Review Amazon Echo Show 10 | A Alexa que acompanha seus movimentos

Por Felipe Junqueira | Editado por Léo Müller | 20 de Outubro de 2021 às 16h21
Ivo/ Canaltech

O que você acharia de uma fusão da Echo Studio com uma Echo Show 5 em um único aparelho com bom sistema de áudio e tela para dar mais opção de controle além da sua voz? A Amazon não só oferece isso com o Echo Show 10, como ainda entrega uma tela com rotação automática que pode seguir você enquanto interage com o dispositivo.

O produto tem exatamente a aparência de um Echo Studio em menor escala com uma tela de 10,1 polegadas e está à venda oficialmente no Brasil. Com ele, você pode cozinhar sem perder a receita de vista, conversar com amigos e familiares sem sair do enquadramento e, claro, também tem todos os controles para a casa inteligente e uma assistente virtual para organizar sua agenda e atualizar sobre o clima e principais notícias do dia.

Eu testei o Echo Show 10 por alguns dias e conto a minha experiência nos próximos parágrafos. Espero que, com esta análise, você consiga entender se este é um produto que realmente pode adicionar algo ao seu dia a dia ou não, compreendendo a proposta e os limites do dispositivo. Além, claro, de explicar melhor todas as vantagens de ter um smart display na sua casa.

Prós

  • Tela com rotação automática que segue o usuário
  • Melhor de dois dispositivos Echo em um único aparelho
  • Respeito à sua privacidade

Contras

  • Preço elevado
  • Adaptador de tomada grande

Encontre o melhor preço

Amazon Echo Show 10 em oferta

Design e construção

Podemos dizer que o Echo Show 10 é uma fusão de Echo Show com Echo Studio, já que é uma grande caixa de som com uma tela pendurada. Mas o interessante mesmo é que o display pode se movimentar em um ângulo de quase 180 graus, seguindo você para onde quer que se mova. Para isso, o dispositivo usa uma câmera de 13 MP, que também funciona para captar a sua imagem para chamadas em vídeo.

A base do Echo Show 10 é um cilindro bastante parecido com o Echo Studio, porém em tamanho ligeiramente menor. Esta parte é quase toda coberta por um tecido reciclado pós-consumo, exceto por um arco de alumínio fundido reciclado nas bordas superiores, de onde sai o suporte da tela. Em resumo, o dispositivo é um tablet de 10,1 polegadas acoplado em uma caixa de som.

O display pode girar em até 175 graus, ficando pouco espaço para um ‘ponto cego’ ao acompanhar você no ambiente. Quando o Echo Show 10 chega ao limite da rotação, ele gira para o outro lado, garantindo que seu rosto fique sempre enquadrado. Além da rotação automática, a tela também pode ser forçada para os dois lados. Neste caso, o mecanismo é desligado para evitar danos ao aparelho, voltando a funcionar segundos depois de você soltá-lo.

Câmera pode ser coberta para garantir sua privacidade (Imagem: Ivo/Canaltech)

Apesar do limite de rotação, não há pontos cegos no dispositivo. O campo de visão da câmera é amplo o bastante para garantir que você fique sempre no quadro, mesmo que seja necessário o giro para o outro lado. O limite fica na saída do cabo de alimentação, que é plugado na parte inferior da parte fixa do aparelho.

A parte traseira da tela é inteiramente lisa, e há botões apenas na parte superior. São três controles: ligar ou desligar microfone e câmera; baixar o volume ou aumentar o áudio. Bem acima da câmera, há um switch para cobrir o sensor fisicamente. Esta é uma maneira de a Amazon dizer que respeita a sua privacidade, pois basta bloquear a lente para evitar o monitoramento em vídeo — mas, neste caso, a rotação automática fica desligada, pois não há outro sensor de movimento.

Com cerca de 2,5 kg de peso, o produto é até leve, considerando suas dimensões aproximadas de 251 mm x 230 mm x 172 mm. O material de acabamento, com tecido, alumínio e plástico, sugere alta durabilidade. Porém, seria necessário um longo período de testes para garantir que o mecanismo de rotação realmente aguenta muitos anos sem dar problemas.

