Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Como funciona o Bard | Limitações e abordagem responsável

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 17 de Julho de 2023 às 12h00

Link copiado!

Mojahid Mottakin/Unsplash
Mojahid Mottakin/Unsplash

Entender como funciona o Bard pode ser importante para estar ciente das capacidades e limitações da inteligência artificial generativa do Google. Isso permite ter uma abordagem responsável e interpretar as respostas do chatbot de forma eficaz.

Como funciona o Bard?

O Bard é um modelo de linguagem baseado em PaLM 2 que permite uma comunicação versátil, natural e inteligente com as pessoas.

Continua após a publicidade

Ele foi preparado com uma grande quantidade de informações, com capacidade de dialogar via mensagens de texto e imagens com ampla possibilidade de respostas.

Ao contrário de outros chatbots, como o ChatGPT da OpenAI, que tem seu banco de dados limitado a acontecimentos até setembro de 2021, o Bard possui uma capacidade de processamento de dados praticamente instantânea em relação ao mundo real. Isso ocorre porque ele pode se conectar à Pesquisa do Google para embasar suas respostas com os resultados das buscas.

Pelo fato de ser uma plataforma em desenvolvimento, é possível que o chatbot do Google apresente informações inverídicas e as faça parecerem verdadeiras. Isso pode ocorrer mesmo quando questionado sobre seu próprio funcionamento, a capacidade de citar fontes ou abordar sobre novas informações, por exemplo.

É importante estar ciente dessas limitações e verificar as informações em fontes confiáveis para garantir a precisão dos dados, principalmente porque o Bard não cita fontes para priorizar a criação de conteúdo original e evitar a reprodução direta de outros autores.

Portanto, não é aconselhável recorrer ao chatbot para obter resultados relacionados a aconselhamentos médicos, jurídicos ou pesquisas que demandem embasamento científico. É recomendável buscar orientação de profissionais especializados ou sites com autoridade apropriada para obter informações confiáveis e precisas.

Se você tiver dúvidas sobre a consistência de uma resposta fornecida pelo Bard, é possível consultar rapidamente a informação pelo botão "Pesquisar no Google" exibido no prompt da plataforma.

O Bard é seguro?

Continua após a publicidade

De acordo com o Google, o Bard não utiliza dados pessoais do Gmail ou de outros aplicativos e serviços particulares para aprimorar suas respostas.

No entanto, é importante observar que as interações com a plataforma podem ser analisadas por verificadores humanos. Logo, é recomendável evitar o envio de informações privadas ao chatbot para garantir a privacidade e segurança dos dados pessoais.

A empresa ainda afirma que o chatbot é comprometido com a ética e segue princípios de IA, como:

  • Ser socialmente benéfico e transformar setores da sociedade;
  • Evitar criar ou reforçar preconceitos com vieses injustos entre diferentes culturas
  • Seguir os princípios dos direitos humanos.
Continua após a publicidade

Como usar o Bard?

O Bard tem o propósito de ajudar pessoas a aumentarem sua produtividade, estimular a criatividade e aproveitar ideias e sugestões que possam explorar oportunidades para executar tarefas com maior eficácia.

Se você é maior de 18 anos e tem uma conta pessoal no Google, basta acessar o site bard.google.com em um dispositivo com internet e iniciar conversa com chatbot.

Continua após a publicidade

Confira como testar o Bard para aprender mais sobre os recursos oferecidos pela inteligência artificial generativa do Google.