Review Redmi Smart Band Pro | Quase uma Mi Band com tela ampla

Por Jucyber | Editado por Léo Müller | 08 de Abril de 2022 às 11h08
Ivo Meneghel Jr/ Canaltech

A Redmi Smart Band Pro chegou ao mercado criando altas expectativas no público que é fã das Mi Bands. Afinal, o produto entrega uma tela maior e repete diversos diferenciais da pulseira inteligente disponibilizada pela Xiaomi.

Um exemplo são as mais de 100 atividades embutidas, bem como a certificação IP68 que garante a proteção dela contra a água doce. Entretanto, nem todas as características implementadas na smartband são atrativas, e isso faz com que a decisão por um produto ou o outro seja ainda mais difícil de ser tomada.

Quer saber se os recursos se sobressaem aos defeitos? A Redmi Smart Band Pro vale a pena? Confira essas e outras respostas na análise completa.

Confira o preço atual do Redmi Smart Band Pro

Prós

  • Tela grande
  • Bateria com boa durabilidade
  • Diversas opções de atividades
  • Leitura cardíaca contínua
  • Certificação IP68

Contras

  • Mudança de aplicativo
  • Falta da desativação automática do “Always on display”
  • Sem modo “não perturbe” automático

Design e construção

A Redmi Smart Band Pro tem formato mais retangular e com bordas arredondadas. O design apresenta muita familiaridade com o que vimos há algum tempo ser implementado na Honor Band 6.

No entanto, essa similaridade não é um demérito para o produto, já que as duas chinesas colecionam características físicas e de recursos semelhantes justamente para impulsionar a concorrência e dificultar a decisão dos usuários.

Apesar de não ser tão parecida com as Mi Bands da Xiaomi, a Smart Band Pro mantém um aspecto mais compacto. O visor é maior, mas isso não quer dizer que seja equivalente ao visto em relógios inteligentes.

Redmi Smart Band Pro (Imagem: Ivo/Canaltech)

Mesmo com diferenciais que a deixam equivalente a um relógio compacto, a tira usada no pulso possui o mesmo formato visto nas Mi Bands. Na prática, isso significa que a vida útil dela será menor, já que a haste de apoio dos acessórios da Xiaomi costuma arrebentar com facilidade.

Entretanto, para quem tem pulsos finos, continua sendo uma das melhores opções. Afinal, se encaixa bem no braço — principalmente de mulheres — e mantém o aspecto minimalista esperado para uma fitness tracker, como é o caso desse produto.

Haste da Redmi Smart Band Pro (Imagem: Ivo/Canaltech)

As tiras são removíveis, mas esse processo não é tão fácil de ser feito como em outros aparelhos. A fixação é bem dura, e a troca vai exigir um pouco de paciência e força, ou um acessório complementar para auxiliar na remoção.

Na lateral, não existem botões. Sendo assim, todo o processo de ajuste da smartband será realizado na tela sensível ao toque. É um ganho tecnológico, mas uma desvantagem para quem prefere ter uma opção física para navegar entre os menus.

Já na traseira, estão os sensores PPG para o monitoramento dos batimentos cardíacos de maneira contínua, e o sensor de luz. Outra vantagem da Redmi Smart Band Pro é a certificação IP68 que permite a proteção da pulseira à água e poeira.

"A Redmi Smart Band Pro tem um formato compacto e minimalista que chama a atenção de quem prefere acessórios que ficam no “meio do caminho” entre uma pulseira e um relógio inteligente."

— Jucyber

Tela

A Redmi Smart Band Pro tela LCD de 1,47 polegadas e com resolução 194 x 368. Por isso, o aproveitamento frontal é muito bom, e as bordas são condizentes com o necessário. Na prática, isso ajuda a ter uma ótima área para visibilidade de conteúdo.

Obviamente, seria melhor se a subsidiária da Xiaomi tivesse utilizado um painel AMOLED, assim como vemos nas Mi Bands. Entretanto, o brilho permite uma boa visualização das informações sob o sol, mesmo sem estar com a iluminação máxima.

Como já foi dito, a tela é sensível ao toque e isso faz com que o acesso a todos os dados e recursos seja realizado diretamente pelo display. Mesmo que isso demonstre o cuidado com a inovação, também pode ser complicado em caso de resets, pois, se a tela para de funcionar, nada pode ser feito de imediato para reestabelecer a pulseira inteligente.

A Redmi Smart Band Pro tem tela LCD (Imagem: Ivo/Canaltech)

"A tela da Redmi Smart Band Pro possui um ótimo aproveitamento frontal. As cores são vívidas e o painel LCD é tão bom que quase se assemelha a um AMOLED, e isso demonstra o cuidado da marca na escolha do material utilizado para compor o acessório."

— Jucyber

Configuração e desempenho

Assim como outras pulseiras inteligentes, a Redmi Smart Band Pro não possui um sistema operacional próprio. O software embutido no produto foi desenvolvido para funcionar em sincronia com o celular, principalmente se for Android.

A pulseira traz diversas opções de idiomas, e o português é muito bem traduzido para a forma que os brasileiros se comunicam. Para utilizar a smartband da Redmi, é preciso baixar o aplicativo Mi Fitness, que é o novo app da Xiaomi para acessórios de pulso (baixe aqui).

Além de dar acesso a todas as funcionalidades presentes na Smart Band Pro, é possível sincronizar os dados presentes no app Mi Fit — que foi extinto — para manter informações mais antigas acessíveis.

Para a conexão com o novo aplicativo, é preciso escanear o QR Code que aparece na pulseira, ou realizar o download via Play Store. Após esse processo, é preciso ligar o GPS e o Bluetooth do smartphone para que a sincronização seja efetuada com sucesso.

