Publicidade

5 coisas para evitar na hora de comprar um notebook

Por| Editado por Léo Müller | 28 de Março de 2023 às 11h53

Link copiado!

Rafael Damini/Canaltech
Rafael Damini/Canaltech
Galaxy Book 2 360

Quando consideramos a compra de um notebook, geralmente procuramos máquinas que ofereçam algumas características que consideramos importantes. Mas você sabe como identificar as características ou especificações que devem ser evitadas para não levar para casa um equipamento que só trará dores de cabeça?

É sobre isso que falaremos neste artigo, e, claro, entraremos em detalhes sobre tudo o que você precisa evitar na hora de comprar o seu novo portátil. Vamos à leitura!

🛒 Confira as melhores promoções de notebooks no Canaltech Ofertas

Continua após a publicidade

O que evitar ao comprar um novo notebook?

Notebooks são equipamentos que costumam durar um bom tempo em uso. Ou pelo menos é isso que esperamos deles: boa longevidade e durabilidade. Essas características estão associadas à qualidade de construção, à qualidade dos componentes e à configuração da máquina em si.

Podemos economizar comprando notebooks com qualidade de construção e especificações inferiores, mas isso certamente afetará na longevidade do produto. De qualquer forma, há características que devem ser evitadas pela maioria dos consumidores, ou reconsideradas com atenção por quem aceitá-las em seu novo equipamento.

1 - HD como dispositivo de armazenamento

Continua após a publicidade

A maioria dos notebooks já oferece SSDs em suas configurações, mas ainda há modelos equipados com HDs mecânicos, ou HDDs. Os HDs são dispositivos de armazenamento com funcionamento mecânico que trabalham com velocidades de escrita e leitura muito inferiores às dos SSDs.

Isso impacta drasticamente no desempenho do computador, desde a inicialização e desligamento, até na abertura de aplicativos e carregamento de jogos. Além disso, eles são mais pesados e consomem mais energia do que os SSDs, desvantagens que são muito mais importantes em notebooks do que PCs de mesa.

2 - Apenas 4 GB de memória RAM

Continua após a publicidade

Apesar de sistemas operacionais baseados em Linux rodarem bem com 4 GB de memória RAM, a maioria dos usuários utiliza o Windows. O Windows até consegue gerenciar bem os 4 GB de memória, mas o problema é que não usamos só o sistema operacional em um computador.

Atualmente, os navegadores web estão muito “famintos” por memória RAM. Uma das razões para isso é que quase todos eles tratam as abas como processos separados. Antes, todas as abas faziam parte de um único processo, o que impactava negativamente no desempenho e estabilidade do navegador, mas economizava RAM.

Por isso, se você pretende usar muitas abas abertas, ou mais de um aplicativo aberto por vez, recomendamos fortemente que evite notebooks com 4 GB de memória RAM. Se você quer trabalhar com boa fluidez e sem travamentos, opte por modelos com no mínimo 8 GB de memória.

3 - Tela HD

Continua após a publicidade

Grande parte do conteúdo em vídeo disponível atualmente já está na resolução Full HD ou superior. Telas com resolução Full HD (1920 x 1080 pixels) são o mínimo aceitável para quem pretende assistir a vídeos e séries no notebook com qualidade razoável.

No mais, telas com resolução HD (1280 x 720 pixels) podem ser úteis somente para usuários básicos, que vão utilizar a máquina em tarefas onde a resolução não impacta negativamente, como acessar sites de notícias, fazer pesquisas e acessar redes sociais.

Quanto mais baixa a resolução de uma tela, maiores ficam os elementos exibidos nela, o que significa que uma tela HD terá menos espaço útil de trabalho do que uma tela Full HD. Sendo assim, se você precisa de uma máquina para multitarefa, evite telas com baixa resolução.

4 - Processadores antigos

Continua após a publicidade

O processador é um dos componentes que mais enganam compradores de PCs e notebooks. Isso porque os anunciantes costumam esconder quando o chip é antigo, informando apenas a família da CPU. Anúncios que exibem somente AMD Ryzen ou Intel Core i7 não são nada precisos quanto ao desempenho do notebook.

No mercado nacional há ainda um problema mais sério, já que por aqui são comercializados diversos modelos de notebooks com processadores muito fracos e/ou defasados, como os das linhas Pentium, Atom e Celeron. Esses processadores devem ser evitados, pois rodam o sistema operacional e demais aplicativos com dificuldade, causando lentidão e travamentos.

Para garantir que o notebook terá um bom desempenho, opte por modelos com processadores AMD Ryzen série 3000 ou Intel Core de 10ª geração ou mais recentes. Se quiser máquinas realmente potentes ou que vão durar mais, considere apenas os modelos com AMD Ryzen 5, 7 ou 9 da série 5000 ou mais recente, ou ainda Intel Core i5, i7 ou i9 de 12ª geração ou mais recente.

Continua após a publicidade

5 - Tela com painel TN

Outro componente que costuma ter sua importância deixada de lado durante a compra de um notebook é a tela. Ao contrário do que usuários leigos podem achar, nem toda tela é igual. Elas são montadas com painéis que utilizam tecnologias diferentes que impactam diretamente na qualidade das imagens exibidas e também influenciam no consumo de energia.