Tela

Tela do dispositivo tem rotação para seguir você no ambiente (Imagem: Ivo/Canaltech)

O display tem 10,1 polegadas e usa a resolução HD, com a mesma quantidade de pixels que o Echo Show 8. Ou seja, a densidade é um pouco menor e, sim, dá para notar alguns pontos quando você fica bastante próximo à tela.

Mas a ideia do aparelho não é usá-lo muito próximo, e sim a uma distância mediana, entre a proximidade de um celular e a de uma televisão de tela grande. Neste caso, você não vai notar os pixels, ficando com uma visualização muito boa. Para o objetivo principal, que são as chamadas em vídeo, está de muito bom tamanho.

Quanto ao brilho, é suficiente para uso em ambientes internos para os quais o Echo Show 10 foi desenvolvido. Quando as luzes estão apagadas, a tela fica bem escura, também. E você pode apagá-la com um comando simples como “Alexa, apague a tela” para não incomodar ao assistir televisão, por exemplo.

A principal vantagem de um assistente com tela é executar comandos sem precisar falar, apenas navegando no display. Além disso, os Echo Show também exibem uma quantidade considerável de informações no visor, como tempo, agenda, notícias e curiosidades.

Com 10,1 polegadas, o Echo Show 10 tem resolução de 1980 x 1080 pixels. A densidade aproximada é de 149 ppp (pixels por polegada), que pode não ser boa para pequenas distâncias, como você usaria um celular ou mesmo um notebook, mas é suficiente para médias a longas distâncias, como uma televisão pequena.

Sistema de som

Microfone e câmera podem ser desligados com um botão (Imagem: Ivo/Canaltech)

Diferente dos Echo Show menores, o modelo com 10 polegadas tem um sistema de som mais completo, com 2 tweeters de 5W por canal e woofers de 35W. Uma potência bem superior ao Echo Show 8 (2021), que testei pouco antes deste modelo maior, e a vantagem na qualidade do áudio é notável.

Você consegue perceber já no retorno da Alexa como o som do Echo Show 10 é bom. A voz da assistente é limpa e clara, audível de qualquer ponto do ambiente. O som não distorce em volumes altos, e a potência é suficiente para escutar bem a média distância por volta de 50% do volume. Não senti necessidade de ir muito além disso mesmo em um apartamento de primeiro andar de rua movimentada.

Para quem quiser escutar música, o padrão dá uma reforçada nos médios e agudos. Existe a possibilidade de ajustar com um equalizador nativo para potencializar os graves, dependendo do seu gosto.

O Echo Show 10 tem 45 Watts de potência de áudio no total, que se dividem em dois tweeters de 1 polegada e 5 W por canal, e um woofer de 3 polegadas e 35 W. O dispositivo também possui microfones com boa qualidade de captação de áudio e redução de ruído, que garante som limpo para suas chamadas de vídeo.

"“O áudio do Echo Show 10 é um pouco melhor que o do alto-falante Echo e um pouco inferior ao Echo Studio. E bem mais nítido e claro que dos outros Echo Show”."

— Felipe Junqueira

Configuração e desempenho

Tutorial ajuda a entender comandos de voz da Alexa (Imagem: Ivo/Canaltech)

Assim como o Echo Show 8 de 2021, o modelo de 10 polegadas e rotação automática também tem um processador de oito núcleos MT8163, da MediaTek. A diferença é que a Amazon anuncia a presença de um segundo componente de processamento exclusivo para a inteligência artificial, o AZ1 Neural Edge, que é uma solução própria.

Eu notei uma diferença leve na velocidade do Echo Show 10 em relação ao modelo menor. A fluidez é melhor, e mesmo o tempo de resposta aos comandos é um pouco melhor. Claro que, se você não ativar a Alexa por muito tempo, ela pode demorar um pouco mais para ativar, mas isso é normal em qualquer dispositivo do tipo com a tecnologia que temos hoje. Também é interessante reiniciar o aparelho ao menos uma vez por semana para evitar engasgos e demora muito longa para realizar ações simples.

O Echo Show 10 funciona de maneira independente, mas é bom ter o aplicativo da Alexa em um celular ou tablet para instalar skills e simplificar o processo de pareamento de outros dispositivos inteligentes da casa.

