Review Echo Show 15 | A Alexa que parece um quadro

Por Felipe Junqueira | Editado por Léo Müller | 18 de Abril de 2022 às 18h40
Ivo Meneghel Jr/ Canaltech

O Echo Show 15 foi confirmado no Brasil no final do ano passado. Até meados de abril, no entanto, a Amazon não deu início às vendas do produto por aqui. Mas o Canaltech conseguiu uma unidade para testar e fazer análise antes de você investir seu suado dinheiro neste produto.

Conseguimos o dispositivo graças à parceria com a USCloser, que o trouxe dos Estados Unidos. O Echo Show 15 pode ser uma opção, mas antes veja o que eu achei do dispositivo, que não tem preço baixo nem mesmo lá fora.

Para importar produtos dos Estados Unidos que você não encontra por aqui, basta criar uma conta na USCloser. Você faz suas compras nos sites gringos normalmente, e a Uscloser recebe por você lá nos EUA mesmo, em uma espécie de “caixa postal americana” criada exclusivamente para você. Depois, a USCloser encaminha os produtos para sua casa aqui no Brasil. É seguro, prático e rápido. Siga nosso tutorial para se cadastrar e comprar nos EUA economizando muito.

Prós

  • Tela para controlar ambiente e assistir a vídeos
  • Alexa com ótimo tempo de resposta
  • Também funciona como câmera de segurança

Contras

  • Baixa velocidade de processamento
  • Som com baixa potência
  • Adaptador de tomada grande

Design e construção

  • Dimensões: 402 mm x 252 mm x 35 mm;
  • Peso: 2.215 gramas.

O Echo Show 15 parece um quadro, e foi realmente desenvolvido para ficar pendurado na parede. O dispositivo possui laterais pretas em plástico, com uma borda branca em volta da tela, de 15,6 polegadas. Na parte de cima, um switch para cobrir a câmera e três botões: baixar e aumentar volume, e desligar o microfone.

Na parte de trás, há um encaixe para um suporte, além do conector do cabo de energia. É um produto bastante fácil de pendurar na parede, já que a tela é facilmente encaixada no suporte, que fica fixado na parede por quatro parafusos. Tudo isso já vem na caixa do smart display.

A câmera fica na parte superior esquerda, logo abaixo do switch que cobre a lente. Segundo a Amazon, trata-se de uma medida de privacidade: você pode tampar a câmera se não quiser que imagens sejam captadas sem o seu consentimento ou conhecimento. O mesmo vale para o botão de desligar o microfone.

É possível instalar o Echo Show 15 na posição retrato, também. Aí a câmera fica na parte superior direita, e os botões ficam na lateral direita. E você pode usar o dispositivo em suportes vendidos separadamente, deixando em mesas ou bancadas.

Echo Show 15 tem aparência de quadro (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)

Também dá para utilizar uma imagem da sua galeria do celular como papel de parede. Para isso, é só mexer nas configurações do Echo Show pelo app Alexa. Aí o dispositivo fica ainda mais personalizado e se integra mais à decoração da sua casa.

Apesar das dimensões consideráveis, o smart display da Amazon ainda vem com a tomada grande. Daria para fazer como a Echo Studio e colocar a fonte em si dentro do próprio dispositivo, permitindo que o usuário trocasse o cabo de alimentação por uma versão maior.

Uma falha grande, considerando a proposta do produto — que ainda precisa ficar constantemente ligado à tomada. Você precisa instalar o Echo Show 15 próximo a uma fonte de alimentação, por uma questão de segurança.

"O Echo Show 15 foi desenhado para parecer um quadro na parede da sua casa. Um quadro que mostra horário, clima e permite controlar dispositivos conectados."

— Felipe Junqueira

Tela e sistema de som

O visor do smart display da Amazon tem 15,6 polegadas e utiliza um painel IPS LCD. A resolução é Full HD e oferece boa nitidez. A tela peca apenas no contraste, que não é o ideal, mas está em um nível aceitável para a proposta do Echo Show 15.