As melhores telas da atualidade utilizam painéis OLED ou AMOLED. Há ainda outros tipos de painéis que podem servir bem, a depender da utilização do notebook, como os do tipo VA e IPS. As telas com painéis IPS são muito comuns e oferecem ótima qualidade de maneira geral, com boa fidelidade de cores, bons níveis de brilho e contraste, além de bom ângulo de visão.

Continua após a publicidade

Telas com painel TN geralmente equipam notebooks de baixo custo, que só servem bem para tarefas básicas. Mas tem uns que realmente são muito ruins. Portanto, tenha cuidado, e procure ler ou assistir reviews do modelo a fim de evitar comprar algo com qualidade muito inferior ao esperado.

Telas com painel TN costumam ter cores lavadas, baixos níveis de brilho e contraste, e ângulo de visão ruim. O ângulo de visão está relacionado à posição que o usuário fica em relação à tela. Para aproveitar a pouca qualidade que essas telas oferecem, o usuário precisa ficar exatamente de frente para o equipamento. Caso contrário, as cores ficam ainda mais distorcidas.

Características para ficar de olho ao comprar um notebook

Além das características que devem ser evitadas ao comprar um notebook, há outras que você deve prestar atenção e analisar com cuidado. Veja quais são elas:

Continua após a publicidade

Qualidade de construção

A qualidade de construção está relacionada com os materiais com os quais o notebook foi fabricado. Os modelos de baixo custo são feitos de plástico e podem ter as dobradiças da tela muito frágeis. Não é uma regra que você não deva comprar um equipamento com essas características, mas, se o fizer, deve tomar bastante cuidado com quedas ou acidentes em geral.

Já os notebooks de melhor qualidade trazem chassis feitos de plástico em combinação com metal, enquanto alguns modelos premium são feitos com liga de alumínio e/ou magnésio.

Continua após a publicidade

Conectividade

Ao comprar um notebook, cheque sua capacidade de conexão com redes sem fio, assim como a outros dispositivos, como monitores, pendrives, fones de ouvido com fio, etc. É muito comum um usuário comprar um notebook e só depois reparar que o equipamento tem poucas portas USB ou não tem uma saída HDMI, por exemplo.

Capacidade de expansão

Se você pretende ficar anos com o mesmo notebook, deve considerar que o modelo precisa oferecer boa capacidade de upgrade. Por isso, cheque se o equipamento oferece expansão para a memória RAM e tem mais um slot para um segundo SSD.

Continua após a publicidade

Alguns modelos possuem a memória RAM soldada na placa-mãe e apenas um slot para SSD, o que dificulta a adição de memória e armazenamento extras.

Capacidade de armazenamento

Mesmo se o notebook vier com um SSD, saiba que 256 GB de espaço é pouco para acomodar o sistema operacional, suítes de software de edição vídeos e imagens, além de arquivos pessoais.

Usuários básicos podem tirar proveito de SSDs com 256 GB de espaço, mas isso pode ser pouco para grande parte dos profissionais. Portanto, você deve ficar atento ao considerar um modelo com esse espaço de armazenamento, ou checar se ele aceita um segundo SSD para uma futura expansão.

Peso

Se você precisa de um notebook porque quer focar em portabilidade, então o peso do equipamento não pode ser desconsiderado. Você até pode economizar em um modelo mais simples, mas é provável que poderá reclamar do peso do dispositivo em ocasiões futuras.

Já existem modelos ultrafinos premium que pesam pouco mais de 1 kg. Eles são ideais para profissionais que vivem viajando e mal param em um escritório.

Bateria

Para quem precisa passar muito tempo longe de uma tomada, a autonomia do dispositivo conta bastante. A duração da bateria de um notebook está relacionada a diversos fatores, como a capacidade da bateria em si, e também à eficiência energética do processador e placa de vídeo que equipa a máquina.

Não há uma maneira de ter certeza se um notebook possui boa autonomia sem testá-lo. Sendo assim, se a autonomia for crucial para o seu uso, você deverá ler ou assistir alguns reviews do equipamento pretendido.

Placa de vídeo

Se você busca um notebook para jogos recentes, deve optar por modelos equipados com placas de vídeo dedicadas. Um modelo com bom custo-benefício hoje em dia é a GTX 1650, mas ela já é fraca para vários títulos com gráficos avançados.

Outro modelo de GPU relativamente barato e com desempenho aceitável é a RTX 3050. A RTX 3060 já oferece desempenho mais sólido para games na resolução Full HD. Para maior qualidade gráfica, maior fluidez ou pensando em uma máquina com longevidade ampliada, considere os modelos com RTX 3070 ou superiores.

Sistema de refrigeração

De nada adianta ter uma máquina poderosa, se ela aquecer e gerar ruído demais. O problema fica ainda pior se o notebook for um modelo gamer, pois altas temperaturas podem reduzir o desempenho do equipamento, fazendo com que ele funcione como se fosse um modelo inferior.

Sendo assim, se você precisa de um notebook de alto desempenho, pesquise se o modelo específico possui um bom sistema de refrigeração.