Há sugestões do que perguntar à Alexa e como usar o dispositivo com comandos de voz. Todo dia o dispositivo exibe um novo comando para ajudar o usuário a compreender as possibilidades da assistente virtual.

Conectividade

Echo SHow 10 tem um único conector físico, que é o cabo de energia (Imagem: Ivo/Canaltech)

O Echo Show 10 se conecta ao Wi-Fi de sua casa, com suporte a redes de 2,4 GHz e 5 GHz. A diferença é que, enquanto a primeira tem alcance e estabilidade maiores, a segunda possui mais velocidade. Basta selecionar qual das duas redes você prefere manter o dispositivo, inserir a senha pelo teclado virtual na própria tela e pronto.

Além do Wi-Fi, o aparelho também pode se conectar por Bluetooth. Esta conexão permite o uso de dispositivos de áudio externos, como caixas de som e fones de ouvido. É a única opção para isso, já que não há nenhum conector físico além do cabo de energia. Dá para criar um sistema de áudio mais potente com alto-falantes extras.

Câmera

Assim como o Echo Show 8 de 3ª geração, o modelo com tela de 10 polegadas com rotação automática também traz uma câmera com campo de visão ampliado de 13 MP. Isso garante boa qualidade de imagem clara e nítida em suas chamadas de vídeo, além de facilitar o enquadramento: além de seguir sua movimentação, a câmera também pode fechar ou abrir o zoom para manter seu rosto sempre focado.

Também é possível usar o Echo Show 10 para monitorar sua casa quando você está fora, ou mesmo em outro ambiente. Neste caso, lembre-se de abrir a lente e ativar a câmera para conseguir fazer a conexão remota pelo app no seu celular.

É bom ter em mente que a câmera não é nada de outro mundo. Considerando que o dispositivo será colocado em um ambiente interno, vai haver algum ruído na imagem, principalmente por conta de a iluminação não ser ideal. A questão é que dá para o gasto, mas dependendo do seu uso, não justifica o upgrade por conta disso.

Ah sim, e não é possível tirar fotos com este dispositivo. Mesmo que você faça o comando "Alexa, tire uma foto", ela responderá apenas que "não é possível capturar fotos ainda".

Experiência de uso

Você pode usar o Echo Show 10 para ouvir músicas ou assistir a vídeos (Imagem: Ivo/Canaltech)

A grande vantagem de um dispositivo Echo com tela para os alto-falantes é justamente a interação pelo display, em vez de depender unicamente dos comandos de voz. Com o Echo Show 10, você pode controlar dispositivos da casa inteligente acionando a Alexa ou simplesmente navegando na tela para ligar ou desligar um aparelho, além de mudar a intensidade do brilho de luzes ou volume de caixinhas de som.

E vai além, claro. Além de acompanhar o clima, notícias, curiosidades e muito mais, o dispositivo também pode reproduzir vídeos. O Amazon Prime Video está disponível, como é de se esperar, mas também há um app para a Netflix e também é possível navegar no YouTubepelo navegador nativo Silk. E dá para assistir enquanto se movimenta pela casa, já que o aparelho segue seus passos — quando a câmera está descoberta e habilitada, claro.

Falando nisso, a Amazon dá opção não apenas de cobrir a câmera, como também de desativá-la junto ao microfone, pelo botão no topo da tela. Mas aí o Echo Show 10 não vai poder seguir você pelo ambiente e nem será possível acessar a câmera para monitorar sua casa quando estiver fora. E aí vai de você confiar que a empresa não vai coletar imagens sem o seu consentimento para deixar a lente desbloqueada e ativada, já que não há um LED de notificação quando ela capta fotos ou vídeos.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

O maior problema, possivelmente, é a ausência do WhatsApp, mesmo em sua versão web. O aplicativo é o meio de comunicação mais utilizado no Brasil para praticamente qualquer tipo de contato, e também é bastante usado em chamadas em vídeo. O Echo Show 10 não acessa o WhatsApp Web nem mesmo pelo navegador embutido, ficando, portanto, limitado a chamadas com outras pessoas que tenham um dispositivo Amazon com tela ou o Alexa no celular.