Instalação do aplicativo Mi Fitness (Captura: Jucyber/Canaltech)

Em complemento a todas as funções presentes no Mi Fitness, também é possível escolher entre dezenas de planos de fundo — watch faces — para mudar o layout do display e adaptá-lo ao gosto de cada usuário.

Infelizmente, a Redmi Smart Band Pro não possui o modo não perturbe automático como algumas pulseiras. Então, será preciso sempre entrar nas configurações para ajustar essa opção quando a quiser ativa ou não.

Outro recurso que faz falta é o modo inteligente de desativação do “Always on display”. Basicamente, essa opção presente em alternativas a essa pulseira permite que a detecção do sono desligue o visor automaticamente para ajudar na economia de bateria, e isso não acontece na Redmi Smart Band Pro.

A interface tem uma boa fluidez para a navegação por diferentes menus, mas um refinamento maior nas imagens e textos faz falta, assim como vemos nas Mi Bands 5 e 6.

Watch faces da Redmi smart Band Pro (Captura: Jucyber/Canaltech)

Acompanhamento físico

Na Redmi Smart Band Pro, existem mais de 100 atividades físicas que podem ser utilizadas com mensurações específicas. E caso não encontre a opção de exercício desejada — algo que é quase impossível nessa pulseira inteligente —, dá para usar a “atividade genérica” para ter os dados ao seu dispor.

Ao selecionar cada prática esportiva, um botão para iniciar a ação aparece. Assim que os movimentos são iniciados, o aparelho começa a computar os dados e exibir as informações para identificar os movimentos, gasto calórico e batimentos cardíacos ao longo do tempo decorrido.

O fato de o sensor ser muito preciso, permite que o usuário tenha todas as informações corretas para ter uma estimativa para o alcance das metas pré-estabelecidas no aplicativo Mi Fitness.

Rastreamento de atividades e sono (Captura: Jucyber/Canaltech)

Bateria e carregamento

A Redmi Smart Band Pro tem bateria de 200 mAh, que demora uma média de 1 hora e 15 minutos para completar o ciclo de recarga. Ela tem um conector próprio, que é magnético e não precisa que a band seja removida da pulseira.

Esse formato de carregamento também é utilizado pela Xiaomi desde a Mi Band 5, e Honor também prefere essa opção nas pulseiras inteligentes da marca. Uma vantagem desse cabo é que a outra ponta é USB 2.0, e isso permite a conexão em carregadores de tomada, notebooks, gabinete de PC e até smart TV.

Assim como o prometido, a autonomia desse produto pode alcançar até 14 dias em uso contínuo. Porém, esse tempo pode variar de acordo com o fluxo de recursos em uso, e mesmo com todas as opções ativas, dá para alcançar 12 dias de energia contínua.

A Redmi Smart Band Pro tem autonomia de até 14 dias (Imagem: Ivo/Canaltech)

Concorrentes diretos

Uma grande concorrente da Redmi Smart Band Pro é a Xiaomi Mi Band 6. O produto mais popular da gigante chinesa traz como novidade para essa geração algumas melhorias na parte visual, como a tela AMOLED com maior aproveitamento frontal.

Além disso, os usuários têm acesso a funcionalidades focadas em exercícios variados para proporcionar uma usabilidade ainda melhor. Dessa forma, a prática de exercícios tendo o acessório como auxiliar se torna ainda mais completa.

Apesar de a tela ser um pouco mais estreita do que a vista na Redmi Smart Band Pro, a Mi Band 6 tem boas opções para notificação de aplicativos, bem como um painel com maior qualidade geral.

Em relação ao preço, elas são equivalentes. Afinal, ambas podem ser encontradas na faixa dos R$ 200 tanto via importação quanto em varejistas brasileiras. Dessa forma, a escolha não terá o valor como um ponto decisivo.

Xiaomi Mi Band 6 (Imagem: Ivo/Canaltech)

Especificações técnicas

  • Largura da pulseira: 22 cm
  • Peso do relógio: 38 g
  • Tela: LCD de 1,47 polegadas
  • Resolução: 194 x 368
  • Bluetooth 5.0
  • Sensor de frequência cardíaca e SpO2
  • Bateria: 200 mAh
  • Duração média: 14 dias (monitoramento de frequência cardíaca de 24 horas)
  • Requisitos do sistema: Android 6.0 e superior; iOS 10 e superior
  • Certificação IP68
  • Aplicativo: Mi Fitness
  • +110 modos esportivos

A Redmi Smart Band Pro vale a pena?

A Redmi Smart Band Pro é uma ótima opção de pulseira inteligente. A tela maior ajuda a ver mais informações, e isso a faz ficar à frente dos modelos compactos, como é o caso da Mi Band 6, quando o assunto é design.

Com diversas opções de atividades e um rastreamento mais preciso, a utilização desse acessório faz com que o usuário tenha no pulso um equipamento que faz sentido para a faixa de preço.

Redmi Smart Band Pro (Imagem: Ivo/Canaltech)

Porém, se o seu propósito é adquirir a Redmi Smart Band Pro focando em ter uma pulseira inteligente superior a Mi Band 6 e com diferenciais extremamente importantes, ela não é a opção ideal.

Sendo assim, quem já tem a fitness tracker da Xiaomi não tem necessidade de comprar o acessório da Redmi se o foco é dar um upgrade real. Então, para quem está em busca de mais recursos, continuar com a Mi Band 6 ou esperar pela Mi Band 7 é a melhor alternativa.

Se interessou pela Redmi Smart Band Pro? Clique no link abaixo e confira a melhor oferta!

Prefere a alternativa apresentada? Então confira o link com o melhor preço!