Trump faz reunião com empresas de tecnologia para discutir sobre a Huawei

Por Redação | 22 de Julho de 2019 às 22h50
Tudo sobre

Huawei

Saiba tudo sobre Huawei

Ver mais

Durante esta segunda-feira (22), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, resolveu montar uma reunião com CEOs de grandes empresas voltadas à tecnologia, como Google e Broadcom, sob a premissa de uma discussão em torno de práticas comerciais e questões como segurança nacional. Um dos principais assuntos em pauta foi o caso Huawei, fábrica chinesa de smartphones que tem vivido uma verdadeira novela com a gestão de Trump.

Em meio a um comunicado de imprensa, a Casa Branca chegou a descrever a reunião como "construtiva". Os presentes foram os CEOs de indústrias de tecnologia e telecomunicações: Sundar Pichai da Google, Hock Tan da Broadcom, Sanjay Mehrotra da Micron, Stephen Milligan da Western Digital, Steven Mollenkopf da Qualcomm, Chuck Robbins da Cisco e Robert Swan da Intel.

O posicionamento de algumas das empresas

A CNBC procurou as empresas envolvidas na reunião em busca de posicionamentos, e conseguiu obter comentários da Intel: “Nós nos envolvemos regularmente com a Administração em questões importantes para a Intel e nossa indústria. Agradecemos a participação de nossos pares na reunião econômica da Casa Branca de hoje e o compartilhamento da perspectiva da Intel sobre questões econômicas, incluindo como a atual situação comercial com a China afeta a indústria crítica de semicondutores dos EUA”, afirmou um porta-voz da empresa.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Além da Intel, outra empresa que também se posicionou foi a Micron: “Acreditamos que investimentos estratégicos em tecnologia e políticas que garantam o comércio justo e aberto em igualdade de condições são essenciais para a liderança tecnológica dos EUA em curso, bem como para o crescimento econômico em todo o mundo”, declarou um porta-voz da empresa.

Participantes apoiam Trump

Por sua vez, um comunicado oficial descreve a reação dos CEOs participantes da reunião: “Os CEOs expressaram forte apoio às políticas do presidente, incluindo restrições à segurança nacional nas compras e vendas de equipamentos de telecomunicações dos Estados Unidos para a Huawei. Eles solicitaram decisões de licenciamento pontuais do Departamento de Comércio, e o presidente concordou”.

De acordo com a CNBC, vários membros da Casa Branca e da administração de Trump também fizeram parte da reunião, como Mick Mulvaney, chefe de gabinete interino; Jared Kushner, genro do presidente e conselheiro sênior; o conselheiro econômico Larry Kudlow; o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin; e o secretário do Comércio, Wilbur Ross.

Fonte: CNBCReuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.