Aliás, é possível selecionar o aparelho da Amazon como seu segundo monitor, pela rede Wi-Fi. Ou seja, o Echo Show 10 é, de fato, uma segunda tela para você navegar na internet enquanto assiste televisão, ou mesmo acompanhar algum evento enquanto trabalha no computador.

Mas a grande dúvida sobre o dispositivo é a sua durabilidade. Os produtos da Amazon têm uma boa fama neste sentido, e aguentam mais de três anos de uso sem dar problemas. Infelizmente, no entanto, o principal fator que poderia reduzir a longevidade do Echo Show 10 é justamente seu maior diferencial: o mecanismo de rotação automática. O sistema passa uma boa impressão e parece aguentar bastante, desde que você não fique forçando. E até agora, com cerca de um ano no mercado, não há muitos relatos de defeito no produto.

Concorrentes diretos

Não existem displays inteligentes à venda oficialmente no Brasil além da linha Echo Show, da Amazon. Mas, mesmo globalmente, não há um concorrente real para o Echo Show 10, pois inexistem outros produtos com a rotação automática que segue o usuário pela casa. Já existem vários projetos e até mesmo alguns produtos comerciais de robôs e afins, mas não vem ao caso falar deles aqui, até porque a faixa de preço já é bem superior.

Sendo assim, as alternativas ficam entre a escolha por outro modelo da própria Amazon, com Alexa integrada; ou alto-falantes com Google Assistente; quem sabe até mesmo importar um produto com ou sem tela, e aí existem modelos de marcas variadas, incluindo os Apple Home Pod.

Da Amazon, você tem várias opções mais em conta. Com tela, o Echo Show 5 sai por cerca de R$ 600, enquanto o Show 8 fica em R$ 900, o de segunda geração, ou R$ 1.000, o de terceira. O Echo Show 15 chegou ao Brasil recentemente, com tela maior, mas sem a rotação, e mesmo valor do Show 10: R$ 1.900.

Você também consegue encontrar com importadores diversos o Google Home Hub, versão da Gigante das Buscas com tela de 7 polegadas. O preço é um pouco melhor que o do Echo Show 5, ficando um pouco abaixo dos R$ 600. O problema é o de sempre quando falamos em produtos importados: garantia limitada a apenas 3 meses, o mínimo exigido na lei brasileira. A Amazon oferece até 12 meses em seus dispositivos Echo — e ainda permite um teste por 30 dias, devolvendo o dinheiro se você não gostar.

Conclusão

Echo Show 10 é um dispositivo sem igual no mercado (Imagem: Ivo/Canaltech)

Uma união de dois mundos, o Echo Show 10 é o mais interessante produto da linha Echo disponível no Brasil. E tem tela maior que o Show 8, o que faz dele a melhor opção de smart display da empresa. A qualidade de áudio, no entanto, fica um pouco abaixo do Studio, ao mesmo tempo em que é um pouco superior ao Amazon Echo neste sentido.

Sendo assim, dá para dizer que é um pouco mais do que simplesmente um Echo Show com rotação da tela automática. Ele é muito interessante justamente por conta desta função, mas vai um pouco além ao oferecer mais do que o Show 8 e o Echo em termos de tela e áudio, respectivamente.

E o produto que é praticamente um “dois em um” custa mais do que os dois “irmãos” somados. Mas o seu preço-base na própria Amazon, no entanto, é de R$ 1.900. Assim, pode ser mais vantajoso levar um Amazon Echo Show 8 e um Echo para casa, pois você teria dois dispositivos para colocar em dois ambientes diferentes pelo valor final de R$ 1.750 (R$ 1.000 pelo primeiro e R$ 750 pelo segundo). Mas fica sem a rotação automática da tela, claro.

E aí fica a seu critério o que fazer. Se quiser um smart display bacana, que segue você pelo ambiente, pode levar o Echo Show 10 sem medo de ser feliz — desde que caiba em seu orçamento, é claro. Caso contrário, pode compensar muito ter a Alexa presente em dois ambientes com dispositivos diferentes a um preço um pouco mais baixo do que o modelo com tela que gira.

Gostou do Amazon Echo Show 10 ou algum outro dispositivo da linha? Dê uma olhada nas ofertas que separamos para você:

Ou siga o Canaltech Ofertas para comprar produtos eletrônicos sempre com o melhor preço.