartphone, como a taxa de atualização aumentada.

Assim, o aparelho tem display de 6,67 polegadas e usa resolução Full HD (1080 x 2400 pixels), mas traz o painel tipo IPS LCD, e não OLED. A taxa de atualização é de 120 Hz e, segundo a fabricante, o modelo também tem tempo de resposta aumentado a 240 Hz. As opções de memória incluem 6/128 GB, 8/128 GB, 6/256 GB e 8/256 GB, sendo que oficialmente apenas a primeira chegou ao Brasil.

O aparelho ainda tem 5.160 mAh de bateria, com carregador de 33 W, que pode preencher até 59% em 30 minutos ou 100% em até 59 minutos, segundo a fabricante. O conjunto de câmeras traseiro é quádruplo e tem como principal um sensor de 48 MP, enquanto a frontal tem 20 MP.

O preço oficial dele assusta: R$ 3.600 na loja da Xiaomi. Mas você encontra opções mais em conta em varejistas, via marketplace, podendo pagar cerca de R$ 1.700 em modelos importados — ou seja, sem a garantia de 12 meses. Pela diferença de valor, pode ser uma boa.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.