Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

AMD confirma Ryzen 8000 para 2024 com núcleos Zen 5 e GPU "Navi 3.5"

Por| Editado por Wallace Moté | 05 de Junho de 2023 às 13h57

Link copiado!

AMD
AMD
Tudo sobre AMD

Apresentando novidades para data centers em evento para parceiros, a AMD acabou confirmando que a próxima família de processadores para desktop será realmente chamada Ryzen 8000, chegando já em 2024. Compatível com o soquete AM5, já usado pelos Ryzen 7000, os componentes da futura geração devem garantir um upgrade tranquilo para usuários da marca, oferecendo ganhos de performance significativos com os novos núcleos Zen 5 e gráficos integrados inéditos, identificados como "Navi 3.5".

Apesar de ter os esforços no mercado de servidores focados em torno da família EPYC, com ampla contagem de núcleos e conectividade turbinada, a AMD trabalha com alguns modelos mais acessíveis de máquinas baseadas em suas soluções para desktop, como os recentes Ryzen 7000 com soquete AM5. A ideia é atender micro e pequenas empresas que possam estar buscando por opções de baixo custo, ou ainda companhias que necessitem de maior performance por núcleo, como as de plataformas de streaming de games.

Assim sendo, em recente palestra dada a parceiros tratando de produtos para data centers, o time vermelho enfatizou as capacidades do AM5 e o suporte prolongado que a plataforma terá pelos próximos anos. Nesse processo, a marca acabou deixando escapar seus planos para 2024: a gigante deve realmente lançar sua próxima família de CPUs para desktop no ano que vem, chamando-a de Ryzen 8000.

Continua após a publicidade

Ainda que pareça algo óbvio, o anúncio oficial acaba com dúvidas, especialmente quando levamos em conta a nomenclatura diferente que a AMD está usando agora nos chips para notebook. Mais do que isso, o conteúdo mostrado possui três aspectos muito interessantes: o sinal de que o soquete AM5 deve receber suporte até 2026, a chegada ainda neste ano de novos Ryzen 7000 com gráficos "Navi 3.0" e a revelação de que os Ryzen 8000 empregarão a aguardada microarquitetura Zen 5 e GPUs inéditas "Navi 3.5".

Começando pelo suporte do soquete, a notícia é extremamente bem-vinda e oferece alívio para quem apostou na recente plataforma, significando que está quase garantida a chegada de ao menos mais duas famílias de processadores preparadas para o AM5. Entre elas estariam os Ryzen 7000 com "Navi 3.0", o que significa que veremos APUs mais poderosas com iGPU RDNA 3 — os modelos já lançados usam gráficos extremamente modestos com arquitetura RDNA 2.

Obviamente, o maior destaque vai para a confirmação dos Ryzen 8000 para 2024. Além dos já esperados núcleos Zen 5, que prometem revolucionar o desempenho dos processadores da companhia com uma arquitetura 100% redesenhada, a surpresa é a menção às GPUs "Navi 3.5", vistas apenas em rumores de CPUs para notebooks até então. Segundo esses rumores, gráficos Navi 3.5 serão conhecidos como RDNA 3+, e trarão melhorias importantes para a arquitetura RDNA 3, especialmente em eficiência.

No mais, sabe-se que todos os componentes utilizarão as litografias de 4 nm e 3 nm da TSMC, dando ganhos adicionais de performance por Watt em comparação ao processo de 5 nm usado no momento. Ainda não há uma data precisa para a estreia das CPUs citadas — acredita-se apenas que as APUs Ryzen 7000 com Navi 3.0 chegarão em 2023, enquanto os Ryzen 8000 serão apresentados no final de 2024. Seja como for, o fato é que a AMD deve oferecer melhorias significativas e grandes novidades para os usuários nos próximos meses.

Fonte: AMD, via VideoCardz