Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

O que é UEFI?

Por| Editado por Bruno Salutes | 05 de Setembro de 2022 às 15h50

Link copiado!

Wikimedia Commons. Montagem: Canaltech
Wikimedia Commons. Montagem: Canaltech

UEFI, ou Unified Extensible Firmware Interface (em português “Interface Unificada de Firmware Extensível”), é um software de baixo nível que se inicia no momento que você liga o seu computador. É, também, a interface de sistema que pretende substituir a BIOS.

Os termos podem ser diferentes, mas, no geral, possuem o mesmo objetivo: fazer com que determinados processos ocorram de forma mais rápida e em conjunto. A seguir, saiba o que é UEFI e por que está substituindo a clássica BIOS (Basic Input/Output System, em português “Sistema Básico de Entrada/Saída”).

O que é UEFI

Continua após a publicidade

O UEFI é uma especificação que define uma interface de software entre o sistema operacional e o firmware do seu computador. Basicamente, ele é a primeira coisa que se ativa assim que você liga o PC e antes de inicializar o sistema do dispositivo.

Intel e HP trabalham desde os anos 1990 no EFI (Extensible Firmware Interface, ou Interface de Firmware Estendida) que é uma forma mais avançada e versátil de dar "boot" no computador. Ao chegar na versão 1.1, teve seu nome atualizado para UEFI.

O UEFI é mais eficiente?

Continua após a publicidade

O UEFI foi lançado como uma substituição à tradicional BIOS do sistema. Acontece que o o UEFI é mais eficiente na inicialização de processos que farão parte do sistema operacional do computador. Isso inclui checar a integridade de todos os componentes do firmware, testar os principais componentes de hardware do PC e selecionar o dispositivo de inicialização.

Por que o UEFI está substituindo a BIOS?

A BIOS está presente desde os primeiros computadores pessoais lançados na década de 1980. Entretanto, mesmo com pequenas melhorias, a interface evoluiu muito pouco desde então. Soma-se a isso o fato de que o software não acompanhou as mudanças tecnológicas de PC desde o tempo do MS-DOS, impedindo uma maior adoção e adaptação.

Outra questão da BIOS tradicional são suas limitações. O software só consegue ser executado no modo de processador de 16 bits e tem apenas 1 MB de espaço para rodar. Além disso, a BIOS inicializa somente em unidades de 2.1 TB ou menos que isso. Já existem unidades de 3 TB ou mais, porém a BIOS não opera nessas capacidades.

Continua após a publicidade

Em contrapartida, o UEFI pode ser executado no modo de 32 bits ou 64 bits. O firmware ainda pode inicializar em unidades a partir de 2.2 TB. Ele também tem mais espaço de endereçamento, permitindo realizar um boot completo de sistema em até oito segundos — ou menos, se o PC for equipado com um SSD.

O UEFI ainda tem como vantagens o fato de poder ser armazenado na memória flash da placa-mãe ou em um disco rígido. Contudo, vale destacar que o UEFI pode ter interfaces variadas de acordo com a fabricante do computador.

PCs antigos podem ser atualizados para UEFI?

Continua após a publicidade

Aí entra outra parte importante sobre o UEFI: máquinas mais antigas que possuem BIOS não podem ser atualizadas para o novo formato. Ou seja, você precisa comprar um computador novo compatível com o padrão UEFI. Felizmente, a grande maioria dos dispositivos da categoria já possuem o UEFI instalado em substituição à BIOS.

Além disso, a BIOS ainda pode atender boa parcela dos usuários de PC porque nem todo mundo costuma desempenhar tarefas que exigem um boot mais rápido. Por isso, se você tem um disco rígido ou partição com menos de 2 TB, a BIOS consegue ser útil sem maiores preocupações.