Publicidade

Intel APO sobe desempenho de jogos em 31% nas CPUs de 14ª geração

Por| Editado por Jones Oliveira | 24 de Outubro de 2023 às 20h35

Link copiado!

Reprodução/Intel
Reprodução/Intel
Tudo sobre Intel

Os processadores Intel de 14ª geração foram lançados há poucos dias e, apesar do salto geracional tímido, a nova geração trouxe recursos interessantes ao usuário. Uma dessas tecnologias é o APO (Intel Application Optimization), que consegue elevar o desempenho em até 31% em títulos como Rainbow Six: Siege.

Para testar a nova ferramenta da Intel, o usuário do Reddit LightMoisture fez benchmarks mais aprofundados do APO nos dois únicos games que atualmente possuem suporte oficial: Metro Exodus e Rainbow Six: Siege. O resultado gerou um salto de performance de 24% e 31%, respectivamente, ao ativar a funcionalidade.

A APO foi introduzida de maneira tímida pela Intel e, na verdade, atua em conjunto com outra funcionalidade que já existe desde os Alder Lake de 12ª geração. Em geral, o Application Optimization é uma versão melhorada do Thread Director, que direciona os processos para os melhores núcleos disponíveis executarem aquela tarefa — tudo isso em tempo real. Trata-se de um refinamento na tecnologia, disponível de forma específica para alguns games selecionados.

Continua após a publicidade

APO não foi fácil de utilizar

Para atingir esses resultados, o usuário precisou ativar opções de BIOS como o Intel Dynamic Tunning e passou por um processo de testagem "chato" e complicado. Ao que parece, algumas pessoas estão com problemas ao usar a ferramenta, principalmente no que diz respeito à falta de compatibilidade com certas placas-mãe.

Para os testes, foi utilizado um Intel Core i9-14900K e uma GeForce RTX 4090, mostrando um sistema parrudo o suficiente para chegar a esse aumento de performance. No entanto, vale notar que o APO é uma função exclusiva dos processadores Intel Core Raptor Lake Refresh e parece não há planos de levá-lo para gerações anteriores.

Continua após a publicidade

Com testes preliminares, o Intel Application Optimization parece uma funcionalidade atrativa para os usuários. No entanto, a tecnologia ainda precisa ser expandida para mais games se a Intel realmente quiser emplacar essa opção. Para o futuro, com os processadores Arrow Lake, não é difícil imaginar mais refinamentos e soluções como essa, principalmente com o auxílio de Inteligência Artificial.