Publicidade

CEO da AMD discute chips de 3 nm com TSMC em Taiwan

Por| Editado por Jones Oliveira | 19 de Julho de 2023 às 16h15

Link copiado!

Divulgação/AMD
Divulgação/AMD
Tudo sobre AMD

A CEO da AMD, Lisa Su, está indo até Taiwan para discutir o futuro da AMD no mercado de semicondutores. O “passeio” servirá também como uma homenagem, já que a executiva ganhará o título de Doutora Honorária e pretende se reunir com a TSMC para resolver algumas questões sobre a fabricação de chips em 3 nm.

Já não é mais novidade que a AMD vai começar a desenvolver processadores e placas de vídeo utilizando a litografia de 3 nanômetros da TSMC. Esse planejamento já havia sido confirmado em 2022, e é esperado que esse processo de fabricação chegue a partir dos produtos da linha Granite Ridge — os Ryzen 8000 de desktop — entre 2024 e 2025.

Continua após a publicidade

Embora essa seja a expectativa geral, algumas especulações sugerem que esses novos Ryzen devem realizar uma mescla entre as litografias de 4 nm e 3 nm. O mesmo pode acontecer com a arquitetura utilizada: uma fusão entre núcleos Zen 5 e Zen 4.

A TSMC começou a produção dos seus chips de 3nm em 2022. No entanto, é esperado que essa leva inicial de produtos seja destinada à Apple. A Maçã é uma das principais clientes da companhia de Taiwan e recebe uma preferência especial na fila. O chip M3, que deve estrear até o fim de 2023 na nova linha de Macs, é um dos que possui esse processo de fabricação.

Novas informações veiculadas pelo site KMIB sugerem que a Samsung aumentou a sua taxa de rendimentos na produção de semicondutores de 3 nanômetros. A sul-coreana começou o desenvolvimento em 2021 e a taxa representa a porcentagem de chips produzidos que tem boa qualidade contra aqueles com algum tipo de defeito. A dona dos Galaxy elevou o patamar para 60% de rendimentos, enquanto a TSMC manteve seus 55%.

Lisa Su será Doutora Honorária

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Com a viagem, a CEO da AMD será homenageada com o título de Doutora Honorária. Su já possui o diploma de Engenharia Elétrica após ter se formado no MIT em 1994. Com mais de 40 artigos técnicos publicados, a Doutora já foi eleita para a Academia Nacional de Engenharia e recebeu o prêmio Abie de Liderança Técnica Grace Hopper.

A executiva é considerada como o ponto de destaque da empresa desde que assumiu o comando das operações em 2014. De lá para cá, aumentou a competitividade no mercado de processadores domésticos ao introduzir a linha Ryzen e vem fazendo esforços para diminuir o espaço no segmento de placas de vídeo contra a rival NVIDIA.

Fonte: UDN (Em chinês) e KMIB (Em coreano)