Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

GPUs Intel Arc Battlemage e Celestial têm novos detalhes vazados

Por| Editado por Wallace Moté | 05 de Abril de 2023 às 14h03

Link copiado!

Intel
Intel
Tudo sobre Intel

Próximas duas gerações de placas de vídeo gamer da Intel, as famílias Arc Battlemage e Celestial tiveram novidades divulgadas por fontes da indústria ouvidas pelo portal taiwanês Commercial Times. As informações indicam que a gigante de Santa Clara deve manter sua parceria com a TSMC para o lançamento das próximas linhas, além de apresentar as supostas janelas de lançamento das soluções e as litografias que teriam sido selecionadas para os componentes.

Segundo o rumor, a Intel está otimista com o estouro de Inteligência Artificial movido por soluções como o ChatGPT, além do mercado de eSports, confiante de que ambos vão intensificar a demanda por GPUs, o que teria levado a companhia a manter os esforços em suas soluções Arc apesar do início bastante conturbado da primeira geração, de codinome Alchemist. Mais do que isso, a empresa estaria tentando alinhar os lançamentos de CPUs com as GPUs, seguindo um ciclo de 2 anos parecido com os das rivais AMD e Nvidia.

Assim sendo, a 2ª geração Arc Battlemage estrearia no final de 2024, enquanto a terceira geração Arc Celestial seria apresentada no final de 2026. Vale lembrar que os nomes e alguns dos detalhes das arquiteturas já foram oficialmente confirmados: para a primeira, teremos a arquitetura Xe², dividida entre Xe²-HPG para placas dedicadas e Xe²-LPG para gráficos integrados. Da mesma forma, a linha Celestial adotará as arquiteturas Xe³-HPG e Xe³-LPG.

Continua após a publicidade

Outro aspecto apontado pelo Commercial Times é que, apesar dos avanços significativos que tem feito com sua fundição própria em litografias de ponta, o time azul deve manter a parceria com a TSMC, tendo reservado para a linha Battlemage um lote de wafers no processo N4 de 4 nm, e um lote no processo N3X de 3 nm para as placas Celestial. Promissoras, as litografias escolhidas não seriam exatamente competitivas com as concorrentes — espera-se que as GPUs Radeon e GeForce adotem uma litografia à frente da Intel.

Ainda que não sejam uma surpresa, essas informações dão novo gás à gigante de Santa Clara, que teve um período bastante complicado neste ano: além do lançamento atrasado das placas Arc Alchemist e os drivers que exigiram meses de trabalho para chegar a um estado de boa qualidade, a companhia perdeu uma grande quantia de dinheiro com a divisão de gráficos (AGX), decidindo pelo seu desmembramento.

Continua após a publicidade

As soluções para games, como as placas Arc, ficaram nas mãos do Client Computing Group (CCG), divisão focada nos consumidores em geral que também abriga as CPUs Intel Core, enquanto as GPUs de data centers foram realocadas para o Data Center and AI Group (DCAI). Além disso, o engenheiro Raja Koduri, responsável pela AGX, acabou saindo da Intel. Diante desses acontecimentos, o futuro da companhia no mercado de gráficos seguia um mistério.

Intel deve manter investimentos em GPUs

Os detalhes publicados pelo Commercial Times fortalece o rumor recente divulgado pelo informante Tom, do canal Moore's Law is Dead, que também sugeriu que a Intel deve manter os planos para as famílias Arc Battlemage e Celestial mesmo diante dos obstáculos que enfrentou. Ao que parece, a empresa não deve mirar com tanta força no segmento entusiasta no momento, tentando acertar no mesmo posicionamento intermediário em que a Arc A750 e Arc A770 tiveram sucesso.

Continua após a publicidade

Tom destaca ainda que o futuro das placas de vídeo da Intel não está definido, o que é uma boa e uma má notícia na mesma proporção. Se por um lado teremos lançamentos nos próximos 4 anos apesar do desmembramento da AGX, por outro, maus resultados podem levar a gigante a abandonar o mercado de GPUs por um bom tempo.

Fonte: Commercial Times (em chinês), via TechSpot