A tela é sensível ao toque e muda constantemente entre relógio com informações de data e clima para evitar que fiquem marcas na tela. Na lateral direita (em modo paisagem), você tem até quatro widgets que podem ser selecionados para acessos rápidos. Falo mais sobre isso em usabilidade.

O brilho pode ser ajustado manualmente ou você pode deixar ativada a opção de brilho adaptável, que clareia ou escurece o display conforme a necessidade. O dispositivo também possui uma opção de efeito de nascer do sol, que aumenta a iluminação gradualmente 15 minutos antes dos alarmes tocarem.

Echo Show 15 possui sistema de som estéreo (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)

O tamanho da tela do Echo Show 15 é bom para assistir a alguns vídeos rápidos, especialmente de receitas. Você pode instalar o dispositivo na cozinha, mas também há utilidade para quartos e salas de estar, claro. Há controles fáceis de reprodução de músicas, e a Alexa integra facilmente com alto-falantes compatíveis.

Porém, é bom tomar cuidado com o local de instalação. O vidro é bastante reflexivo, e dependendo do ângulo pode ficar um pouco difícil de enxergar a tela. Considerando que é um produto para ambientes internos, não é um problema difícil de driblar.

Já o sistema de áudio não é dos melhores, mas não deixa a desejar. O dispositivo tem dois alto-falantes de 1,6 polegada. O foco fica nos sons médios, sem grande destaque para agudos ou graves. A potência não é muito boa, e o som não preenche o ambiente como era de se esperar pela espessura do produto.

Configuração e desempenho

O Echo Show 15 tem um processador de oito núcleos chamado Amlogic Pop 1, aliado ao mecanismo de rede neural Amazon A72. Não há muito mais detalhes técnicos sobre os chips do dispositivo, então você precisa confiar na minha experiência.

No geral, o smart display funciona bem, especialmente porque foi desenvolvido para tarefas rápidas como controlar dispositivos de casa inteligente ou dar respostas rápidas a comandos de voz. Neste sentido, a Alexa é imbatível atualmente, com boa precisão e agilidade que concorrentes ainda não possuem.

Alexa é apenas uma das funcionalidades do Echo Show 15 (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)

Porém, não dá para elogiar tudo no Echo Show 15. Algumas tarefas teoricamente simples podem demorar alguns segundos para dar algum retorno na tela. Houve ocasiões em que eu toquei, esperei, e já ia tocar de novo quando finalmente a tela mudou.

Um sistema com resposta por vibração faz um pouco de falta nesses momentos, já que você toca na tela e nada acontece por alguns segundos. Aí parece que o dispositivo não reconheceu o seu comando.

Isso foi mais comum ao tentar abrir reprodutores de vídeo. Os widgets dão retorno mais ágil, bem como telas de configuração e afins.

Usabilidade

Antes de falar em usabilidade, vale a pena uma explicação sobre o idioma. Como eu falei na introdução, o Canaltech importou o dispositivo, que tinha a interface em inglês inicialmente. Mas consegui instalar a tradução para o português depois de configurar com minha conta brasileira sem dificuldade.

Com a tela maior, o Echo Show 15 consegue oferecer alguns recursos que outros smart displays da Amazon não têm. Os já mencionados widgets são bem úteis, e podem ser configurados conforme a sua preferência.

Dá para colocar receita do dia, calendário, agenda e um controle da casa para fácil acesso. Neste último, é exibida uma lista com os dispositivos mais usados para você acender uma lâmpada com mais facilidade. Claro que ainda é possível usar a voz, mas fica um atalho para quando alguém está dormindo no quarto, por exemplo.

Amazon Prime Video está disponível no Echo Show 15 (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)

Ao deslizar para baixo, você tem acesso a um menu de configurações rápidas. Ali, também é possível acessar apps de música ou vídeo, além de várias outras funções do dispositivo. Além do Prime Video, é possível reproduzir filmes e séries da Netflix, além de acessar YouTube, TikTok e o navegador, via pesquisa no Bing.

A interface é bem simples e intuitiva. Algumas horas de uso são suficientes para você entender os principais atalhos e onde encontrar tudo o que precisa.

