Publicidade

Japão envia purificadores de água para auxiliar vítimas no RS

Por| Editado por Luciana Zaramela | 25 de Maio de 2024 às 14h17

Link copiado!

Flickr/Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Flickr/Governo do Estado do Rio Grande do Sul

A embaixada do Japão no Brasil anunciou neste sábado (25) o envio de 75 purificadores de água para ajudar as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul — as máquinas haviam chegado ao país na última quarta-feira (22) e serão distribuídas entre os afetados pela catástrofe, conforme esclarece anúncio feito nas redes sociais. O auxílio complementa a ajuda de diversas companhias e países, seguindo o momento delicado que a população gaúcha ainda vive.

Nas publicações feitas da Base Aérea de Brasília, o embaixador Hayashi Teiji celebrou e destacou a importância da doação dos equipamentos em um momento crítico em que água potável é escassa. "Espero que essa doação sirva para a reconstrução e a recuperação do estado do Rio Grande do Sul", afirmou o diplomata, reforçando ainda a solidariedade do povo japonês com os brasileiros.

Continua após a publicidade

O auxílio havia sido confirmado pelo Governo Federal no dia da chegada dos purificadores, que foram enviados em uma colaboração do governo japonês com a Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA). "O Brasil agradece ao Japão pelo envio de 75 purificadores de água às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. Os itens chegaram ao território nacional, na tarde de hoje [dia 22], e serão distribuídos entre os afetados pelas enchentes", escreveu o Itamaraty.

Os esforços da nação asiática se juntam à ajuda de diversos outros países e corporações anunciada nos últimos dias. Entre as doações mais recentes estão:

Continua após a publicidade
O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Segundo o último boletim da Defesa Civil do Rio Grande do Sul, quase 95% das 497 cidades gaúchas sofreram com as chuvas extremas, havendo mais de 2,3 milhões de pessoas afetadas, 165 vítimas fatais e 806 feridos. O órgão divulga atualizações do balanço diariamente, às 9h, ao meio-dia e às 18h.

Há diversas maneiras de colaborar com as doações, incluindo trabalhar como voluntário no SOS Rio Grande do Sul, na Secretaria de Saúde do RS, nos Correios e na Força Nacional do SUS. Você pode ainda contribuir financeiramente com ONGs e órgãos do Estado que estão lidando com o resgate, como o Governo do RS, a Central Única das Favelas (CUFA) e as Cozinhas Solidárias do MTST.