Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

5 motivos para comprar o Lenovo Legion Slim 5i 

Por| Editado por Jones Oliveira | 18 de Fevereiro de 2024 às 15h30

Link copiado!

Brenno Barreira/CT
Brenno Barreira/CT

O Legion Slim 5i é o novo notebook gamer da Lenovo, apresentado durante a BGS 2023 apenas com configurações AMD, mas que recebeu versão com CPUIntel no final de 2023. Mirando no segmento gamer intermediário, o Slim 5i ainda é considerado caro, mas dentro do esperado para suas configurações com processador Intel Core i7 de 13⁠ª geração e GPU GeForce RTX 4060.

A análise do Legion Slim 5i cobriu em detalhes todos os aspectos técnicos, e alguns deles chamaram a atenção. Tanto por isso, o Canaltech listou 5 pontos que podem fazer dele uma boa escolha para jogar e trabalhar.

Continua após a publicidade

5. Configurações condizentes com o preço

O primeiro diferencial do Legion Slim 5i é que ele é um dos poucos notebooks gamer intermediários que trabalham com configurações realmente adequadas ao segmento. A maioria dos modelos na faixa de R$ 11 mil trazem combinações de CPU e GPU nas quais, quase sempre, um dos componentes irá impor um gargalo de desempenho no outro.

Neste aspecto, o i7-13700H com projeto térmico de 45W é particularmente bem dimensionado para a GeForce RTX 4060 de 8 GB. Outros notebooks equivalentes quase sempre trazem a RTX 4050 de 4 GB, placas da série RTX30, ou mesmo processadores mais simples, que limitam ainda mais o desempenho, mas continuam custando cerca de R$ 10 mil.

Continua após a publicidade

4. Tela QHD de 165Hz

O Legion Slim 5i é um dos raros modelos de notebooks gamers abaixo de R$ 15 mil com tela de resolução nativa QHD em proporção 16:10, e taxas de atualização de 165 Hz. De maneira geral, os painéis IPS com essas especificações ficam restritos a dispositivos bem mais caros.

Além de uma boa experiência para consumir conteúdos em vídeo, com bom contraste e cobertura de cores, o painel com frequências mais altas garante boa fluidez em jogos, eliminando screen tearings e permitindo jogar com qualidade na própria tela de 16” do notebook. 

Continua após a publicidade

3. Confortável e ergonômico

Uma das intenções da Lenovo com o Legion Slim 5i está, justamente, em enquadrar o notebook na família Slim, com foco em portabilidade. Por se tratar de um modelo gamer, o tamanho e peso do notebook seguem e média da indústria para o segmento, mas ao menos algumas características tornam o uso em modo portátil mais confortável.

Uma delas, já mencionada, é a tela que, além da qualidade, tem abertura total de 180º, facilitando muito na ergonomia para utilizar o aparelho deitado na rede, por exemplo, ou reclinado com as pernas para cima e o notebook apoiado no colo. A segunda melhoria de conforto é que a dissipação de calor na região do teclado é menos intensa que em produtos similares, permitindo jogar utilizando o teclado embarcado de forma mais confortável.

Continua após a publicidade

2. Bom desempenho em QHD

De nada adianta ter uma tela em QHD se o hardware do dispositivo não é suficiente para renderizar as texturas dos jogos na resolução maior com boa fluidez e qualidade. Novamente, o combo i7-13700H e GeForce RTX 4060 brilha no projeto do notebook, entregando desempenho na medida com o auxílio do DLSS e outras tecnologias de upscaling.

Mesmo títulos exigentes como Cyberpunk 2077 e Alan Wake 2 rodaram acima de 60 FPS com gráficos no preset máximo — mas sem Ray Tracing. Red Dead Redemption 2 também surpreendeu com 80 FPS no máximo, ainda sobrando desempenho para arriscar ativar o RTX e duelar ao amanhecer do velho-oeste com luzes e sombras renderizadas em tempo real.

Continua após a publicidade

1. Usabilidade híbrida

O Legion Slim 5i não é — e sequer foi projetado — como uma superestação de trabalho móvel. No entanto, seu desempenho em testes sintéticos de aplicações profissionais, como edição de imagem e vídeo, animação 3D e renderizações complexas, fazem dele uma opção relativamente mais barata a modelos profissionais mais robustos que, geralmente, custam a partir de R$ 15 mil.

Sendo assim, ele serve como uma porta de entrada para quem está começando a atuar nesses mercados, precisa da mobilidade de um notebook, mas não dispõe do orçamento para uma workstation topo de linha. Mesmo com o desempenho limitado pelo projeto térmico — principalmente do processador —, ele entrega um resultado minimamente satisfatório, para dar conta de projetos mais urgentes ou menos intensos.

Continua após a publicidade