Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Novas CPUs Intel são só 3% mais rápidas que geração anterior

Por| Editado por Jones Oliveira | 25 de Agosto de 2023 às 08h00

Link copiado!

Reprodução/Intel YouTube
Reprodução/Intel YouTube
Tudo sobre Intel

A Intel vai anunciar os processadores de desktop de 14ª geração em setembro, com codinome Raptor Lake Refresh. No entanto, a MSI acabou divulgando um vídeo relacionado a esses produtos antes de hora e confirmou o que muita gente já desconfiava: eles terão desempenho médio apenas 3% superior em relação aos antecessores.

O vídeo já foi retirado do ar, mas se espalhou pelas redes sociais. O conteúdo era sobre um treinamento a respeito dos produtos compatíveis com a futura geração de CPUs, como placas-mãe com chipset 700 e novos gabinetes. Todavia, um slide específico comentava sobre os Raptor Lake Refresh e confirmou detalhados vazados há semanas.

Continua após a publicidade

A informação mais sensível obtida são os 3% de performance adicional que esses processadores vão oferecer aos usuários. É comum que os saltos geracionais fiquem na casa dos 20% a 30%. Mas 3% é literalmente um empate técnico com produtos que já foram lançados em 2022.

A grande diferença fica por conta do Intel Core i7-14700K. Esse modelo era especulado para receber núcleos híbridos adicionais, saindo dos 16 cores das gerações anteriores e saltando para 20 núcleos (8 de Performance e 12 de Eficiência). O vídeo da MSI aponta que essa CPU teria ganhos de 17% em relação ao Core i7-13700K, justamente pelo número mais elevado de E-Cores.

Nova geração terá poucas mudanças

Continua após a publicidade

Além disso, o deslize da MSI confirma que a 14ª geração é produzida com o mesmo processo de fabricação Intel 7, baseado em litografia de 10 nanômetros. A arquitetura dos núcleos Raptor Cove e Gracemont também não ganhou atualizações.

Embora as notícias não sejam animadoras, esses fatos também não são uma exata surpresa. Testes vazados em bancos de dados sugeriam um aumento de desempenho singelo — assim como as diferenças gerais para a geração passada.

A expectativa maior fica a cargo dos processadores de notebooks Meteor Lake, que vão ganhar um acelerador de IA e uma nova nomenclatura. Tanto essas CPUs quanto os Raptor Lake Refresh devem chegar ao mercado em outubro.