Gigabyte vaza notebook AORUS 17 com Intel Alder Lake de 14 núcleos e RAM DDR5

Gigabyte vaza notebook AORUS 17 com Intel Alder Lake de 14 núcleos e RAM DDR5

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 11 de Agosto de 2021 às 17h34
Reprodução/Gigabyte

Com seu suposto lançamento se aproximando, a 12ª geração de processadores Intel Alder Lake começa a protagonizar um número crescente de vazamentos. Primeira família híbrida da gigante de Santa Clara, que finalmente emprega a litografia de 10 nm da companhia e adota um design similar ao dos chips ARM para celulares, os Alder Lake prometem saltos substanciais de desempenho, a ponto de superarem os rivais da linha Ryzen 5000.

Depois de vermos detalhes sobre as soluções para desktop da nova geração, agora é a vez dos modelos para notebook surgirem em vazamentos. Cortesia da Gigabyte, novas informações sobre um dos chips Alder Lake de alto desempenho, que serão destinados aos laptops gamer mais potentes, surgiram no banco de dados do site UserBenchmark.

AORUS 17G com Intel Alder Lake é vazado

O aparelho em questão atende pelo número de modelo AORUS 17 YE5 e vem equipado com a 12ª geração Alder Lake, junto a GPUs GeForce RTX 3000, conforme apontam as configurações listadas no teste, bem como análise feita pelo site VideoCardz.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O portal lembra que o AORUS 17 com a 10ª geração da Intel atende pelo número de final YC, enquanto modelos com a 11ª geração trazem final YD. Seguindo a lógica, é de se esperar que a 12ª geração empregue terminação YE. A associação com a família RTX 3000 se dá pela letra Y, justamente utilizada pela Gigabyte para representar a presença de gráficos da linha Ampere da Nvidia.

O AORUS 17 YE5 testado traz chip Intel de 14 núcleos e 20 threads, possivelmente se tratando do core i7 12800H (Imagem: Reprodução/VideoCardz)

As especificações também remetem a vazamentos passados, apontando para uma CPU de 14 núcleos e 20 threads, dos quais 6 seriam os chamados P-Cores de alto desempenho com Hyper-Threading, junto a 8 E-Cores de baixo consumo sem Hyper-Threading, totalizando assim as 20 threads. Os clocks ainda estão bastante baixos, listados em 1,2 GHz base e 1,75 GHz boost, o que indica se tratar de uma unidade de testes em estágios iniciais.

Outro ponto interessante é a presença de 16 GB de RAM DDR5, operando a 4.800 MHz, uma das novidades da família Alder Lake. Sua configuração é curiosa — os módulos estão organizados em quad-channel, e há oito slots para memória, o que reforça a teoria de que estamos vendo uma versão especial para testes.

Variante com RAM DDR4 também é testada

Pouco depois do primeiro resultado ser encontrado, o site WCCFTech encontrou um segundo modelo do AORUS 17 com chips Alder Lake entre os registros do UserBenchmark. Com final YE4, o laptop compartilha de quase todas as especificações do YE5, com exceção da memória — saem os módulos DDR5-4800 e entram memórias DDR4 rodando a 3.200 MHz.

O processador apresenta clocks mais altos, que chegam aos 3,2 GHz em boost, e consequentemente atinge resultados melhores. Apesar disso, a análise de latência das memórias mostra um cenário promissor para os módulos DDR5, ainda que os timings sejam significativamente mais altos que os módulos da geração anterior.

De maneira bastante resumida, o timing é o tempo que as memórias levam para executar um comando, desde o momento que recebem a ordem do processador até a hora em que retornam o valor solicitado. Esses números são geralmente apresentados junto à sigla CL e, por se tratar do período da execução da instrução, ter um valor menor é um bom indicativo de que o módulo em questão é mais veloz.

As memórias DDR5 do AORUS 17 YE5 contam com timing de CL40, enquanto os módulos DDR4 do YE4 contam com CL19. Mesmo assim, como resultado das frequências mais altas — 4.800 MHz, contra 3.200 MHz — as memórias mais recentes apresentam atraso menor nos comandos. Os registros comprovam ainda que os chips Alder Lake serão compatíveis com ambas as gerações de RAM.

Fonte: WCCFTech (1, 2), VideoCardz

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.