Publicidade

Review Moto G34 | O celular 5G bom e barato

Por| Editado por Léo Müller | 25 de Março de 2024 às 16h12

Link copiado!

Review Moto G34 | O celular 5G bom e barato
Review Moto G34 | O celular 5G bom e barato
Moto G34 5G

O Moto G34 chegou ao Brasil em janeiro de 2024, se destacando por proporcionar um conjunto geral de especificações agradável para a sua faixa de preço. Com conexão 5G, tela de 90 Hz e Android 14, o aparelho chama a atenção de quem deseja um celular bom e barato. Mas, será que ele realmente faz jus a essas características? Testamos o celular para dizer a você se ele vale a pena ou não.  

Continua após a publicidade

Design e tela

O design do Moto G34 é altamente inspirado no G84, algo que é um grande ponto positivo para o produto. Sua traseira é toda construída em duas opções de material: plástico e couro ecológico, comercializados no Brasil. 

À direita, estão os botões para controle de volume e a tecla de energia, que também é o leitor de digitais. Já à esquerda, está a gaveta de chips híbrida, variando entre a instalação de dois cartões nano-SIM, ou apenas um chip e um cartão microSD.

Continua após a publicidade
O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

A tela do G34 é LCD de 6,5 polegadas, entregando taxa de atualização de 90 Hz. Apesar de ter um bom nível de brilho e fluidez agradável, seria interessante ver a Motorola entregar painéis mais avançados, como o AMOLED. Afinal, o principal concorrente deste produto, o Galaxy A15 5G, tem display Super AMOLED, que tem cores mais equilibradas e é mais brilhante.

Desempenho

O Moto G34 tem o Snapdragon 695 5G, a mesma CPU presente no Moto G84. O chipset é um pouco antigo, de 2021, mas ainda demonstra uma performance coerente para este produto, sem travamentos ou engasgos aparentes. 

Continua após a publicidade

Encontramos no aparelho a interface MyUX, trabalhando em conjunto com o sistema operacional Android 14. Nos testes de benchmark do AnTuTu, o aparelho alcançou 433.466 pontos, superando o Galaxy A15 5G e quase empatando com o Poco M6 Pro.

Infelizmente, a Motorola não deixou clara a intenção de realizar atualizações no sistema, algo que pode ser uma preocupação para o uso a médio prazo. No Brasil, o Moto G34 é vendido nas versões com 4 GB de memória RAM e 128 de armazenamento, ou na alternativa mais robusta que entrega 8 GB de RAM e 256 GB de espaço interno. 

Continua após a publicidade

Recursos e conectividade

No Moto G34, encontramos a conexão USB-C para carregamento do aparelho e a entrada 3,5 mm para fones de ouvido. Além disso, o aparelho possui dois alto-falantes, permitindo a reprodução do som no modo estéreo. Outro diferencial do celular é a conexão 5G, que garante acesso à rede de dados mais moderna, que já está presente em centenas de municípios do Brasil. Para completar, o smartphone tem compatibilidade com a plataforma Moto Connect — Ready For —, garantindo a conexão com monitores ou smart TV para o celular ser uma espécie de central multimídia. 

Câmeras

Continua após a publicidade

O sensor principal do Moto G34 é de 50 MP, e, por mais que seja o mesmo encontrado em muitos modelos da Xiaomi, ele fica muito abaixo em resultado de captura. Para as fotos ficarem um pouco melhores, precisei ajustar a entrada de luz manualmente, já que o pós-processamento não permitiu a reprodução real da beleza do céu, deixando-o estourado na imagem.

A câmera de selfies mostrou que os 16 MP dão conta do recado, apesar de não ser a melhor nesta categoria. Tem um bom equilíbrio de cores, nitidez agradável e ainda permite um distanciamento maior, um efeito ultrawide, via software.  

A qualidade de vídeo não surpreende, pois o aparelho filma em Full HD na câmera frontal e traseira, sem entregar estabilização e com baixa nitidez. Porém, algo estranho nas configurações do G34 não me permitiu ajustar a câmera frontal para a resolução máxima, travando as gravações em HD. 

Continua após a publicidade

Bateria

Continua após a publicidade

O Moto G34 tem bateria de 5.000 mAh, e, em nossos testes práticos, ela se manteve com o gasto equilibrado. Considerando o uso por 6 horas, variando entre apps, redes sociais e jogos, o gasto energético foi de 32%. Isso significa que a média de uso contínuo pode superar as 18 horas.

Esta estimativa é inferior à alcançada no moto G54, que conseguiu um consumo menor, garantindo 23 horas de funcionamento ininterrupto. O carregador na caixa do G34 é de 20 W, apesar de ele ser compatível com 18 W. A recarga do celular demora, em média, 2 horas para ser finalizada, uma demora compensada pela autonomia equilibrada.  

Continua após a publicidade

Concorrentes diretos

O Galaxy A15 5G é um grande concorrente do Moto G34. O aparelho da sul-coreana tem câmera principal com um pós-processamento melhor, mas perde em desempenho e preço. É possível encontrar o A15 5G, na versão 4/128 GB, por R$ 1.200, enquanto o Moto G34 com as mesmas configurações já está saindo por R$ 1.000, sendo uma economia que faz sentido na sua categoria.  

Vale a pena comprar o Moto G34?

Continua após a publicidade

O Moto G34 vale a pena porque consegue entregar um conjunto de especificações equilibrado. O dispositivo com conexão 5G é fluido para navegabilidade e, apesar de as câmeras não serem tão boas, entregam resultados razoáveis em ambientes bem iluminados.

Por se tratar de um smartphone que já pode ser encontrado na faixa dos R$ 1.000, o G34 faz muito sentido para quem busca um celular bom e barato.