Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Como saber se um notebook é bom?

Por| Editado por Léo Müller | 25 de Julho de 2023 às 16h29

Link copiado!

Rafael Damini/Canaltech
Rafael Damini/Canaltech

Saber se um notebook é bom antes de fazer a compra pode ser uma tarefa complicada. Existe uma imensa variedade de modelos disponíveis no mercado, e cada modelo ainda tem diversas configurações com especificações diferentes. Isso acabam por confundir até consumidores com experiência em produtos de informática.

Por isso, criamos uma lista bem breve com tópicos que explicam as características que devem ser observadas antes de comprar um notebook. Dessa maneira, esperamos ajudar nossos leitores e fazer as escolhas mais acertadas. Boa leitura e boas compras!

Prefira processadores mais novos

Continua após a publicidade

É extremamente importante que o processador tenha sido lançado nos últimos anos, ou seja, pertença a uma geração recente. Há muitos notebooks no mercado equipados com processadores antigos, e isso, inevitavelmente, vai impactar negativamente no desempenho do produto. Por exemplo: você pode encontrar um notebook com um Intel Core i5 fabricado em 2023 ou um Core i5 de 2018.

Por isso, priorize notebooks com processadores recentes. Eles tendem a ser mais modernos, oferecendo desempenho aprimorado, ao mesmo tempo em que consomem menos energia, o que melhora a autonomia da bateria do dispositivo.

8 GB de memória RAM (ou mais)

Há muitos notebooks baratinhos no mercado com 4 GB de memória RAM. De maneira geral, esses equipamentos podem servir para tarefas simples do dia a dia, como navegar na internet com poucas guias abertas e editar textos.

Se o seu foco for um notebook para trabalhar, ou se você quiser evitar lentidão devido à falta de memória, prefira os modelos com 8 GB de RAM, no mínimo. Uma regra simples é: quanto mais memória RAM, melhor.

Evite notebooks com HD

O HD (disco rígido) é uma unidade de armazenamento com tecnologia muito antiga e ultrapassada. Esses componentes são pesados, lentos e consomem muita energia. Por isso, evite notebooks que ainda são equipados com um HD.

Continua após a publicidade

Prefira os notebooks que já trazem um SSD como unidade de armazenamento, pois ele é muito mais rápido, leve e econômico que um HD. Ter um SSD como dispositivo de armazenamento é a única maneira de evitar que o desempenho proporcionado pelos outros componentes seja desperdiçado.

Fuja das telas HD ou com painel TN

Continua após a publicidade

Para baratear alguns modelos de notebooks, os fabricantes geralmente optam por telas com painel TN e resolução HD. Mais uma vez, essas características podem atender a usuários casuais, mas não são indicadas para quem pretende passar várias horas na frente do PC.

Para trabalhar, jogar, ou mesmo assistir a filmes e séries, o ideal é que o modelo tenha tela com painel LCD IPS, com resolução Full HD, no mínimo. As telas IPS possuem cores vivas e contraste melhorado em relação às telas TN.

Fique de olho na conectividade

Atualmente, é interessante que o notebook tenha ao menos uma porta USB-C, uma porta HDMI, duas portas USB-A, uma saída P2 para fones de ouvido, Wi-Fi dual-band e Bluetooth 5.2.

Continua após a publicidade

Essas características podem variar de acordo com o perfil do usuário, mas fique muito atento ao USB-C. Isso porque, além de servir para conectar qualquer tipo de periférico, ela geralmente também carrega a bateria do PC. Fora isso, é mais fácil repor a fonte de um notebook que usa um conector USB-C devido à comparatibilidade entre marcas e grande variedade no mercado. Da mesma maneira que uma porta HDMI permite que o PC seja ligado a um monitor, caso a tela embutida apresente defeito. Já o conector RJ45 é muito importante para usuários que não dispõem de uma rede Wi-Fi de boa qualidade.

🛒 Confira os melhores notebooks em promoções incríveis no Canaltech Ofertas