SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

CPUs Intel Meteor Lake usarão IA para gerenciar consumo de energia

Por| Editado por Jones Oliveira | 01 de Setembro de 2023 às 10h00

Link copiado!

Intel
Intel
Tudo sobre Intel

A Intel afirmou nesta semana que os processadores Meteor Lake de 14ª geração terão componentes de IA voltados para gerenciar o consumo de energia das CPUs. Além de garantir uma regulação de voltagem mais eficiente, a nova função irá permitir transições mais rápidas e otimizadas entre estágios ativo e de baixo consumo.

A nova funcionalidade foi mencionada por executivos da empresa durante a conferência Hot Chips 2023. Apesar de não revelar muitos detalhes, a “Intel Energy Efficiency Architecture” não deve afetar tanto o desempenho, mas melhorar bastante o projeto térmico dos próximos processadores domésticos, em especial os de notebooks.

Continua após a publicidade

Qual a frequência ideal?

A maneira mais óbvia e direta de melhorar o desempenho de processadores é aumentando sua frequência. Esse artificio, inclusive, era a principal métrica das fabricantes para demonstrar o poder de suas CPUs antes do conceito de multithread.

No entanto, entre outras coisas, subir frequências implica quase sempre em aumentar a voltagem, que aumenta o consumo e, consequentemente, a temperatura. Esta última é, até hoje, o principal gargalo de desempenho em componentes eletrônicos.

Por essa razão, todas as fabricantes, e não apenas a Intel, vêm investindo pesado em estratégias para otimizar ao máximo o desempenho de seus chips, com frequência e alimentação variáveis conforme a demanda do sistema.

Continua após a publicidade

Esse tipo de gerenciamento já é uma função da própria CPU desde os Intel Skylake de 6ª geração, com a tecnologia Speed Shift. No entanto, ela se baseia na combinação do projeto térmico daquele chip com padrões arbitrários embarcados nos controladores para definir qual atividade é mais ou menos intensa.

Esse é o principal motivo para alguns laptops gamer praticamente levantarem voo ao abrir 10 abas do navegador e continuarem silenciosos em alguns jogos. O Speed Shift não é sensível o suficiente para entender que, não necessariamente, ele precisa entregar 4,5 GHz para abrir o YouTube.

Continua após a publicidade

A nova tecnologia de IA permite que o algoritmo entenda diferentes padrões de uso e preveja quando é, realmente, necessário entregar mais voltagem. Isso também abre precedente para que controladores via software, como o Alienware Comande Center, sejam cada vez menos interessantes, já que a própria CPU conseguirá definir qual nível de frequência manter para cada atividade.

Fonte: PCWorld