Já a Alexa é o ponto central de todo o Echo Show 15. A tela mostra constantemente dicas de comandos de voz, e ainda é possível adicionar um widget para ver mais. Ela costuma atender com tempo de resposta bastante rápido, e raramente falha ao receber um comando.

Conectividade

O Echo Show 15 fica constantemente conectado a uma fonte de energia e não possui bateria interna. Além do conector do cabo de energia, também tem um micro USB na parte de trás do aparelho.

Mas há conexões sem fio. Além do Wi-Fi dual-band, que permite o uso de redes móveis de 2,4 GHz ou 5 GHz, o smart display também tem Bluetooth. E dá para você enviar música do seu celular para o Echo Show 15 e deste para uma caixa de som externa, graças ao suporte ao A2SP.

A Amazon ainda pontua que não há suporte ao Wi-Fi 6 “no momento”, dando a entender que o novo protocolo pode ser liberado em uma atualização futura.

Câmera

Assim como qualquer outro Echo Show, o modelo de 15 polegadas tem uma câmera que pode ser coberta por uma tampa física. Segundo a Amazon, isso é para proteger a sua privacidade, pois evita que imagens sejam captadas sem que você saiba.

O sensor tem 5 MP e serve apenas para chamadas de vídeo. Dá para usar tanto em uma conversa com outras pessoas quanto para acessar quando você está fora de casa, como uma câmera de segurança.

Câmera pode ser coberta por um tampão físico (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)

Em chamadas de vídeo, o software consegue acompanhar sua movimentação pelo ambiente com um crop na imagem. Ou seja, em vez de filmar o campo aberto, ela faz uma aproximação para manter o usuário sempre no quadro, sem deixar um grande espaço vazio.

O Echo Show 15 também pode fazer um reconhecimento facial utilizando a câmera. Com esta opção ativada, a Alexa pode personalizar a saudação quando reconhecer o seu rosto na sala, por exemplo. Também pode oferecer sugestões mais em linha com seus gostos.

Concorrentes diretos

Não há concorrentes diretos para o Echo Show 15 no Brasil. O dispositivo é único ao oferecer um smart display com design de quadro e tela de 15 polegadas. Mas não é por causa disso que você não pode pensar em alternativas para comprar.

O Echo Show, por exemplo, tem tela menor, mas algumas funções bem interessantes. O dispositivo acompanha o usuário ao se movimentar pelo ambiente, de modo a mantê-lo sempre no quadro, além de deixar a tela sempre à vista. E custa o mesmo preço, R$ 1.899.

Se você preferir economizar, pode levar um Echo Show 8 por R$ 999, ou o Echo Show 5, por R$ 599. Ambos são apenas telas fixas com diferentes tamanhos de visor — o número indica quantas polegadas cada um possui.

"Os widgets são um dos maiores diferenciais deste Echo Show, e seria interessante se fossem disponibilizados em outros modelos."

— Felipe Junqueira

Echo Show 15 vale a pena?

Um smart display para quem pensa além de um dispositivo de assistência no dia a dia. O Echo Show 15 é, além de um dispositivo com Alexa integrada, uma peça de decoração para a sua casa. E pode ser usado como um quadro na parede ou em um suporte, com orientação em paisagem ou retrato.

Os recursos nele presentes vão um pouco além do que outras telas inteligentes da Amazon oferecem, com os widgets na tela como o grande diferencial. Tirando esses dois pontos citados, é um smart display com tela grande que auxilia o usuário a organizar seu dia e controlar dispositivos conectados.

O maior problema do produto é seu preço elevado. A Amazon anunciou o dispositivo por R$ 1.899, porém ainda não iniciou as vendas oficialmente por aqui. Você pode comprar nos EUA por US$ 250, que se converte em cerca de R$ 1.200 na cotação atual, sem somar taxas.

Considerando que o processamento não é muito melhor do que o de um Echo Show 8, acho mais interessante investir em um modelo menor, por enquanto. Deixa o Echo Show 15 para comprar na próxima geração, quando a Amazon fizer algumas correções.