Intel Xe-HPG DG2 vaza com clock de 2,2 GHz e desempenho de GTX 1660 SUPER

Intel Xe-HPG DG2 vaza com clock de 2,2 GHz e desempenho de GTX 1660 SUPER

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 06 de Agosto de 2021 às 15h10
Divulgação/Intel

Enquanto Nvidia e AMD preparam sua próxima geração de placas de vídeo, a Intel trabalha para entrar no segmento de GPUs gamer com a família Xe-HPG. Ainda sem uma data de estreia precisa definida, a gigante de Santa Clara lançará a chamada DG2 (Discrete Graphics 2) em diferentes configurações, que prometem atender desde jogadores mais casuais até os avançados, que buscam pelo melhor desempenho.

Já enviadas para fabricação, as GPUs da Intel ganharam novos detalhes nessa semana, com testes vazados da variante de entrada. Trazendo 1.024 núcleos, o modelo em questão mostrou ser capaz de atingir clocks bastante elevados, e deve entregar performance competitiva com algumas das melhores placas intermediárias.

Xe HPG DG2 de 1.024 núcleos mostra desempenho em testes vazados

Os testes foram encontrados nos bancos de dados do Geekbench 5 e GFXBench. O primeiro revelou algumas das especificações da placa testada: trata-se de um chip com 128 Unidades de Execução (EUs), para um total de 1.024 núcleos. O clock máximo impressiona, atingindo os 2,2 GHz, velocidade que apenas soluções da AMD puderam atingir até o momento.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O teste do Geekbench 5 confirma algumas das especificações do modelo de entrada da Intel DG2 (Imagem: Reprodução/LeakBench)

Os resultados, no entanto, não empolgam: no teste de OpenCL, voltado para avaliar o desempenho em cálculos avançados, o modelo bateu os 13.710 pontos, números próximos aos de modelos como a Radeon RX 550 e a GTX 1650 Ti. Acredita-se que a culpa da performance pouco impressionante seja da falta de otimização dos drivers.

Os resultados do GFXBench mostram desempenho próximo ao da GTX 1660 SUPER (Imagem: Reprodução/WCCFTech)

O segundo, mais recente, reforça essa possibilidade ao mostrar um cenário bem mais interessante. Nos testes de OpenGL, para processamento gráfico e mais relacionado aos games, a DG2 conseguiu atingir 17.838 quadros, mesmo número marcado pela GTX 1660 SUPER, opção intermediária de elevado custo-benefício.

Linha de GPUs para games da Intel estreia neste ano

Para sua entrada no mercado de GPUs, a Intel empregará quatro microarquiteturas diferentes: a Xe-LP, a Xe-HPG, a Xe-HP e a Xe-HPC. Todas compartilham da mesma estrutura básica, mas contam com otimizações para usos específicos. A Xe-HPG é a que mais interessa o público, por ser voltada para games, competindo diretamento com as famílias GeForce da Nvidia e Radeon da AMD.

A Intel adotará quatro microarquiteturas diferentes para entrar no mercado de GPUs, cada uma otimizada para um destino específico (Imagem: Reprodução/Intel)

Além da configuração de entrada encontrada nos testes, a Intel deve lançar ao menos mais cinco variantes, com diferenças na quantidade de núcleos ativos. AO modelo mais poderoso contará com 512 EUs, equivalente a 4.096 núcleos, acompanhados de 8 GB ou 16 GB de VRAM GDDR6, a depender da versão. Espera-se que esse chip concorra diretamente com a RTX 3070 Ti e outras placas da categoria, possibilidade reforçada com os vazamentos desta semana.

Fora isso, ao que se sabe, a família Xe-HPG contará com hardware dedicado para processamento de Ray Tracing, bem como para uso de técnicas avançadas de upscaling de imagem. A solução da empresa é conhecida até o momento como XeSS, ou Xe Super Sampling, e funciona de maneira similar ao DLSS ao utilizar Inteligência Artificial. É provável ainda que a linha traga suporte ao FidelityFX Super Resolution, da AMD.

Fonte: WCCFTech (1, 2)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.